DescobrirCaminhar na Graça
Caminhar na Graça

Caminhar na Graça

Autor: Ennio Gomide dos Santos

Inscrito: 1Reproduzido: 4
compartilhar

Descrição

Falar do amor de Deus e aprender a revelar Cristo ao mundo
312 Episodes
Reverse
Guardarmos o tesouro

Guardarmos o tesouro

2020-11-2604:45

Recebemos de Deus um tesouro inestimável que não merecemos. Fundamentados na fé e nas promessas de nosso Deus, devemos caminhar rumo a maturidade, rejeitando a forma de pensar deste mundo, para expressarmos Cristo e enchermos a terra com o conhecimento da gloria do Senhor.
Temos que entender que a salvação não é por merecimento, nem resultante de obras, mas o plano de Deus e a expressão da Sua graça revelada em Cristo que nos faz o Seu povo, Sua família para expressarmos e revelarmos o Seu reino neste mundo.
Uma vida dedicada a Deus se revela quando não nos comprometemos com qualquer tipo de religiosidade, quando não andamos segundo o pensamento deste mundo e quando expressamos Cristo em nossas ações e reações diante das pessoas.
Revelamos que somos cristãos pela maneira como vivemos, ajudamos, repartimos e expressamos as virtudes de Deus, pois estes aspectos falam de valores eternos não de nossa natureza humana.
A questão que temos que entender que nem sempre o processo está relacionado aos outros, mas a nós, a maneira como revelamos o reino de Deus e as Suas virtudes. O ensino está relacionado a maneira como interagimos e corrigimos e não com a aprendizagem absorvida pelo outro.
Negando a fé

Negando a fé

2020-11-2402:04

Expressamos a nossa fé quando revelamos compaixão, misericórdia e cuidado com todos, especialmente com aqueles que são os nossos progenitores e nossos parentes, pois é assim que revelamos o amor de Deus e a nossa fé, não negando o que cremos.
Não existe outra maneira de crescermos, amadurecermos e compreendermos a vontade de Deus que não por meio da leitura e do ensino das Escrituras.Somente através dela que somos conduzidos a maturidade de nossa fé e a expressão dos valores eternos, revelando o reino de Deus no mundo.
Quando começamos a pensar que regras, mandamentos e que o foco está no fazer, estamos deixando a fé. Precisamos de entendimento dos valores eternos, para que ao conhecermos a obra de Deus em nossas vidas e o propósito que temos, possamos viver fundamentados nas Suas promessas.
Selecionar aqueles que serão os responsáveis por conduzir a família, a Igreja, requer maturidade e sabedoria, discernimento do Espírito e submissão à vontade de Deus para não escolher segundo os critérios naturais, mas, baseado no que seja a vontade do Pai para que Sua família seja de fato a coluna e o alicerce da verdade no mundo quanto a revelar o reino, as boas novas e conduzir as pessoas à reconciliação e submissão a Cristo.
Temos em Cristo o modelo de como devemos viver neste mundo. Não estamos aqui para viver uma religião, mas para revelarmos o reino de Deus e os valores eternos.
Sem ódio e sem brigas

Sem ódio e sem brigas

2020-11-2103:57

Nós como filhos de Deus, expressão da Sua graça, responsáveis por revelar as virtudes do Criador, Ele que nos chamou para o Seu reino, nos fez a imagem de Cristo, coparticipantes de Sua natureza não podemos orar ou fazer qualquer outra coisa cheios de ódio e brigas, mas devemos ser imitadores de Cristo.
Não existe a salvação sem a submissão a Cristo e crer não se trata de acreditar, mas de nos submetermos, reconhecendo-O como Senhor e Salvador, buscando e andando no conhecimento da Sua vontade para expressão da glória de Deus. A oferta feita é para todos, em todos os lugares e épocas.
Não somos salvos porque merecemos. A nossa reconciliação é resultante da graça de Deus e do Seu amor revelado por meio de Cristo, que se fez oferta para que nós, na Sua morte e ressurreição, fôssemos comprados para Deus.Quando entendemos e recebemos essa graça, nos submetendo a Cristo, os nossos pecados são perdoados, somos reconciliados, nascemos de novo e recebemos da vida de Deus.
Fomos capacitados para amar como Cristo. Para fazermos isso, precisamos compreender a obra de Deus em nós e que o Espírito derramou abundantemente do amor e da graça em nossas vidas. Não se trata de agir segundo a carne, mas conforme o novo ser espiritual criado em Cristo.
É nossa responsabilidade, diante de quem somos, da obra que Deus realizou em nosso favor e por sermos coparticipantes de Sua natureza, fazermos o bem sempre e não cansarmos, pois devemos agir neste mundo como Seus imitadores.
Sem compreendermos e conhecermos o amor de Deus não seremos capazes de nos comprometermos com a Sua vontade e não seremos instrumentos para revelar Sua glória ao mundo.
Precisamos entender que somos chamados por Deus e que fomos comprados por Cristo, para fazermos parte do reino de Deus, para vivermos de forma dedicada, revelando o Pai e andando como Cristo neste mundo.
Somente não cairemos no engando, quando conhecermos a verdade e andarmos em submissão a Cristo, fazendo tudo segundo a vontade de Deus, proclamando as Suas virtudes ao mundo.
Não podemos ter dúvida quanto ao fato de que é Deus quem opera em nós, que realiza a obra nos conduzindo em Sua vontade. Precisamos somente no submeter e fazer a Sua vontade.
Que possamos julgar a nós mesmos e o quanto temos andado fora da vontade de Deus para compreendermos que tipo de fé temos e o quanto expressamos que cremos e nos submetemos à vontade de nosso Deus, agindo como filhos e não somente como religiosos.
loading
Comentários 
Baixar da Google Play
Baixar da App Store