DiscoverNoites Gregas
Noites Gregas
Claim Ownership

Noites Gregas

Author: Cláudio Moreno & Filipe Speck

Subscribed: 4,696Played: 33,985
Share

Description

Podcast sobre mitologia grega do professor Cláudio Moreno.
33 Episodes
Reverse
Depois de visitar o Mundo dos Mortos, neste episódio nós vamos conhecer outro lugar chave para a mitologia. Os Oráculos, sítios em que as sacerdotisas emitiam profecias, acabaram se tornando verdadeiros centros de aconselhamento que moviam as decisões do povo grego. Vamos contar a história do mais famoso deles, o Oráculo de Delfos, por onde Apolo falava por intermédio das pitonisas. Ao final, o professor Moreno narra o saboroso caso de Creso, rei da Lídia, que, em uma iminente guerra contra os persas, vai a Delfos tentar descobrir qual o destino do seu império.
A Hora do Oráculo desta semana vai contar como o grande médico Erasístrato salvou a vida de Antíoco, o jovem e apaixonado filho do rei Seleuco. Além da historieta, o Oráculo responde a uma pergunta assaz pertinente enviada por um ouvinte: sendo os deuses sempre férteis, Zeus e Hera não deveriam ter gerado uma grande prole?
#29 - O Mundo dos Mortos

#29 - O Mundo dos Mortos

2021-05-1038:442

O mundo dos mortos é um reino sombrio que fica no subsolo da Terra, herdado pelo deus Hades na partilha com seus dois irmãos. Seria uma espécie de inferno, mas bem diferente daquele que a tradição cristã nos ensinou. Vamos ver, neste episódio, como é esse vasto território, com porteiro e cão de guarda, cortado por vários rios e dividido em setores diferentes, por onde as almas se distribuíam para castigo ou recompensa conforme sua vida na Terra. No final contamos a história de Sísifo, o homem que ludibriou os deuses e foi condenado a rolar um rochedo colina acima, na emblemática metáfora do esforço sem sentido.
Enquanto preparamos o próximo episódio, publicamos hoje um áudio com a fabulosa relação entre Aristóteles e Alexandre, o Grande. Também respondemos à pergunta de uma ouvinte sobre a equivocada relação entre Endimíon e Artêmis, um caso que nunca existiu. A paixão do pastor foi, na verdade, por Selene, a deusa da Lua.
Apresentados os principais deuses do Olimpo, é hora de falar sobre o Dodecáteon, o grupo das doze divindades nucleares da mitologia. O professor Moreno explica sua forma e função por meio da história da ascensão de Diónisos, deus que, apesar de ser um personagem perturbador da ordem grega, se fez essencial à mesa dos mais poderosos seres mitológicos.
Em abril, entra no ar a série "A Hora do Oráculo", em que, entre um áudio e outro, contamos historietas que ficam de fora dos episódios, além de responder a perguntas enviadas pelos nossos apoiadores.
Neste episódio, o professor Moreno fala da outra face de Diónisos – um deus que também é sinistro, misterioso e violento, mas sem perder o fascínio. Para realçar a ambivalência e o mistério por trás de Diónisos, recontamos a tragédia “As Bacantes”, de Eurípedes, quando sua busca por adoração pelos moradores de Tebas sofre a resistência do rei Penteu. Do duelo resulta uma das tragédias gregas mais marcantes.
Entra em cena o último dos principais deuses do Olimpo: Diónisos, que nasce da coxa de Zeus e passa a juventude reivindicando sua divindade. Neste episódio, o professor Moreno conta as principais histórias antes de sua ascensão ao Panteão, desde a criação do vinho, passando pela luta contra os piratas de Tirreno e pela relação com Ariadne.
#25 - Ares, o violento

#25 - Ares, o violento

2021-02-1730:493

Ares, o deus das batalhas, da destruição e da carnificina não faz uma boa figura nos poucos mitos de que participa. Neste episódio, o prof. Moreno vai mostrar como a mitologia, de forma sutil, estabelece uma crítica a este personagem violento, envolvendo-o em várias situações de que sairá derrotado ou humilhado — mas, ao mesmo tempo e paradoxalmente, une-o a Afrodite, a cobiçada deusa da beleza, numa relação amorosa que terá como fruto uma filha significativamente chamada de Harmonia.
O deus do mundo dos mortos e a deusa do fogo têm, em comum, o fato de estarem pouco presentes nos mitos. Num olhar atento, contudo, percebe-se que é uma injustiça deixá-los relegados a coadjuvantes. Neste episódio jogamos luz às narrativas sobre os dois deuses, que, apesar de miúdas, mostram suas funções estruturantes na vida, morte e convivência do povo grego.
Hoje vamos falar de Artêmis, a irmã gêmea de Apolo, dona de um arco tão temido quanto o dele. Tendo obtido de Zeus o direito de se manter virgem para sempre, afastou-se do convívio do Olimpo e das cidades e tornou-se a senhora dos descampados, dos campos desertos e das florestas, protegendo a natureza e os animais silvestres, especialmente os filhotes. Por não se submeter a nenhum poder masculino e por defender a causa dos mais fracos e oprimidos, ela, mais do que qualquer outra deusa, está em sintonia com as jovens de nosso século.
Apolo, o deus da luz, da música e da medicina, se tornou ao longo do tempo a imagem da razão e da perfeição. Mas neste episódio o professor Moreno mostra que, para além da luz, há alguns mitos que revelam um lado obscuro, mesquinho e cruel do irmão de Artêmis.
#21 - Deméter, a mãe

