DiscoverMamilos
Mamilos
Claim Ownership

Mamilos

Author: B9

Subscribed: 602,325Played: 3,486,322
Share

Description

O Mamilos - Jornalismo de peito aberto, é um podcast semanal que busca nas redes sociais os temas mais debatidos (polêmicos) e traz para mesa um aprofundamento do assunto com empatia, respeito, bom humor e tolerância. Apresentamos os diversos argumentos e visões para que os ouvintes formem opinião com mais embasamento.

Nosso programa vai ao ar todas as sextas final do dia. Confira em: www.mamilos.b9.com.br
227 Episodes
Reverse
Agrotóxicos

Agrotóxicos

2019-09-2101:35:3219

— Por que o senhor desconfia que sua esposa está tentando matá-lo?— Ela me serviu pimentão, alface e tomate no jantar. E de sobremesa, morango e uva!Essa é uma conversa entre um médico e um paciente numa charge do cartunista Amarildo. Ela retrata mais uma das aflições que atingem os brasileiros: o medo de que a comida que comemos represente um risco.Nessa terça, 17 de setembro de 2019, o Ministério da Agricultura registou 63 novos agrotóxicos. Com isso, temos, até agora, 325 novos pesticidas liberados em 2019. Esse é o maior número de registros nesse período dentro da série histórica que é medida desde 2005. A gente tá caminhando para bater o recorde de 450 registros novos que pertence ao ano de 2018. Ao todo, temos cerca de 2.300 produtos desse tipo registrados no país.Nesse novo pacote de liberações, existem 2 princípios ativos que servirão de base para produtos inéditos e 5 novos produtos que estarão à venda. Os outros 56 são genéricos de produtos que já existem no mercado.E é nesse maior contingente que foca a ministra da agricultura Tereza Cristina quando diz: "São produtos 'genéricos', cujas moléculas principais já estão à venda, que vão trazer diminuição de preço, para que os produtores possam ter viabilidade nos seus plantios”. A lógica é: mais concorrência pode baixar preços e, com isso, também se espera diminuir o volume de utilização de agrotóxicos piratas, que são ainda mais perigosos.Os agrotóxicos, agroquímicos, defensivos agrícolas, fitossanitários ou pesticidas, são substâncias químicas sintéticas utilizadas para matar pragas, insetos, bactérias, fungos e plantas daninhas. Usamos cerca de 500 mil toneladas desses produtos por ano, ao custo de 35 bilhões de reais, sendo 58% desse uso em plantações de soja e milho. Isso nos torna o maior consumidor mundial desses produtos em números absolutos. Mas se levarmos em consideração a quantidade de alimento produzida e a área plantada, Japão, União Europeia e Estados Unidos consomem mais agrotóxicos que nós.Para uma tonelada de alimento, gastamos 8 dólares em pesticidas. Já o Japão, gasta 95 dólares.Mas não há bem o que comemorar. Além de um alto volume de uso, ainda existe uma mudança de classificação na toxicidade que deixou muita gente alerta. Como se não bastasse, a forma como aplicamos os produtos também causa alarme. Nós, por exemplo, aplicamos vários tipos de agrotóxicos por avião. Essa prática, que é proibida em outros lugares do mundo, acaba levando pesticidas para perto de casas, animais, gado, nascentes de rios e córregos. Ou seja: o meio ambiente também fica comprometido.No dia 18 de setembro de 2019, tivemos a divulgação do laudo de uma investigação, paga com recursos do Ministério Público Estadual de Santa Catarina, que revelou que cerca de 50 milhões de abelhas morreram envenenadas por agrotóxicos em janeiro deste ano na região. A principal causa? Um tipo de agrotóxico usado em lavouras de soja das redondezas. Essa substância foi proibida em países como Vietnã, Uruguai e África do Sul após pesquisas comprovarem que ela é, sim, letal para as abelhas. Santa Catarina é o maior exportador de mel do Brasil, com 99% de sua produção certificada como orgânica e , agora, percebe sua produção ameaçada.Com tanta polêmica, nossa intenção hoje é aprofundar um pouco mais sobre esse cenário e entender os pontos que cercam os agrotóxicos e a comida que comemos. Vem degustar este programa com a gente!========O Bradesco lançou no último domingo uma nova campanha falando sobre toda a inovação que promove. E é coisa, viu? Tem reconhecimento facial para acessar a conta, pagamento digital, atendimento digital em Libras na agências e, claro, a BIA, a Inteligência Artificial do Bradesco! Há muitos anos o Bradesco já disponibiliza serviços acessíveis que dão mais autonomia à comunidade surda. E agora tem mais novidades! O portal Bradesco pode ser traduzido para Libras, as máquinas de autoatendimento vão ter o Saque em Libras e, pouco a pouco, todas as agências vão ganhar o atendimento digital em Libras. Aí dá pra todo mundo se entender direitinho!Pra saber mais, você pode ver o filme da campanha no YouTube do Bradesco e acessar www.banco.bradesco/inovacao========FALE CONOSCO. Email: mamilos@b9.com.br. Facebook: aqui. Twitter: aqui========CONTRIBUA COM O MAMILOSQuem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda recebe toda semana um apanhado das notícias mais quentes do jeito que só o Mamilos sabe fazer. É só R$9,90 por mês! Corre ler, quem assina tá recomendando pra todo mundo.https://www.catarse.me/mamilos========EQUIPE MAMILOSEdição – Caio CorrainiProdução – Beatriz FiorottoApoio à pauta – Jaqueline Costa e grande elencoPublicação – B9 Company========CAPAA capa dessa semana é de autoria de Johnny Brito.========FAROL ACESOJu — Filme Pássaros de VerãoCris — Filme BacurauAilin — Livro O Terceiro PratoLarissa — Documentário Em Breve em Vossos Pratos
