DiscoverDETOUR
DETOUR

DETOUR

Author: Guilherme Martins

Subscribed: 16Played: 260
Share

Description

O DETOUR é um podcast sobre cinema, com recorte no cinema de gênero, de todas as épocas. Em cada episódio, Guilherme Martins e Filipe Furtado recebem um convidado e debatem sobre dois ou três filmes, cruzados e observados em conjunto.

A ideia é recuperar e discutir filmes que trabalham com códigos de gênero. Receberemos muitas vezes o nosso camarada Francis Vogner dos Reis, mas outros convidados devem aparecer.

Há uma gama de possibilidades: não ficaremos apenas no conceito mais básico do gênero, como o horror ou o faroeste. Teremos séries sobre slashers e giallos, vamos tratar de clássicos do policial brasileiro como SNUFF, PARANOIA e MISSÃO: MATAR. O foco é propor uma pauta onde os filmes conversem, o tipo de conversa pode variar muito, e a nossa única exigência é que nunca nos afastemos dos filmes em si.
 
Outra proposta muito cara ao DETOUR: queremos sempre que o debate principal, salvo participações mais que especiais, aconteça no nosso esforçado mini-estúdio móvel, no calor residencial, onde o debate pode ser feito com mais cumplicidade. Nada de errado no formato a distância, mas é uma escolha e certamente isto vai refletir na forma do nosso programa. O objetivo é criar um ambiente especial.
 
Teremos sempre um conteúdo adicional, com material sobre os filmes, textos citados (ou não, eventualmente), imagens e qualquer forma de informação que possa enriquecer a experiência dos nossos ouvintes sobre as nossas pautas.
 
