Claim Ownership

Autor:

Inscrito: 0Reproduzido: 0
compartilhar

Descrição

 Episodes
Reverse
Indy Santos nasceu em Santos (SP), cresceu no Morro do Pacheco, e se lançou no mundo após ter sido demitida. A missão era vencer e dar uma qualidade de vida melhor para os pais. Ela conseguiu, mas, antes disso, a jornalista de formação precisou limpar casas e trabalhar como babá, até alçar voos mais altos.
Karoline Burunsizian também falou sobre a carreira dos guarda-vidas, a sensação de salvar alguém, preparo psicológico e participação em reality show culinário.
O podcast ouviu dois especialistas no quesito que analisaram as mudanças nas letras, no ritmo e na avaliação dos jurados. Essa junção de fatores faz com que fique mais difícil a missão dos compositores em criar um samba-enredo para ficar eternizado.
Cristiane Margarida Lopes Lorca, de 57 anos, é conhecida nacionalmente por realizar um trabalho de acolhimento ao público LGBTQIA+ em seu quiosque em uma praia do litoral de São Paulo.
Análise é dos presidentes dos sindicatos do Comércio Varejista, Omar Abdul Assaf, e dos Hotéis, Bares, Restaurantes e similares, Heitor Gonzalez. Eles também falaram sobre como começaram a empreender, os motivos que os levaram a se dedicar aos sindicatos e, principalmente, o cenário do setor na Baixada Santista após o período mais crítico da pandemia da Covid-19.
Equipe que participou da primeira transmissão ao vivo pela TV Tribuna, afiliada da Globo, contou a experiência e falou sobre as expectativas para a festa deste ano.
Apaixonado por samba e pelo cavaquinho, João demonstrou interesse por música desde criança. Ele foi incentivado pela mãe a estudar em um conservatório, o que, segundo ele, o abriu a mente para novas possibilidades . O menino cresceu, se aprimorou, fez faculdade, estudou na Alemanha e regeu orquestra no Carnegie Hall, nos EUA.
Os jornalistas Matheus Müller e Luiz Linna relembraram programas marcantes da temporada.
Evaldo Stanislau falou sobre a pandemia e o trabalho realizado para reduzir o impacto da doença na sociedade. O médico explicou que, por diretriz da OMS, o reforço vacinal deve ser aplicado nas pessoas mais vulneráveis às formas graves da doença. Ele também explicou o que se sabe hoje, após quatro anos do primeiro caso mundial.
Rafael Leal, secretário de Cultura de Santos, ressaltou a dificuldade de se promover eventos no país em meio à burocracia e desconfiança de parcela da população, que reclama dos investimentos no setor, mesmo sem saber a origem dos recursos e como as ações impactam na vida da sociedade.
Lu Marini é documentarista e piloto de aventura. Embora tenha admitido ter medo de altura, diz que se sente confortável e seguro com o equipamento, e que a sensação vai embora quando está no céu. No Baixada em Pauta, ele dividiu as experiências vividas, as histórias que o tocaram e sobre o único acidente sofrido, com o qual disse ter aprendido muito.
Visibilidade após o evento garantiu mais trabalhos e permitiu que se dedicasse mais aos projetos pessoais. A exposição, segundo ele, foi importante também para ajudar outros artistas, usando o nome para apresentar novos e velhos talentos que não disfrutaram da mesma oportunidade.
Santista, ela contou como foi parar nos Estados Unidos, onde engravidou, teve filho, morou em abrigo, fez faxina e doutorado em Direito. Hoje, ela tem quatro escritórios na terra do Tio Sam e trabalha com muitos clientes famosos no Brasil.
Ele contou sobre a trajetória política, bem como projetos e bandeiras que defende. A principal delas a manutenção e ampliação das escolas cívico-militares. O parlamentar também falou sobre o cenário político e disse não ser influenciado por ideologias partidárias.
Coordenador do órgão santista, Daniel Onias falou sobre o trabalho realizado com moradores em áreas de risco, do aumento no número de desastres naturais, ocorrências de repercussão na região e fez orientações à população.
Ele falou sobre a paixão pelo Santos FC, o interesse pelo carnaval, o desafio de assumir a presidência da Liga, além do planejamento e administração da festividade.
Escritor santista nasceu em 1942, mas mudou-se para a capital paulista, onde mora atualmente. Ele contou que primeiro livro foi escrito na tentativa de imitar o autor Monteiro Lobato.
Secretária de Desenvolvimento Social de Santos falou sobre sonho em ser médica, atuação no jornalismo e carreira política.
Wilson Vaccaro, Capitão do 6° Grupamento do Corpo de Bombeiros de Santos (SP), falou sobre o início da carreira, casos marcantes que atendeu e também relembrou a participação no atendimento da queda do avião do ex-candidato à presidência Eduardo Campos.
Especialista em segurança digital falou sobre início da carreira fazendo recuperação de contas, segurança nas redes sociais e blindagem para evitar golpes.
Comentários 
loading
Baixar da Google Play
Baixar da App Store