O homem pré-histórico só pôde se estabelecer e desenvolver quando observou que a semente que caía no chão virava uma nova planta que dava mais frutos. Com isso, podia plantar e já não precisava abandonar um local pra ter mais comida. Daquele jeito, ele poderia se planejar e, assim, garantir uma tranquilidade maior.E parece que a gente ficou bem apaixonado com esse negócio de se planejar.Mas dai chegamos nos dias atuais e o mundo parece mesmo mto diferente do que grande parte das pessoas sonhou. Violência, fome, ódio, dor. Menos espaço, menos tempo livre, menos árvore. Não era nada disso que queríamos. Não era esse amor, esse presidente, esse corpo, essa casa. O plano, definitivamente, não era esse. Mas é nessa realidade que precisamos viver.Mas olhar pro mundo e jogar com aquilo que se apresenta é difícil numa sociedade que valoriza o planejamento. Improvisar é visto como atitude de quem não soube se preparar. Tudo precisa ser previsto, coberto, pensado. Estar de acordo com o plano é mostrar para os outros que você está no comando da sua vida.Estar dentro do que se planejou é estar seguro. Acima dos problemas. No controle!Mas… que controle é esse? Ele existe mesmo? Qual lugar o improviso pode ocupar na nossa vida? Dá pra ser mesmo quando não é?O programa de hoje é sobre improviso como estratégia de sobrevivência. Vem que, no fundo, nada é como esperado!========BRADESCOMamilândia, hoje eu trouxe uma trivia pra vocês! Vocês sabiam que o Bradesco foi o primeiro banco a interagir e tirar dúvidas das pessoas nas redes sociais? Foi lá em 2009! E hoje eles estão em um monte de lugares: Facebook, Instagram, YouTube, Twitter e LinkedIn.A gente sempre fala aqui das campanhas do Bradesco e dá a dica de acompanhá-los e isso não é à toa: as redes deles são bem organizadas, com posts lindos e cheeeias de informações de festivais, eventos e mais um monte de outras iniciativas que o Bradesco apoia.Pra que você veja mais desse conteúdo, siga o Bradesco na sua rede favorita pra acompanhar tudinho!========ALURAÓ, agora vamos falar de Algoritmo G, a minissérie que você ouviu nas últimas semanas aqui no feed do Mamilos!Semana passada saiu 4º e último episódio. Ele foi feito em uma parceria muito bacana com o pessoal da Alura. Ela é a maior plataforma de educação tecnológica e inovação, com mais de 800 cursos de diversas áreas de conhecimento.E hoje, dia 13 de setembro, é o comemorado o Dia do Programador! E para que cada vez mais mulheres possam celebrar essa data e quebrar paradigmas na carreira de desenvolvimento, pra que sejam a regra e não a exceção, o Mamilos e a Alura se uniram para oferecer um desconto beeeem bacana para você mamileira! É só acessar alura.com.br/promocao/mamilos que você já cai na página de descontos.Vai lá, ouve os 4 episódios lindíssimos que fizemos com a Roberta Arcoverde e aproveita pra conhecer os cursos e planos de estudo da Alura!========PONTO DE VIRADAMamileiros e mamiletes, a gente tem um convite muito especial pra vocês.Vem escutar o Ponto de Virada, o mais novo podcast da rede B9, curtinho, 30 minutos, pra caber na sua rotina.A Bia Fiorotto, nossa produtora mais amada, é quem conduz as conversas sobre carreira, misturando o olhar de especialistas com as histórias de pessoas como você, com suas dúvidas, medos e desafiosE o motivo especial desse convite é que nós duas já contamos nossas histórias no Ponto de Virada.Eu contei como foi mudar de carreira, depois de já ter conquistado o meu espaço, ser respeitada como UX, como diretora de criação e ter a coragem de começar de novo, como criadora de conteúdo. Foi a primeira vez que eu organizei tudo que eu vivi em uma história, e eu amei a sensibilidade e o olhar da Deia pra minha trajetória. Escutem lá é o segundo episódio do Ponto de Virada.E a Ju contou como foi empreender sem grana e sem muita vocação (risos). Ela abriu o coração e contei os bastidores dessa nossa jornada no B9, os aprendizados, os erros, os medos, e o que fez ela se jogar nessa experiências sem garantias. Vai ouvir, é o quarto episódio do Ponto de Virada!É isso, puxa o banquinho e vem participar da conversa. Toda segunda-feira um novo episódio no ar. Acesse B9.com.br/pontodevirada pra ver todos os episódios.Taca-lhe o play nesse podcast!O Ponto de Virada é um oferecimento de Coca-Cola Café, o gás extra do seu dia.========FALE CONOSCO. Email: mamilos@b9.com.br. Facebook: aqui. Twitter: aqui========CONTRIBUA COM O MAMILOSQuem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda recebe toda semana um apanhado das notícias mais quentes do jeito que só o Mamilos sabe fazer. É só R$9,90 por mês! Corre ler, quem assina tá recomendando pra todo mundo.https://www.catarse.me/mamilos========EQUIPE MAMILOSEdição – Caio CorrainiProdução – Beatriz FiorottoApoio à pauta – Jaqueline Costa e grande elencoPublicação – B9 Company========CAPAA capa dessa semana é de autoria de Johnny Brito.========FAROL ACESOCris — Coleção de livros A Revolução das PrincesasOga — Livro Os Dias Antes de Nenhum, de Ricardo Terto, e palestra de Angela DavisMarília — Livro Quem Tem Medo do Feminismo Negro, de Djamila Ribeiro, e filme BacurauMárcio — Livro O Palhaço e o Psicanalista, curso de improviso Marcio Ballas e BallascastTati — App CínguloIza — Vídeo Gilberto Gil e Drauzio Varella - Amigos, Sons e Palavras
Privatização: sim ou não?