Começamos na procura do aprendizado, sem medo de errar.
17 Episodes
Reverse
A Pt. 2 do nosso especial Johnnie To. Cobre a carreira do diretor entre 2000 e 2019, suas novas parcerias e a consagração no ocidente. O estouro com Fulltime Killer, ida a Cannes com Eleição - sua obra é abraçada como um autor de relevância no exterior. Mas os filmes de To nunca deixam de olhar para Hong Kong: as tríades, a polícia corrupta, o governo chinês negociando com o crime organizado, a crise social e a falácia da guerra as drogas são muitas das facetas que são exploradas. Johnnie To revela-se um diretor social, embora totalmente formalista, realizando musicais graciosos como Sparrow e Office. Clássicos modernos como Romancing in Thin Air, Life without Principle e Drug War. E fechamos com um debate sobre THREE (2016) que é o seu penúltimo longa-metragem, apresentando sua faceta como cineasta veterano, experimentando com o domínio de um mestre, disposto a revirar o seu próprio estilo em busca de uma inspiração divina.O Detour convida vocês, mais uma vez, a mergulhar no cinema de Johnnie To.Eis o nosso índice: 1' – Apresentação1'18 – Johnnie To: 2000 a 2019 50'01 – Three 99'31 – Elegemos nosso Top 5 do Johnnie To, próximo episódio, agradecimentos
Voltamos com mais um episódio dedicado a obra de um mestre do cinema: o JOHNNIE TO. Guilherme Martins e Filipe Furtado dissecam a carreira do cineasta, um dos maiores nomes do cinema de Hong Kong, até 1999, com o filme da pauta: THE MISSION. O plano original era fazer o especial em uma única parte, mas, pra variar, nos alongamos demais, e decidimos por dividir em duas partes, a próxima cobrindo a obra de To de 2000 até os dias de hoje e tendo como pauta o THREE (2016).A partir da carreira de Johnnie To, desde 1980, também contamos um pouco sobre o que é a indústria de cinema de Hong Kong, especialmente naquela era, e também um tanto sobre a política que gere este território de características únicas: parte da China, ocupado pelo Reino Unido. E como To se tornou nos anos 90 um cineasta extremamente popular e a formação da sua própria produtora em 1996, a Milkyway, onde produziria e dirigiria dezenas de grandes filmes no começo do século. THE MISSION é a porta de entrada para este mundo no qual convidamos vocês a mergulharem conosco.Eis o nosso índice:1' – Apresentação, abraçando vocês12'18 – Johnnie To: 1980 a 199964'33 – The Mission122'05 – Explicando Pt. 2
O nosso podcast sobre cinema de gênero retorna com mais um estudo, o nosso segundo, sobre o slasher no cinema americano. Se no 'vol 1', Guilherme Martins e Filipe Furtado abordaram duas sequências de filmes embrionários desse gênero fascinante, desta vez escolhemos focar a pauta em filmes que pertencem a era mais prolífica do slasher, o começo dos anos 80. Os filmes são CHAMAS DA MORTE (1981), ou The Burning como preferimos, um belo filme de Tony Maylam, cheio de bastidores curiosos, e o THE PROWLER (1981), realizado pelo Joseph Zito, outro interessante mergulho no submundo do slasher e no impacto do pós-guerra.Entre os dois filmes, um grande artista, o Tom Savini, o mestre dos efeitos especiais de maquiagem. Procuramos contextualizar e contar um pouco mais sobre quem era este brilhante personagem, uma celebridade no mundo do gênero. Participam abrilhantando nosso programa João Pedro Faro e o grande estreante Marcelo Miranda.Eis o nosso índice:1' – Apresentação, O Nó do Diabo na Amazon, Oxigênio na Netflix16'40 – Tom Savini, autor50'13 – The Burning, participação de Marcelo Miranda89'28 – The Prowler, participação de João Pedro Faro144'44 – Elegemos o nosso Top 5 Savini, próximo episódio, agradecimentos
Bem-vindos ao maior épico que o DETOUR já produziu em 1 ano de podcast: a homenagem ao Monte Hellman. Mais de 3 horas de conversa, mais que um debate, procuramos recuperar a carreira de Monte, das suas origens no teatro de Los Angeles até os faroestes produzidos pelo Roger Corman e estrelados por Jack Nicholson, THE SHOOTING - O TIRO CERTO (1966) e CAVALGADA CONTRA O VENTO (1966), o centro do nosso programa.Como sempre, conduziram o papo Guilherme Martins e Filipe Furtado, contando com participações de João Pedro Faro e Francis Vogner dos Reis, ajudando a analisar essas duas obras-primas de Hellman. Tentamos entregar a homenagem mais completa possível ao Monte. Espero que gostem.Eis o nosso índice:1' – Apresentação, Sem Remorso na Amazon Prime, Eles Vivem na Netflix12'44 – Monte Hellman, a primeira fase 57'59 – The Shooting – O Tiro Certo 84'16 – Cavalgada Contra o Vento106'45 – João Pedro Faro, Francis Vogner dos Reis e os filmes em conjunto 171'23 – Monte Hellman, após os faroestes 190'50 – Elegemos o nosso Top 5 do Hellman, próximo episódio, agradecimentos