#21 - Deméter, a mãe

2020-12-0137:093

Neste episódio, contamos a história da luta de Deméter, mãe de Perséfone, para encontrar a filha que foi raptada por Hades, o senhor do Mundo dos Mortos. Com uma tenacidade admirável, ela vai impor sua vontade ao próprio Zeus, sobrepujando o poder masculino do Olimpo por sua força ancestral de mãe e de mulher.
Hermes, o fiel escudeiro de Zeus, é um deus peculiar. Guardião dos caminhos, da comunicação e dos comerciantes, tem uma infância intensa. Neste episódio, o professor Moreno conta os primeiros momentos de Hermes depois de sair da barriga da mãe. Já nasce argumentando, surrupiando e encantando quem cruza o seu caminho.
Uma das mais belas histórias de amor, o encontro de Eros e Psiquê recria mundo à parte da mitologia. Escrita por Apuleio centenas de anos depois do ocaso da Grécia Antiga, o conto é uma narrativa deliciosa cheia de intempéries e momentos inusitados com deuses – Afrodite, Zeus, Perséfone e outras divindades aparecem cheios de peculiaridades. No final, vence o amor.
Antes de contarmos a maravilhosa história de Eros e Psiquê, precisamos falar um pouco mais sobre o deus do amor. Nunca citado por Homero, e tendo em Hesíodo um ar mais de entidade que de deus, Eros – que na mitologia romana se transfigurou em Cupido – teve seu perfil desenhado pelos poetas líricos e virou a representação da plena paixão. Era um jovem efebo belíssimo, e com sua flecha de ponta de ouro criou amantes ardentes: Medeia com Jasão, Hades com Perséfone, Ares com Afrodite, e tantos outros.
No terceiro episódio da série sobre Afrodite, é a vez de falarmos sobre os mortais que se envolveram com a deusa. Anquises, com quem concebe o grande Eneias; Adônis, com quem vive sua maior paixão; e Páris, por meio de Helena, seu alter ego terreno.
Hefesto, Ares, Hermes e Diónisos caíram nas graças de Afrodite e tiveram acesso ao seu cobiçado leito. Em cada um, a deusa do amor fez nascer paixões pujantes, com filhos e histórias que se converteram em grandes mitos. Neste episódio, o professor Moreno mostra os principais relacionamentos de Afrodite com os deuses do Olimpo.
Chegou a hora de falar de Afrodite. O episódio 15 do Noites Gregas é o primeiro de uma série sobre a deusa do amor, da beleza e do desejo. O professor Moreno fala das versões sobre o seu nascimento, o ponto de vista dela sobre a relação com Hefesto e suas características mais marcantes.
Hefesto, filho de Hera, deus dos ferreiros, dos escultores e do fogo, era o único que trabalhava no Olimpo. Apesar de não ter muito brilho – era rejeitado pela mãe, teve um relacionamento medíocre com Afrodite e um episódio constrangedor dom Atena –, foi o construtor de equipamentos magníficos e palácios majestosos. Como diz o professor Moreno, é um personagem flat, mas ainda assim essencial nos principais episódios da Mitologia Grega.
loading
Comments (20)

Gustavo Souza

podcast sensacional! sempre amei mitologia na infância e adolescência e é muito interessante ver uma abordagem mais madura dos mesmos mitos como vocês trazem. parabéns!

Jun 14th
Reply (1)

Bruno Ramos

Cheguei aqui por indicação do podcast Alô Ciência. Maratonei e aguardo ansioso por cada episódio. Parabéns pelo belo trabalho.

Jun 14th
Reply

Ely Barbosa

O autêntico "churrasco grego" então? Rsrsrs...

Jun 1st
Reply

Adailton Freitas

A música que toca de vez quando durante o podcast é uma opera? qual o nome dela?

May 19th
Reply

Claudia Vilega Rodrigues

Os planetas Urano, Netuno e Plutão foram descobertos recentemente. Assim, os nomes não foram dados pelos romanos. E Plutão não é mais classificado como planeta.

Apr 26th
Reply

Carla Cristina

Uma grata surpresa!

Apr 22nd
Reply

Bruna Soares

Estou amando este canal! Já maratonei

Mar 25th
Reply

Graziela Sampaio

Amei esse podcast, maratonando já. Sempre me interessei por esse assunto, parabéns pelo trabalho

Mar 19th
Reply

Babi Freitas

muito bom!

Mar 19th
Reply

Gustavo Souza

podcast incrível! conteúdo sólido mas apresentado com uma leveza que o torna possível de se aproveitar a qualquer hora do dia. nota 1000!

Mar 5th
Reply

pennywise

Podcast maravilhoso!

Feb 27th
Reply

Marcelo Pacheco

Eu fui uma das pessoas que encontrou o podcast por meio da recomendação do Foro de Teresina, maratonei no final de semana e já alcancei vocês aqui em Ares. Parabéns pelo delicioso trabalho!

Feb 18th
Reply

Antonio Freire

+

Feb 14th
Reply

Eduardo Vinicius

muito bom

Jul 27th
Reply

Wallace Mello

Excelente podcast. Vale muito à pena ouvir o professor Moreno. Grande podcast mesmo.

Jul 23rd
Reply

Guilherme Garcia

Adorei, irei acompanhar, repertório incrível

May 21st
Reply

Daniel Barreto

Parabéns, primeiro sobre o canal e segundo pela maneira como explica. Mto bom msm....

Apr 30th
Reply

Thays Vieitas (Syaht)

Esse cast promete.

Dec 31st
Reply
Download from Google Play
Download from App Store