Privatização: sim ou não?

2019-09-0600:57:2333

Desde o início da campanha presidencial, Jair Bolsonaro defendeu que não era exatamente “bom em economia” e que confiava muito naquele que seria o seu ministro, Paulo Guedes. Desde a sua posse em janeiro de 2019, o ministro anunciou uma série de novas medidas. Entre os destaques, ficam a aprovação da reforma da previdência, uma abertura econômica, o aumento da oferta de crédito e um programa de privatizações.A bola da vez é essa última. Há cerca de duas semanas Guedes prometeu uma lista de 17 nomes, que deixou o mercado eufórico. O índice Ibovespa subiu 2% na expectativa do anúncio. Segundo o jornal Valor, até a Petrobras poderia ser privatizada, o que fez os papéis da petroleira subirem 8%. Mas a euforia durou pouco, no pronunciamento o governo anunciou apenas 9 empresas, além de 8 que já constavam no PPI (Programa de Parcerias de Investimentos).Agora que já sabemos que as estrelas, Banco do Brasil, Petrobrás e Eletrobrás responsáveis pelos maiores dividendos, não estão no pacote, qual é o apetite do mercado por esse pacote de estatais?Isso tudo, segundo Guedes, é pra ajudar a aliviar a dívida pública e diminuir os juros no Brasil. Essa é a dívida que o governo faz com entidades financeiras ou pessoas da sociedade para pagar parte dos gastos que não são cobertos pelos impostos arrecadados. Em junho desse ano, a dívida pública do Brasil esteve em 3,890 trilhões de reais, de acordo com a Secretaria do Tesouro Nacional. É muito, muito dinheiro. E é a nossa maior dívida desde 2004.A privatização de tooodas as empresas estatais pode render até 802 bilhões de reais, de acordo com um estudo apresentado também pela Secretaria do Tesouro ao nosso Ministro da Economia, em 2018. Mas esse valor talvez seja bem menor, já que esse estudo considerou todas as 134 estatais hoje existentes , inclusive a Petrobras e o Banco do Brasil.Mas não pense que privatizar é uma solução muito recente. Desde 1995, no governo FHC, foram privatizadas empresas como a Light, a Telesp, Vale do Rio Doce, a Damatec, o Porto de Salvador, a CESP (Companhia Elétrica do Estado de São Paulo) e o Banespa, além de muitos outros bancos estaduais.E o resultado? A Telesp, que depois virou Telefônica, passou a faturar 13 bilhões de reais em vez 4. E a instalação de uma linha telefônica passou a levar até 2 semanas em vez de até quatro anos. A Vale do Rio Doce, que virou apenas “Vale”, aumentou o faturamento de 3,9 para 5,5 bilhões. Aumento de lucro e de eficiência nos serviços e dinheiro na mão. Parece algo bom.Mas nem todo mundo concorda. Tem gente que contesta em função do valor que elas trazem para os cofres públicos. O valor de dividendos distribuídos pelas estatais exclusivamente para a União também é bastante expressivo, correspondendo a R$ 285 bilhões, no período compreendido entre 2002 e 2016, com média de R$ 19 bilhões por ano. Vender ativo pra cobrir rombo soa como vender a prata da família para jantar fora.Além disso existem as considerações sobre o valor estratégico dessas empresas. Estatais podem ajudar a assegurar um nível de concorrência adequado (oferta e preço), possibilitando a implantação de diretrizes governamentais relacionadas a metas ambientais, escolhas tecnológicas, desenvolvimento regional, patamares mínimos de investimento, expansão da oferta e preços módicos.Pelo mundo, estamos vivendo, depois das privatizações dos anos 90, casos de reestatização. A principal justificativa são os problemas no atendimento à população associados à ineficiência da gestão privada desses serviços. Destaca-se o setor de água e esgoto, que registra mais de 240 casos de reestatização em países como os Estados Unidos (58 casos), França (94 casos), Alemanha (9 casos), entre outros.Com tanta polêmica, nossa intenção hoje é qualificar esse debate para entender: Privatização: sim ou não. Trouxemos pra isso dois especialistas de peso: a economista e advogada Elena Landau, ex-diretora do BNDES na era FHC e o professor do Instituto de Economia da Unicamp Marco Antonio Rocha, pesquisador do Núcleo de Economia Industrial e da Tecnologia e membro do Centro de Conjuntura e Política Econômica, ambos também da Unicamp.Vem com a gente!========BRADESCO AJUDA VOCÊ A EMPREENDERHoje o recado do Bradesco é mão na massa: quantas de nós não estamos tentando fazer virar um negócio? Tem muita gente nesse momento de vida, imaginando e fazendo do seu jeito o seu próprio ganha-pão. Lembro da história linda da Ana Paula Xongani sobre como ela passou por esse processo de imaginar um negócio, ter medo, mas seguir e criar. Pra apoiar, o Bradesco construiu uma oferta de conta MEI – que é o micro empreendedor individual. Você confere mais sobre isso em  banco.bradesco/mei! O filme que o Bradesco fez pra essa campanha tá lindo, cheio de referências da força e atitude que a gente precisa pra enfrentar e colocar de pé uma empresa individual. Corre lá no canal do banco no Youtube pra assistir! ========CAMBLY ENSINA INGLÊS 24 HORAS POR DIAA gente sabe que quem ouve o Mamilos e outros podcasts quer usar um tempo de deslocamento ou de tarefas do dia pra se informar ou se entreter. E sabe o que mais dá pra fazer quando sobra um tempinho? Aprender inglês com o Cambly!O Cambly é a única plataforma de aulas de inglês online que cria pontes entre alunos e professores de inglês nativos de língua inglesa instantaneamente. Como uma Netflix, só que de aulas particulares ao vivo, 24h por dia. Lá é tudo super flexível. Você pode escolher quanto tempo de aula quer fazer, quantos dias na semana, o sotaque do professor, o tipo de aula que quer ter e até dá pra escolher um professor que também goste das mesmas coisas que você, que goste de podcast, por exemplo! E dá pra fazer aulas on demand, mas também dá pra reservar horário se a pessoa preferir. E você, ouvinte querido, também pode fazer uma aula totalmente grátis e conhecer o Cambly.. É só você acessar o Cambly e usar o nosso código MAMILOS. E se você tem criança em casa, a aula experimental no Cambly Kids custa só 1 real! ========PONTO DE VIRADADúvidas existenciais na carreira? Vem escutar um papo franco sem receitas milagrosas. O Ponto de Virada é o mais novo podcast da rede B9. A Bia Fiorotto, nossa produtora mais amada, é quem vai conduzir esse papo misturando o olhar de especialistas com as histórias de pessoas como você, com suas dúvidas, medos e desafiosPuxa o banquinho e vem participar da conversa. Toda segunda-feira um novo episódio no ar. Acesse B9.com.br/pontodevirada pra ver todos os episódios.Taca-lhe o play nesse podcast!O Ponto de Virada é um oferecimento de Coca-Cola Café, o gás extra do seu dia.========FALE CONOSCO. Email: mamilos@b9.com.br. Facebook: aqui. Twitter: aqui========CONTRIBUA COM O MAMILOSQuem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda recebe toda semana um apanhado das notícias mais quentes do jeito que só o Mamilos sabe fazer. É só R$9,90 por mês! Corre ler, quem assina tá recomendando pra todo mundo.https://www.catarse.me/mamilos========EQUIPE MAMILOSEdição – Caio CorrainiProdução – Beatriz FiorottoApoio à pauta – Jaqueline Costa e grande elencoPublicação – B9 Company========CAPAA capa dessa semana é de autoria de Johnny Brito.========FAROL ACESOCris: 2ª temporada de MindHunterJu: Filmes Soni, Casados (Mas nem tanto) e Tanu Weds Manu Marco: Novo álbum Black Alien - Abaixo de Zero
Estamos chegando ao quarto e último episódio da nossa minissérie Algoritmo G sobre Mulheres e Tecnologia. Ao longo da nossa jornada derrubamos os mitos que mulheres não são boas em exatas, depois que elas não teriam interesse por tecnologia e por fim que elas não teriam ambição. Nessa reta final queremos derrubar um último e poderoso mito: não faz diferença se é homem ou mulher, o importante é ser bom no que faz! Vocês já devem ter ouvido isso né?! Conversamos um pouco sobre diversidade e a diferença que ela traz pro negócio e pro mundo com duas grandes profissionais: Nathália Ceneviva, especialista em Recursos Humanos e Gabriela Mattos, desenvolvedora.========A Alura é uma plataforma de cursos para quem investe na carreira de tecnologia. E o Mamilos te dá 10% de desconto! Acessehttps://www.alura.com.br/promocao/mamilos========EQUIPEEdição – Jessica CorreaProdução – Beatriz FiorottoRoteiro – Juliana GevePublicação – B9 CompanyCapa – Carol NazattoApresentação – Roberta Arcoverde, Cris Bartis e Juliana Wallauer
Vegetarianismo