O DETOUR está de volta após mais uma pequena pausa para lidar com os dias difíceis de pandemia que nos assolam. Guilherme Martins e Filipe Furtado retomam o debate sobre a investigação como norte filosófico do cinema, a partir de uma matriz, o JANELA INDISCRETA, clássico canonizado do mestre Alfred Hitchcock, e de um de seus muitos pupilos, o MISTÉRIO DE SILVER LAKE (ou Under the Silver Lake, como eu prefiro), de David Robert Mitchell.64 anos separam estas duas obras, mas a pergunta que nos gera fascínio é a mesma: o que as imagens mostram e como você as interpreta. João Pedro Faro nos ajuda a contar um pouco mais deste dístico.Eis o nosso índice:  1' – Homenagem a Monte Hellman e recomendações no streaming 13'51 – O Hitchcock em 1954 e os bastidores de Janela Indiscreta 32'36 – Janela Indiscreta 70'42 – O Mistério de Silver Lake 127'58 – Elegemos os nossos favoritos do Hitchcock, próximos episódios, agradecimentos
Declaramos inaugurada a nova temporada no DETOUR! Guilherme Martins e Filipe Furtado retomam a mesa do nosso podcast discutindo sobre o cinema japonês. Na pauta tratamos sobre as matrizes do cinema de ação no Japão, nos debruçamos sobre a obra de Takeshi Kitano e debatemos a respeito da nossa primeira sessão dupla de 2021, estrelando SONATINE (1993), clássico de Takeshi Kitano que estabeleceu como um cineasta relevante no ocidente, e EYES OF THE SPIDER (1998), obscuro petardo de Kiyoshi Kurosawa.Juntos, Kitano e Kurosawa são dois dos principais nomes do cinema japonês nas últimas três décadas. A Yakuza, a máfia japonesa, tem papel central nestes filmes e, principalmente, no corpo da obra de Takeshi Kitano como cineasta. Falar destes filmes também nos permite entender um pouco sobre a sociedade local. Nos ajudou com mais uma participação especial o João Pedro Faro, comentando o EYES OF THE SPIDER.Eis o nosso índice: 1' – Apresentação e destaques do cinema de gênero em 2020 13'33 – Introdução ao cinema de ação japonês e Kinji Fukasaku 33'15 – O cinema de Takeshi Kitano 67'03 – Sonatine 93'51 – Eyes of the Spider 139'51 – Elegemos o nosso Top 5 do Kitano, próximo episódio, agradecimentos
Um natal dantesco no DETOUR! Nosso primeiro especial natalino coloca em pauta uma sessão dupla com dois clássicos de Joe Dante, os GREMLINS (1984) e GREMLINS 2: A NOVA TURMA (1990). Embora sejam filmes obviamente interligados, estrelem o pequeno Gizmo que se tornou parte do imaginário popular cultural, há muitas diferenças entre as propostas destes filmes: do jogo entre a fantasia juvenil e o horror do primeiro, para o escracho, a anarquia e o discurso anti-capitalista explicito da sequência. Guilherme Martins e Filipe Furtado conduzem o debate e recuperam toda a brilhante carreira de Joe Dante, desde o começo nos porões da New World de Roger Corman, até o auge nas super produções, como nos GREMLINS, VIAGEM INSÓLITA ou PEQUENOS GUERREIROS.Eis o nosso índice: 1' – Apresentação e discutindo, das origens ao auge, a brilhante carreira de Joe Dante42'17 – Gremlins86'40 – Gremlins 2: A Nova Turma138'49 – Elegemos o nosso Top 5 do Joe Dante e anúncio do primeiro episódio do ano II
Neste episódio, nosso time do Detour formado por Guilherme Martins e Filipe Furtado coloca em pauta um gênero que nos é demasiadamente caro: o poliziottesco ou poliziotteschi, o cinema policial italiano, popular especialmente nos anos 70. Por lá trabalharam alguns dos artistas mais talentosos da história do cinema, a frente e atrás das câmeras.Além de uma introdução elaborada sobre este gênero, a sessão dupla debate CIDADE VIOLENTA (1970), filme do Sergio Sollima, um grande exercício em estilo, estrelado por Charles Bronson; e CÃES RAIVOSOS (1974), o improvável filme mais pessoal de Mario Bava, cinema extremo na sua melhor versão. Ajudaram a distância mais uma vez, os nossos colaboradores Francis Vogner dos Reis e João Pedro Faro. Eis o nosso índice: 1' – Apresentação e introdução ao cinema policial italiano 53'53 – Cidade Violenta, Sergio Sollima, Bronson, Jill, participação do Francis Vogner dos Reis 105'20 – Cães Raivosos, Mario Bava, road movie, tempo real, participação de João Pedro Faro 165'09 – Elegemos o nosso Top 5 de poliziotteschi e agradecimentos pelo nosso ano I