Vegetarianismo

2019-08-3002:18:4154

Estamos batendo recordes, mas não há nada para se orgulhar.Entre janeiro e agosto deste ano, as queimadas aumentaram 83% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados do Inpe. O número é o maior em sete anos, com quase 73 mil pontos de incêndios registrados. As queimadas atingiram a tríplice fronteira entre Brasil, Bolívia e Paraguai, consumindo mais de 20 mil hectares de vegetação.A causa? A ação de desmatadores.Em um artigo no Estadão, o engenheiro ambiental Tasso Azevedo explica: “É parte da dinâmica do desmatamento em regiões tropicais. Primeiro, se põem abaixo as grandes árvores; depois passa o correntão para derrubar a vegetação mais baixa; e depois de algumas semanas secando, ateia-se fogo a fim de terminar o serviço”.Essa estratégia chamou mais atenção pelo planejamento no Pará, onde no dia 10 de agosto aconteceu o “Dia do Fogo”, quando produtores rurais começaram um movimento via WhatsApp para atear fogo nas áreas da Floresta Amazônica para plantar pasto.A cobertura midiática nacional não focava muito nos incêndios até que, na segunda-feira, dia 19 de agosto, São Paulo viveu um momento inesquecível: algo escureceu o céu da cidade e fez com que o “dia virasse noite” às 3 da tarde. Neblina? Tempestade? Que nada. Era uma camada densa de fumaça. O fenômeno atingiu também outras cidades do Brasil e da Bolívia.O assunto explodiu. Noticiários do mundo inteiro estão destacando o aumento dos incêndios na Amazônia e as declarações de Bolsonaro sobre essa questão. O G7, grupo que reúne os países mais industrializados do mundo, ofereceu 20 milhões de dólares para ajudar a cobrir os custos da operação para apagar os incêndios. Jair Bolsonaro ainda não comunicou se aceitará a ajuda.A atenção mundial para as queimadas nos leva à reflexão sobre os custos da pecuária para o meio ambiente. Todo esse investimento nos torna um dos principais produtores e exportadores mundiais de carne. A pecuária corresponde a 6,6% do PIB nacional em 2018, movimentando cerca de 264 bilhões de reais.A gravidade da emergência que estamos enfrentando nos ajuda a trazer para a pauta uma discussão incômoda, que sempre protelamos. Será que está na hora de repensar nosso consumo de carne e de outros produtos de origem animal?Essa já é uma tendência de comportamento crescente e também é um mercado cheio de potencial: 55% dos entrevistados pelo IBOPE disseram que consumiriam mais produtos sem qualquer ingrediente de origem animal.Para construir a ponte entre quem não consegue considerar a hipótese de abrir mão do seu bife e quem é ativista da causa animal, escolhemos abordar o tema através do relato de três pessoas que fizeram a escolha pelo vegetarianismo a partir de diferentes perspectivas e por motivos diversos. E pra costurar essas histórias com a gente, convidamos um xodó da audiência pra quebrar o gelo. Na mesa, contamos com a presença de Eduardo Jorge, médico sanitarista, ex-deputado estadual, federal e ex-Secretário da Saúde e do Meio Ambiente de São Paulo.Vem com a gente e dá o play neste Mamilos!========BRADESCO AJUDA VOCÊ A EMPREENDERHoje o recado do Bradesco é mão na massa: quantas de nós não estamos tentando fazer virar um negócio? Tem muita gente nesse momento de vida, imaginando e fazendo do seu jeito o seu próprio ganha-pão.Lembro da história linda da Ana Paula Xongani sobre como ela passou por esse processo de imaginar um negócio, ter medo, mas seguir e criar. Pra apoiar, o Bradesco construiu uma oferta de conta MEI – que é o micro empreendedor individual. Você confere mais sobre isso em banco.bradesco/mei! O filme que o Bradesco fez pra essa campanha tá lindo, cheio de referências da força e atitude que a gente precisa pra enfrentar e colocar de pé uma empresa individual. Corre lá no canal do banco no Youtube pra assistir!========CAMBLY ENSINA INGLÊS 24 HORAS POR DIAA gente sabe que quem ouve o Mamilos e outros podcasts quer usar um tempo de deslocamento ou de tarefas do dia pra se informar ou se entreter. E sabe o que mais dá pra fazer quando sobra um tempinho? Aprender inglês com o Cambly!O Cambly é a única plataforma de aulas de inglês online que cria pontes entre alunos e professores de inglês nativos de língua inglesa instantaneamente. Como uma Netflix, só que de aulas particulares ao vivo, 24h por dia.Lá é tudo super flexível. Você pode escolher quanto tempo de aula quer fazer, quantos dias na semana, o sotaque do professor, o tipo de aula que quer ter e até dá pra escolher um professor que também goste das mesmas coisas que você, que goste de podcast, por exemplo! E dá pra fazer aulas on demand, mas também dá pra reservar horário se a pessoa preferir.E você, ouvinte querido, também pode fazer uma aula totalmente grátis e conhecer o Cambly.. É só você acessar o Cambly e usar o nosso código MAMILOS. E se você tem criança em casa, a aula experimental no Cambly Kids custa só 1 real!========PROJETO LIMPEZA NA PRAIANos últimos programas a gente tem falado sobre como a FARM acredita em preservar a natureza, sua grande fonte de inspiração. Agora, junto doInstituto Aqualung, a marca quer convidar você para um dos eventos do Projeto Limpeza na Praia!Essa iniciativa foi criada em 2004 pelo Instituto Aqualung. É um projeto deeducação ambiental que tem o objetivo de ajudar a diminuir um dos maiores problemas ambientais da atualidade: as crescentes montanhas de resíduos produzidas pela sociedade de consumo. São promovidos quatro grandes eventos por ano de limpeza nas praias, rios e lagoas e todo mundo pode ir pra fazer sua parte pela preservação do meio-ambiente!E o próximo será apoiado pela FARM! Será no dia 21 de setembro, na praia de Copacabana, de 09h às 13h, em frente ao hotel Marriot. Pra você saber mais, entre lá no site institutoaqualung.com.br! E não se esqueça de seguir o Instagram da FARM (@AdoroFARM) e conferir o site farmrio.com.br!========FALE CONOSCO. Email: mamilos@b9.com.br. Facebook: aqui. Twitter: aqui========CONTRIBUA COM O MAMILOSQuem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda recebe toda semana um apanhado das notícias mais quentes do jeito que só o Mamilos sabe fazer. É só R$9,90 por mês! Corre ler, quem assina tá recomendando pra todo mundo.https://www.catarse.me/mamilos========EQUIPE MAMILOSEdição – Caio CorrainiProdução – Beatriz FiorottoApoio a pauta – Jaqueline Costa e grande elencoPublicação – Pedro Strazza========CAPAA capa dessa semana é de autoria de Johnny Brito.========FAROL ACESOEduardo: Livro “Alimentação Sem Carne” e filme “A Melhor Juventude”;Cris: Filme “O Patrão: Radiografia de um Crime”;Ju: Série “Shtisel” e filme “Okja”.
Legalize?

Legalize?

2019-08-2301:57:4570

No Brasil, cerca de 600 mil pessoas sofrem de epilepsia resistente aos tratamentos convencionais. O uso terapêutico de componentes da maconha, segundo pais e mães de pacientes, reduziu sintomas de doenças como convulsões, epilepsia e dores. O canabidiol é usado para o tratamento de outras doenças como a esclerose múltipla, Alzheimer, Parkinson, dores crônicas, entre outras. Empresas estimam que o público potencial para esses tratamentos é de quase 4 milhões de pessoas em 3 anos, o que geraria um mercado de quase 5 bilhões ao ano.Atualmente, há no Brasil apenas um medicamento à base de cannabis registrado, o Mevatyl, composto por CBD e THC, o princípio psicoativo da maconha, e indicado para espasmos musculares em quem tem esclerose múltipla. Ele é fabricado por uma empresa do Reino Unido.Desde a autorização do uso terapêutico do CBD, em 2015, mais de 78 mil unidades de produtos à base da planta – óleos, cápsulas e outros – foram importados. Cada paciente precisa pedir a liberação para uso próprio à Anvisa. Hoje, quase 5 mil pessoas têm autorização. O problema, porém, é o custo. Um tratamento por três meses chega a 2 mil reais. Como saída, famílias apelam à Justiça — ou caem no mercado ilegal.Para responder a essa demanda, em junho de 2019, a ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária abriu duas consultas. Uma resolução falava de cultivo, requisitos técnicos e administrativos para o cultivo da planta com fins medicinais e científicos desde o plantio até a fase de secagem e distribuição. A outra, sobre medicamentos, definindo procedimentos específicos para registro e monitoramento de medicamentos à base de cannabis, seus derivados e análogos sintéticos. Isso inclui os fitoterápicos.A consulta durou 2 meses e foi finalizada 19 de agosto. Das 554 pessoas que responderam, 61% se apresentam como consumidores do canabidiol.O presidente da Anvisa declarou que a “maioria esmagadora” das contribuições foi de apoio à medida.Um texto final, incorporando as sugestões dos respondentes, será votado pelos diretores da ANVISA. Se aprovada, a regulamentação entrará em vigor imediatamente.Como o governo se posicionou em relação a esse tema? Em audiência pública o ministro da Cidadania, Osmar Terra afirmou que a liberação do plantio vai “abrir as portas para o consumo generalizado de drogas”. Ele foi respaldado por Bolsonaro e pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que disse à Folha de S. Paulo ser contra a liberação por ver nela uma forma de legalizar o uso recreativo da maconha.Por que tanta polêmica? Porque falar sobre o cultivo e o uso medicinal da maconha esbarra em muitos tabus. São décadas ouvindo que maconha vicia, que mata neurônios e é a porta de entrada para drogas mais pesadas.E é complexo: é um problema de saúde pública que se mistura às questões de segurança pública e a reflexões morais.Por isso hoje trouxemos dois especialistas da área de saúde para compreender melhor os efeitos, os benefícios e os riscos da maconha no corpo humano. Na mesa, contamos com a presença de Guilherme Bueno, médico psiquiatra, especialista em Terapia Cognitivo Comportamental e especialista em Dependência Química pelo Uniad-UNIFESP; e Renato Filev, biomédico, doutor em neurociência pela UNIFESP e pesquisador do CEBRID (Centro Brasileiro de Informação sobre Drogas Psicotrópicas).Vem com a gente e dá o play neste Mamilos!========BRADESCO PROMOVE A INOVAÇÃOHoje a gente vai falar do Inovabra, que é um ecossistema criado para promover a inovação dentro e fora do Bradesco.Ali acontecem oito programas complementares que têm como princípio comum a coinovação. Equipes internas da organização e empresas, startups, investidores, mentores, educadores e outros parceiros cuidam dos desafios de servir a uma sociedade em contínua transformação. E pra divulgar todos esses programas de inovação do Bradesco foi criado o Hot News! Num vídeo de até um minutos, Cazé Pecini e Monique Evelle falam sobre a agenda de eventos do inovabra Habitat e novidades sobre o ecossistema de inovação.Essa dupla também apresenta o programa Talk Show, que bate um papo com as startups residentes no inovabra habitat. Lá se fala de tudo! De soluções criadas até aos reflexos de novas tecnologias para o mercado e sociedade. O Talk Show desse mês já tá no ar e você pode conferir tudo no IGTV.Pra assistir a esses programas e ficar ligado nos lançamentos de novos episódios, siga o Instagram @Inovabra!========CAMBLY ENSINA INGLÊS 24 HORAS POR DIAA gente sabe que quem ouve o Mamilos e outros podcasts quer usar um tempo de deslocamento ou de tarefas do dia pra se informar ou se entreter. E sabe o que mais dá pra fazer quando sobra um tempinho? Aprender inglês com o Cambly!O Cambly é a única plataforma de aulas de inglês online que cria pontes entre alunos e professores de inglês nativos de língua inglesa instantaneamente. Como uma Netflix, só que de aulas particulares ao vivo, 24h por dia.Lá é tudo super flexível. Você pode escolher quanto tempo de aula quer fazer, quantos dias na semana, o sotaque do professor, o tipo de aula que quer ter e até dá pra escolher um professor que também goste das mesmas coisas que você, que goste de podcast, por exemplo! E dá pra fazer aulas on demand, mas também dá pra reservar horário se a pessoa preferir.E você, ouvinte querido, também pode fazer uma aula totalmente grátis e conhecer o Cambly.. É só você acessar o Cambly e usar o nosso código MAMILOS. E se você tem criança em casa, a aula experimental no Cambly Kids custa só 1 real!========FALE CONOSCO. Email: mamilos@b9.com.br. Facebook: aqui. Twitter: aqui========CONTRIBUA COM O MAMILOSQuem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda recebe toda semana um apanhado das notícias mais quentes do jeito que só o Mamilos sabe fazer. É só R$9,90 por mês! Corre ler, quem assina tá recomendando pra todo mundo.https://www.catarse.me/mamilos========EQUIPE MAMILOSEdição – Caio CorrainiProdução – Beatriz FiorottoApoio a pauta – Jaqueline Costa e grande elencoPublicação – Pedro Strazza========CAPAA capa dessa semana é de autoria de Johnny Brito.========FAROL ACESOGuilherme: Livro “Refears Sanity – os 7 grandes mitos”;Renato: Livro “The Globalization of Addiction”, curso da Cultive, publicações do CEBRID, peça “A Noite dos Mortos Vivos”;Cris: Série “Sintonia” e podcast “Ponto de Virada”;Ju: Livro “A Ausência que Seremos”.