O novo DETOUR apresenta uma homenagem a José Mojica Marins, falando sobre EXORCISMO NEGRO (1974), o filme onde Mojica, o criador, enfrenta Zé do Caixão, a sua criatura. Para enriquecer o debate criamos uma sessão tripla, opondo Exorcismo Negro com dois filmes que também mostram seus autores como personagens: A CAT IN THE BRAIN (1990), de Lucio Fulci, e NOVO PESADELO (1994), de Wes Craven.A conversa nessa sessão tripla é muita rica pois os filmes apresentam diferentes versões do horror que é ser um realizador atormentado por suas imagens, pelo seu mundo, pela sua fábula. Seja Mojica, seja Craven, seja Fulci: todos colocam em xeque suas obras a sua maneira. O radicalismo prevalece nos três casos. Na mesa, como sempre, Guilherme Martins e Filipe Furtado, recebendo a especial participação de Francis Vogner dos Reis e João Pedro Faro.Eis o nosso índice:  1' – Apresentação, homenagem a Daria Nicolodi, recomendando Sem Seu Sangue no Netflix 04'06 – Exorcismo Negro, contextualizando a carreira de Mojica em 1974, Mojica contra Zé, as suas questões de fé 28'14 – A Cat in the Brain, Fulci e o pesadelo do ruir da indústria italiana, radicalismo godardiano e a expressão mais perfeita da decomposição biológica 58'16 – Novo Pesadelo, as imagens do horror que nos assombram, Craven quer a fábula como o último recurso contra a abjeção do mal, mundo dos sonhos na cidade dos sonhos 91'24 – Curto-circuito dos filmes em conjunto: mitos, imagens, fábulas que aterrorizam o criador, as participações de Francis Vogner dos Reis e João Pedro Faro, existiria limite pras imagens possíveis?, Mojica como nosso autor decisivo 153'53 –Nosso time elege o seu Top 5 do Mojica e agradecimentos
Neste especial sobre H.P. Lovecraft, discutimos duas importantes adaptações de sua obra: A COR QUE CAIU DO ESPAÇO (2019), a mais recente produção que marcou o retorno de Richard Stanley e que conta com a presença de Nicolas Cage em cena, e RE-ANIMATOR (1985), o clássico de Stuart Gordon, uma obra-prima que mistura gore e comédia screwball. Tivemas mais uma vez a honra de contar com a participação de João Pedro Faro.Eis o nosso índice:  1' – Apresentação, homenagem a Eddie Van Halen, introduzindo Lovecraft no cinema 16'03 – A Cor que Caiu do Espaço, Richard Stanley, ecohorror, cores e cinzas, dramaturgia 61'33 – Re-Animator, a glória do grotesco, conceitos de screwball, depravação e teatro 125'37 – Stuart Gordon e Brian Yuzna, o duo, o gênio num mundo sem recursos e o nosso time elege o seu Top 5 da carreira de Stuart Gordon
Clint Eastwood, a lenda revisitada. A equipe do DETOUR investiga a obra do Clint-autor observando dois momentos distintos desta imensa carreira: IMPACTO FULMINANTE, de 1983, a quarta aventura em que Eastwood vive o detetive Harry Callahan, e SOBRE MENINOS E LOBOS, de 2003, drama-policial-tragédia, um filme consagrado de uma era onde o respeito por sua obra estava mais que estabelecido.Guilherme Martins e Filipe Furtado debatem a obra de Eastwood, as experiências pessoais de cada um, os conceitos de justiça, o peso dos gestos e a concisão teatral da sua encenação. Participam como nossos convidados de honra, Sérgio Alpendre e João Pedro Faro.Eis o nosso índice:  1' – Apresentação, Clint no baú de memórias 14'10 – Impacto Fulminante, Clint e seu duo Sondra Locke, justiça, violência e Buster Keaton 64'25 – Sobre Meninos e Lobos, laços, pecados soterrados, teatro, atores brilhantes e os sacríficios que sustentam a farsa da comunidade 143'21 – Pensando em conjunto: pensando a obra de Clint através dos seus fotografos, a ausência do herói e o trajeto dos traços eastwoodianos 173'14 – Nosso time elege o seu Top 5 da carreira de Clint Eastwood
O DETOUR retorna abordando o fervor das ruas de Nova York a partir de uma sessão dupla improvável: O VERÃO DE SAM (1999), de Spike Lee, e MADIGAN - OS IMPIEDOSOS (1968), de Don Siegel. Guilherme Martins e Filipe Furtado debatem in loco no nosso mini-estúdio móvel, contando com mais uma participação especial do Francis Vogner dos Reis e a estreia do nosso amigo, crítico e professor, Paulo Santos Lima. Eis o nosso índice:  1' – Apresentação, introdução a pauta e aos filmes 10'12 – O Verão de Sam, Spike Lee, Bronx, Leguizamo, comunidade, filtros na lente, o serial killer como um fascínio nos anos 90 66'56 – Madigan, Don Siegel, Henry Fonda, a corporação e o livro de regras, arquitetura e teatro 140'43 – Pensando em conjunto: Nova York, a era Giuliani, limpeza, de Madigan a Vivendo no Limite passando por O Verão de Sam 171'50 – Nosso time elege o seu Top 5 da carreira de Don Siegel