O Mamilos orgulhosamente apresenta Algoritmo G, uma minissérie em 4 capítulos que tem a missão de derrubar os mitos que impedem as mulheres de se verem no front-end da tecnologia.No episódio passado, a gente falou sobre expectativas de gênero e viu que as mulheres podem curtir tecnologia tanto quanto os homens – basta os estímulos chegarem a elas também. Hoje, nós vamos falar sobre aquela mulher que fez a faculdade que tudo indicava que não era pra ela.Será que o mercado vai recebê-la de braços abertos? Será que ela vai encontrar as mesmas oportunidades de se desenvolver na carreira e ser valorizada por isso, como qualquer especialista? Nem sempre. Existe uma crença por aí que diz que mulher não se dá bem nesse lugar porque não é ambiciosa, e por isso não cresce.Vamos investigar se é isso mesmo?========A Alura é uma plataforma de cursos para quem investe na carreira de tecnologia. E o Mamilos te dá 10% de desconto! Acessehttps://www.alura.com.br/promocao/mamilos========EQUIPEEdição – Jessica CorreaProdução – Beatriz FiorottoRoteiro – Juliana GevePublicação – Pedro StrazzaCapa – Carol NazattoApresentação – Roberta Arcoverde, Cris Bartis e Juliana Wallauer
Quando os portugueses, os espanhóis e depois os holandeses invadiram o Brasil, habitavam aqui entre 2 e 6 milhões de pessoas. Povos milenares como os Guarani, que acredita-se ter cerca de 4 mil anos. Enquanto os índios queriam entender do que era feito o corpo europeu, tão branco e coberto, o europeu enxergava no corpo indígena uma força de trabalho para explorar a terra e gerar riquezas.Guajajara, Tikúna, Yanomámi, Xavante, Sateré-Mawé, Kayapó, Wapixama, Xacriabá, Mundurukú, Baré, Múra, Guarani, Pataxó, Kokama, Krenak, Tupinambá e Atikum são algumas das 305 etnias que ainda sobrevivem no Brasil. De acordo com o último Censo do IBGE, que é de 2010, existem no Brasil 896 mil indígenas que falam 274 línguas diferentes. 64% vivem nas áreas rurais e estão espalhados em 505 territórios diferentes, com alta concentração na Amazônia.Essas terras representam 12,5% do território brasileiro (106 milhões de hectares). Apenas 6 terras tinham mais de 10 mil indígenas. A terra com maior população indígena é Yanomami, no Amazonas e em Roraima, com mais de 25 mil indígenas. A grande maioria das aldeias têm entre mil e 10 mil indígenas.Sabemos que ainda estamos longe do caminho de tolerância plena, mas também sabemos que o conhecimento é a principal ferramenta para promoção da sociedade que permite que sejamos quem realmente somos de fato, que nosso estilo de vida seja respeitado. Por isso, nosso objetivo aqui é entender os principais conflitos que estão acontecendo agora e o que nos leva a continuar nessa guerra.Para ampliar ainda mais o debate e compreender mais esse assunto trouxemos para a mesa Sônia Guajajara, coordenadora executiva da APIB (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil); e Adriana Ramos, especialista em políticas socioambientais e associada do Instituto Socioambiental (ISA).Vem com a gente e dá o play neste Mamilos!========BRADESCO AJUDA VOCÊ A CRIAR SEU NEGÓCIOQuantas de nós não estamos tentando fazer virar um negócio? Tem muita gente nesse momento de vida, imaginando e fazendo do seu jeito o seu próprio ganha-pão. Pra apoiar essa galera, o Bradesco construiu uma oferta de conta MEI – que é o micro empreendedor individual – em banco.bradesco/mei!O filme que o Bradesco fez pra essa campanha tá lindo, cheio de referências da força e atitude que a gente precisa pra enfrentar e colocar de pé uma empresa individual. Corre lá no canal do banco no Youtube pra assistir!========FARM PRODUZ JEANS SUSTENTÁVEISA partir de agora todos os jeans FARM fazem parte da iniciativa re-FARM! Você sabia que o jeans é a peça de roupa que mais gasta água pra ser produzida? Por isso, eles repensaram completamente a produção dessa peça tão coringa visitaram fornecedores, lavanderias e confecções para chegar na melhor solução possível.O re-FARM jeans é 100% feito no Brasil, com algodão brasileiro responsável, sem químicos nocivos, apenas com produtos certificados Green Screen em sua lavagem. Isso significa uma economia de 47% de água, 46% de energia, 36% de horas de trabalho e 1,3KG de CO2. É muuuita coisa.Pra saber mais, siga o Instagram da FARM ou confira no site farmrio.com.br!========CAMBLY ENSINA INGLÊS 24 HORAS POR DIAA gente sabe que quem ouve o Mamilos e outros podcasts quer usar um tempo de deslocamento ou de tarefas do dia pra se informar ou se entreter. E sabe o que mais dá pra fazer quando sobra um tempinho? Aprender inglês com o Cambly!O Cambly é a única plataforma de aulas de inglês online que cria pontes entre alunos e professores de inglês nativos de língua inglesa instantaneamente. Como uma Netflix, só que de aulas particulares ao vivo, 24h por dia.Lá é tudo super flexível. Você pode escolher quanto tempo de aula quer fazer, quantos dias na semana, o sotaque do professor, o tipo de aula que quer ter e até dá pra escolher um professor que também goste das mesmas coisas que você, que goste de podcast, por exemplo! E dá pra fazer aulas on demand, mas também dá pra reservar horário se a pessoa preferir.E você, ouvinte querido, também pode fazer uma aula totalmente grátis e conhecer o Cambly.. É só você acessar o Cambly e usar o nosso código MAMILOS. E se você tem criança em casa, a aula experimental no Cambly Kids custa só 1 real!========FALE CONOSCO. Email: mamilos@b9.com.br. Facebook: aqui. Twitter: aqui========CONTRIBUA COM O MAMILOSQuem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda recebe toda semana um apanhado das notícias mais quentes do jeito que só o Mamilos sabe fazer. É só R$9,90 por mês! Corre ler, quem assina tá recomendando pra todo mundo.https://www.catarse.me/mamilos========EQUIPE MAMILOSEdição – Caio CorrainiProdução – Beatriz FiorottoApoio a pauta – Jaqueline Costa e grande elencoPublicação – Pedro Strazza========CAPAA capa dessa semana é de autoria de Johnny Brito.========FAROL ACESOAdriana: Filmes “Guerras do Brasil.doc” e “#menospreconceitomaisindio” e músicas do Bro MC;Sonia: Instagram da Mídia NINJA, filme “Os Donos da Floresta em Perigo” e festas Guajajara;Cris: Ambientalista Ailton Krenak;Ju: Filme “Amazônia Groove” e série “Dix Pour Cent”.
Homem Pai

Homem Pai

2019-08-0901:47:4261

“Seja homem, rapaz!”Os meninos ouvem isso desde criança e aprendem que ser homem é não chorar, não ter fraquezas, não sentir medo, não expressar sentimentos… mas será? Será que isso não acaba contribuindo para gerar muita desigualdade e até muita violência desnecessária? Será que não está na hora de repensarmos esses modelos e mudarmos a forma como encaramos o que é ser homem?Natura Homem está lançando a campanha “#HomemPra”, uma expressão ainda muito associada à negação dos sentimentos, das fragilidades e – muitas vezes – a comportamentos agressivos que perpetuam desigualdades. Não chorar, ser forte o tempo todo, bater de volta, não cuidar do outro. Uma construção de gênero que gera dor e sofrimento, para homens e mulheres.Como seria ressignificar esse comando e transformá-lo em um convite à expressão de de todas as formas de ser homem? Homem pra dizer eu te amo, Homem pra ser pai. Transforma quem fala. Fortalece quem ouve.É pra falar sobre a diferença que esses discursos fazem na relação entre pais e filhos e na construção da masculinidade que reunimos um time incrível de convidados. Na mesa, contamos com Alexandre Coimbra Amaral, psicólogo e terapeuta familiar e de casais; Renato Kaufmann, autor dos livros “Como Nascem Os Pais” e “Diário de um Grávido”, dono do blog Diário Grávido e editor executivo do Think With Google; e Marcio Black, cientista político, produtor cultural, integrante da Bancada Ativista e coordenador de cultura da Fundação Tide Setubal.Vem com a gente e dá o play neste Mamilos!========ESTA CONVERSA É UM OFERECIMENTO NATURANatura Homem está lançando a campanha “#HomemPra”, uma expressão ainda muito associada à negação dos sentimentos, das fragilidades e, muitas vezes, a comportamentos agressivos que perpetuam desigualdades.Muitos escutam que é homem pra se mostrar forte e aguentar o tranco, sem levar desaforo para casa. Mas a Natura acredita que você não precisa ser só isso, mas sim ser #homempra aprender e ser referência para os novos homens que estão se formando.========BRADESCO NO DIA DOS PAISO Dia dos Pais tá pertinho e o Bradesco, pra comemorar a data, resolveu contar a história de um pai que se reorganiza e encontra tempo para se dedicar a cuidar e proteger seu filho. É um filme bem especial pra mostrar a importância da inclusão de pessoas com deficiência auditiva e como o amor de um pai pode transformar esse momento. Confira acima!========FARM PROMOVE A CONSCIÊNCIA AMBIENTALA FARM uniu forças com Instituto Ecológico Aqualung em um projeto pra promover mais consciência ambiental.A marca vai apoiar um dos eventos do Projeto Limpeza na Praia, organizado pelo Aqualung, que acontece no próximo dia 21 de setembro, Dia Mundial de Limpeza da Terra, em Copacabana. Além disso, na coleção “É O Bicho!”, cinco peças de roupa trarão os logos usados pelo Aqualung e a renda obtida com a venda desses produtos será revertida para a causa!Você também pode apoiar essa causa. Pra saber mais, siga o Instagram da FARM ou confira o site oficial.========FALE CONOSCO. Email: mamilos@b9.com.br. Facebook: aqui. Twitter: aqui========CONTRIBUA COM O MAMILOSQuem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda recebe toda semana um apanhado das notícias mais quentes do jeito que só o Mamilos sabe fazer. É só R$9,90 por mês! Corre ler, quem assina tá recomendando pra todo mundo.https://www.catarse.me/mamilos========EQUIPE MAMILOSEdição – Caio CorrainiProdução – Beatriz FiorottoApoio a pauta – Jaqueline Costa e grande elencoPublicação – Pedro Strazza========CAPAA capa dessa semana é de autoria de Johnny Brito.========FAROL ACESOAlexandre: Livro “Longe da Árvore”;Marcio: Livros “Como Nascem os Pais” e “Diário de um Grávido”;Cris: Filme “A Árvore da Vida”;Ju: Minissérie “Years & Years” e série “Justiça”.
O Mamilos orgulhosamente apresenta Algoritmo G, uma minissérie em 4 capítulos que tem a missão de derrubar os mitos que impedem as mulheres de se verem no front-end da tecnologia.No episódio passado, a gente viu que a explicação para o desequilíbrio entre a quantidade de homens e de mulheres no mercado de tecnologia não tem nada a ver com diferenças biológicas.O mito que a gente vai derrubar hoje tem a ver com gosto. O que será que afasta as meninas da tecnologia? Será mesmo que é a falta de interesse? Será que as mulheres realmente preferem profissões ligadas ao cuidado ou isso é uma construção social?Hoje a gente vai falar sobre o contexto em que essas escolhas acontecem e se mantém e sobre o que precisa acontecer para o cenário mudar. Bora?========A Alura é uma plataforma de cursos para quem investe na carreira de tecnologia. E o Mamilos te dá 10% de desconto! Acessehttps://www.alura.com.br/promocao/mamilos========EQUIPEEdição – Jessica CorreaProdução – Beatriz FiorottoRoteiro – Juliana GevePublicação – Pedro StrazzaCapa – Carol NazattoApresentação – Roberta Arcoverde, Cris Bartis e Juliana Wallauer
loading
Comments (240)

Bruno Ramos

Uma geógrafa na mesa. Discussão em alto nível.