Os faroestes chegam pela primeira vez ao DETOUR em um episódio especial, onde Guilherme Martins e Filipe Furtado debatem dois clássicos, JOHNNY GUITAR (1954), de Nicholas Ray, e RANCHO NOTORIOUS (1952), de Fritz Lang. Dois grandes filmes onde brilham duas enormes estrelas: Joan Crawford e Marlene Dietrich. Participam como convidados Francis Vogner dos Reis e João Pedro Faro.Eis o nosso índice: 1' – Apresentação, homenagem a Ennio Morricone e introdução aos filmes11'50 – Johnny Guitar, Ray, Crawford, Phillip Yordan, artifício e teatro 64'45 – Rancho Notorious, Lang, Dietrich, moral e o peso dos gestos124'15 – O que aproxima e o que distancia os filmes? A era McCarthy, a inevitabilidade do conflito, os pistoleiros míticos163'45 – Nosso time tenta eleger o Top 5 da carreira do Nicholas Ray
Em novo formato, superando este hiato causado pela pandemia e suas consequências, o time do DETOUR, formado por Guilherme Martins e Filipe Furtado, inaugura esta que será uma série recorrente aqui do podcast, a Batalha de Slashers. Será sempre uma oportunidade para relembrar obras do gênero que tanto nos fascina. Quarentenados em nosso apartamento, recebemos as participações em áudio mais que especiais de Francis Vogner dos Reis, habituê do nosso mini-estúdio, e do estreante João Pedro Faro, nos abrilhantando pela primeira vez com uma participação.Conversamos sobre dois filmes que são sequência de matrizes do slasher, o PSICOSE 2 (1983), de Richard Franklin, e O MASSACRE DA SERRA ELÉTRICA 2 (1986), de Tobe Hooper. Pensamos um poucos sobre as matrizes do slasher, a carreira de Franklin e Hooper e, claro, tentamos dissecar com a ajuda dos convidados os dois filmes. Mais um épico, extenso, quase três horas de conversa, pra compensar nossa ausência nos últimos meses.Eis o nosso índice:  1' – Apresentação, as origens do slasher e introdução aos filmes da pauta 31'40 – Psicose 2 e a carreira de Richard Franklin 78'10 – O Massacre da Serra Elétrica 2, Tobe Hooper, grandma is in chainsaw heaven 141'04 – Pensando em conjunto: o que os difere, como lidam com o conceito de produto que carregam como sequências de clássicos 152'45 – Nosso time tenta eleger o Top 5 da carreira do Tobe Hooper
Desta vez, Guilherme Martins e Filipe Furtado recebem Sérgio Alpendre e discutem um pouco sobre a obra do Michael Mann, do início (THIEF) a consagração na cinefilia contemporânea (MIAMI VICE). Eis o nosso índice:  1' – Apresentação e homenagem ao Mojica | 7'10 - Thief  | 31'25 – Miami Vice | 67'00 – Michael Mann em questão a partir das oposições entre os filmes | 95'15 – Elegemos o nosso Top 5 do Michael Mann e agradecimentos
O trio do DETOUR, formado por Guilherme Martins, Filipe Furtado e Francis Vogner dos Reis, conversa sobre os filmes mais recentes de dois velhos mestres: Brian De Palma e Marco Bellocchio. 1' - Introdução aos filmes e a jornada de Brian De Palma para finalizar Domino| 22'15 - Domino | 67'52 - O Traidor | 104'22 - De Palma, Bellocchio, representação, dramaturgia, espaço cênico | 131'21 - O trio do Detour seleciona o seu Top 5 do Brian De Palma
No episódio piloto do nosso DETOUR, nosso time formado por Guilherme Martins, Filipe Furtado e Francis Vogner dos Reis teve uma longa conversa sobre dois clássicos do cinema, FUGA DE NOVA YORK, filme de ação pós-apocalíptico de John Carpenter, e também sobre TRAGAM-ME A CABEÇA DE ALFREDO GARCIA, o mais extremo filme de Sam Peckinpah. No decorrer do papo, passamos não apenas pelos filmes mas também sobre a carreira dos cineastas, sua carreira, conceitos de moral, ética e estilo. Visite nosso site oficial detourpod.com para ter acesso ao conteúdo adicional e conhecer um pouco mais sobre a nossa proposta, Forte abraço!Eis o nosso índice: 1' - Introdução ao DETOUR | 8' - Apresentação dos convidados + Francis comenta CANTO DOS OSSOS, filme de vampiro vencedor da Mostra Aurora no Festival de Tiradentes | 15'40 – Fuga de Nova York | 48'15 – Tragam-Me a cabeça de Alfredo Garcia | 80' - Fuga, Alfredo, Carpenter, Peckinpah, Kurt Russell, Warren Oates (e um pouco sobre Walter Hill) |140' - Nossa mesa elege o seu Top 5 Carpenter e agradecimentos
Comments 
Download from Google Play
Download from App Store