Sep 22nd
Reply

Vinícius Pires

1:57

Sep 22nd
Reply

Roberto Oliveira

Mamilos é sem dúvida o Podcast mais relevante da atualidade

Sep 22nd
Reply

Vitória ligeiro

vocês falarem sobre este asunto mostra a realidade de muitos adolescentes como nos .muitas pessoas não sabem sobre a cvv . e as escolas deveriam falar sobre isso principalmente em Setembro meu nome é Vitória ligeiro 7b estou fazendo o trabalho da professora Márcia sobre podcast.

Sep 17th
Reply

Gabriel Claudino

Estoicismo é a chave para lidar com a insegurança da vida

Sep 14th
Reply

Adrielly Ferreira Castro

oi meu nome é Adrielly Ferreira Castro esse assunto eu achei muito interessante pois eu nunca tinha ouvido falar sobre preconceito linguístico então eu gostei muito e vou procurar saber mais sobre isso. Eu estudo na escola Ceu Sapopemba sou aluna da professora Márcia Nestardo

Sep 11th
Reply

Leandro Freitas

Que mulher mal educada hein? se acha dona da verdade

Sep 11th
Reply

Debora Helena de Rezende Rodrigues

Debora Helena de Rezende Rodrigues apesar*

Sep 11th
Reply

Debora Helena de Rezende Rodrigues

Leandro Freitas eita, todo mundo reclamando dela. fico até com dó apegar de concordar :(

Sep 11th
Reply

Miguel Nascimento Mvc

Olá meu nome é, Miguel Nascimento Pereira esse assunto eu achei muito interessante dos plurais e muito legal gostei bastante . Eu estudo no Céu Sapopemba sou aluno da Professora Márcia Nestardo ❤

Sep 11th
Reply

Yuri Nidahara

A psicopata não quer discutir pontos, quer falar dos seus próprios pontos.

Sep 10th
Reply

Gabriel Pies

Recomendação boa a série Mindhunter, recomendo!

Sep 9th
Reply

Gabriel Claudino

graças a esse episódio vou parar de comer carne vermelha e futuramente, vou cortar tudo

Sep 9th
Reply

:。MiM°•°•°juntos e Shallow now♡˖꒰ᵕ༚ᵕ⑅꒱

adorei, um assunto que discutimos menos hoje em dia -Yasmim 7a

Sep 8th
Reply

Layza Almeida

Escutar vocês falando sobre a nossa realidade diária, nossos conflitos nos impulsiona a querer enfrentar nossos desafios diários e buscar dialogar com nossos pais nossos pontos de vista. Para nós adolescentes ou é tudo ou é nada, com isso acaba sendo tudo muito confuso e entender um pouco da nossa realidade nos ajuda a passar por algumas dificuldades que as vezes achamos que não vamos conseguir. Layza 7°A

Sep 8th
Reply

Nathalya Xavier

gostei muito ê legal nunca tinha ouvido mais gostei muito

Sep 8th
Reply

William Tales

primeiro episódio que vocês trouxeram pessoas com ideias diferentes. Construir pontes não quer dizer sempre ter debates com pessoas parecidas.

Sep 7th
Reply

Andressa Lisauskas

William Tales oh querido, você tem razão! A ideia por detrás do "construir pontes" é exatamente entre opiniões diversas. E é esse mesmo o propósito do Mamilos, embora em alguns eps elas deixem claro que optaram por "ouvir apenas um lado" porque dar plataforma para a ideia contrária perpassaria até incentivo ao crime de ódio (como no programa sobre Racismo, por exemplo). Mas veja, esse não é o primeiro episódio em que ideias diametralmente opostas sentam para conversar. Não sei há quanto tempo você acompanha o podcast, mas recomendo DEMAIS o #129 sobre controle de armas, gravado lá pelos idos de 2017. Cê vai perceber que é da tônica do Mamilos trazer ideias diferentes para construir um ponto (:

Sep 12th
Reply

Arlison Souza

William Tales amigo, és novo por aqui?

Sep 8th
Reply

Marinalva de Jesus

meu nome é yara e eu mamei minha professora marcia passou para gente

Sep 6th
Reply

cara_aleatorio_das_quebradas

Marinalva de Jesus alô polícia federal

Sep 7th
Reply

Daniel Vitor

Até que fim existe discussão mesmo nesse canal, não apenas conversa pra próprio tribo

Sep 6th
Reply

Raul Abreu Leite

Daniel Vitor Flagrantemente você não conhece esse podcast.

Sep 7th
Reply

Carol Castro

como consigo o nome dos livros indicados, por favor! :)

Sep 6th
Reply

Thiago Martins

Não falo por outros ou alguns. digo referente ao que sou. um hone negro de 25 anos cjamld de neguinho por alguns é cafuso por outros Um ser que não pode errar. eu muito duro ser um homem nessa era um ser o qual carregada um peso de ser o esteio de uma casa o provedor de tudo se sentir indefeso médiante a outras situações pois aprendi a sempre ser forte pro der homem caramba.... Também quero chorar e expor minhas dificuldades. lembro de um educador concursado pelo estado falar seguinte fraee: Ainda bem que aquela Isabel liberou vocês. quem diria. um desses sendo gerente de uma loja. quase rebati. Mas no momento lembrei que o mesmo não tinha nada. nem mesmo o conhecimento que és exigido sobre está função. Mas fazer o que

Sep 6th
Reply

Laine Rodrigues

olá! sou nova aqui tipo nss aplicativo, eu conheci esse programa através d minha professora d português, bom gostei dss programa Mamilos, o título é bem interessante, bom sobre a pedofilia, olha no meu entender no me vê, pedofilia ñ é nenhum nenhum problema mental, e sim, a pessoa que prática esse tipo d absurdo cm crianças, p mim tm q ter prisão perpétua ,prq o pedofilo sabe muito bem o que eles estão fazendo, isso é algo inaceitável nesse mundo, isso não tem perdão, são crianças super inocentes, ñ sabe o q é maldade etc....nós cm pais temos q smp fc muito mais muito atentos cm nossos filhos, temos q alerta a nss crianças, sobre esses monstros q está em td lugar,, nós cm pais temos q ensinar o nossos filhos(a) q ninguém pd tocar neles(as) cm a moça dss programa disse. temos q smp explicar e orientar nss crianças. sobre esses loucos q prática essas monstruosidade . nss cm dói ,dói muito qnd esses vermes faz essas maldades cm esses pequenos indefesos. Que Deus smp proteja a nossas crianças dss vermes . Deus proteja as crianças dss planeta...

Sep 6th
Reply
loading
Download from Google Play
Download from App Store