Claim Ownership

Author:

Subscribed: 0Played: 0
Share

Description

 Episodes
Reverse
Melhorar a execução orçamentária, para que os investimentos saiam mais rapidamente do papel, é uma das prioridades do novo secretário da Fazenda e Planejamento de São Paulo, Felipe Salto. Aos 35 anos, Felipe Salto assumiu a Secretaria da Fazenda e Planejamento de São Paulo na 2ª feira (25.abr.2022) no lugar de Henrique Meirelles, que deve sair candidato nas eleições deste ano. Antes disso, ocupava a diretoria-executiva da IFI (Instituição Fiscal Independente).
O advogado e ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) José Paulo Sepúlveda Pertence disse ao Poder360 que a concessão da graça constitucional ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) na 5ª feira (21.abr.2022) só poderia ter sido feita depois do trânsito em julgado do caso. Esse termo se aplica a situações em que não há mais possibilidade de recurso à decisão judicial. Não é o caso da condenação de Silveira pelo STF em 20 de abril.
O secretário nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Claudio Panoeiro, afirmou ao Poder360 haver 31 políticas públicas no Brasil voltadas à população com deficiência. Há também 3 ações que ainda precisam de implementação. Panoeiro disse que a prioridade da secretaria em 2022 será 2 projetos: o Cadastro Inclusão e a avaliação biopsicossocial. Em entrevista ao Poder360, o secretário explicou as ações.
O governo federal precisa ter um olhar mais atento para a agroindústria e não apenas para os produtores rurais. Essa é a avaliação de André Nassar, presidente-executivo da Abiove (Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais). Em entrevista ao Poder360, Nassar afirmou que presidente Jair Bolsonaro valoriza o agronegócio, mas deveria dar prioridade também aos agentes que processam os produtos. “Ele tem uma visão mais voltada para o produtor rural, mas não para quem processa os produtos do agronegócio. O Brasil poderia industrializar volumes bem maiores de soja, por exemplo”.
O deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP) defendeu ser necessário “cuidar” do aborto “como problema de saúde pública”. Afirmou que, para isso, é necessário trabalhar a prevenção à gravidez na adolescência e o planejamento familiar, ofertar métodos anticoncepcionais e acolher vítimas de estupro que engravidem e têm o direito a abortar. “Precisamos pensar políticas para acolher as milhares de mulheres que são vitimadas no Brasil por procedimentos relacionados ao aborto”, disse Padilha. A declaração foi realizada na 4ª feira (27.abr.2022) durante entrevista ao Poder360.
O ex-ministro da Defesa Aldo Rebelo (PDT) diz que o Poder Judiciário está “usurpando” os Poderes do Executivo ao cancelar decisões de diversos presidentes da República, inclusive do atual, Jair Bolsonaro (PL). “Temos o Poder Judiciário usurpando, a palavra é dura, as atribuições do Executivo, que está fragilizado, enfraquecido. Que Poder tem o presidente da república hoje? De fazer aquelas coisas horrendas na porta do palácio“, disse.
O economista Armínio Fraga afirmou ao Poder 360 que votará em Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no 2º turno das eleições de outubro se sua margem sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL) estiver estreita. Caso contrário, anulará seu voto, como fez em 2018. O ex-presidente do Banco Central acredita, porém, na consolidação de uma candidatura de 3ª via. Em sua opinião, elevaria a qualidade do debate eleitoral, e ainda é cedo demais para se “jogar a toalha”.“Sinceramente, tenho esperança que não seja nem Bolsonaro nem Lula. Agora, eu não igualo os 2”, afirmou. “Se a eleição estiver apertada, eu voto no PT. Se tiver com margem boa, vou anular como fiz na eleição passada, quando achava que os 2 candidatos não eram satisfatórios.”
Pré-candidato à presidência da República pelo UP (Unidade Popular pelo Socialismo), o presidente nacional da sigla, Leonardo Péricles, disse em entrevista ao Poder360 que “ninguém vai apresentar uma proposta” como a do seu partido, com a “possibilidade real de restauração do Brasil”. “Viradas históricas podem e devem acontecer. Estou aqui no processo da disputa para ir pro segundo turno”, disse ao jornal digital, salientando que vai percorrer o caminho eleitoral sem declinar.
O teto do reajuste dos preços de planos de saúde individuais neste ano deve ser superior a 15%. A projeção é da Abramge (Associação Brasileira de Planos de Saúde). O presidente da instituição, Renato Casarotti, 44 anos, afirmou ao Poder360 que a tendência é a mesma para planos coletivos com até 29 beneficiários.
Ele afirmou que os eleitores rejeitarão congressistas que traíram compromissos de renovação na política.“Aquele deputado que entrou defendendo a boa política, renovação, boas práticas, e não aplicou, vai pagar um preço. É o pior de todos”, afirmou Ganime.
O novo marco de saneamento básico permite atuação de empresas privadas no setor e promete investimentos que o Estado nunca conseguiu aplicar. Um dos grandes desafios dessas companhias é levar esgoto tratado às áreas que hoje não têm sequer água tratada.A estratégia para que as companhias cheguem a essas áreas diferem em cada região. Em todos os casos, haverá tarifa social a ser cobrada dos moradores. Para o diretor de Concessões e Privatizações do BNDES, Fábio Abrahão, 43 anos, não há risco de inadimplência pelos usuários.
Ele disse haver 31 políticas públicas no Brasil voltadas à população com deficiência. Há também 3 ações que ainda precisam de implementação.Panoeiro disse que a prioridade da secretaria em 2022 será 2 projetos: o Cadastro Inclusão e a avaliação biopsicossocial. Em entrevista ao Poder360, o secretário explicou as ações.
O pavilhão do Brasil na Expo Dubai teve 2,1 milhões de visitantes, disse ao Poder360 o presidente da Apex-Brasil, Augusto Pestana.A Expo Dubai, nos Emirados Árabes, durou 6 meses (1.out.2021-31.mar.2022). Teve representações de 190 países. Deveria ter começado em 2020. Foi adiada por causa da pandemia. A próxima exposição universal será em Osaka, no Japão, em 2025. O pavilhão brasileiro em Dubai ficou entre os 5 com maior número de visitantes na avaliação da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos). Não existe um ranking oficial, só estimativas de público dos estandes. A Expo Dubai teve 24 milhões de visitantes.
O economista e professor Edmar Bacha diz que a covid-19 e a guerra russo-ucraniana vão remodelar a globalização. A ideia de um país ser o único ou o grande fornecedor de determinado item para o mundo deixará de existir. Em lugar disso, haverá uma diversificação de fornecedores nas cadeias globais de produção. Nesse contexto que ele vê oportunidades para o Brasil e para a América Latina.
O Censo 2022 começa em 1º de agosto, mesmo se houver contratempos como um repique da pandemia, segundo o presidente do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Eduardo Rios Neto. Ele disse que o órgão está preparado para isso e que o Brasil precisa desses dados. Além de garantir a realização do Censo em 2022, o IBGE quer acelerar a divulgação dos resultados da pesquisa. O objetivo é publicar a contagem populacional dos municípios ainda neste ano e todos os outros resultados em 2023, na internet.
O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) muda em 2024. No novo modelo, os vestibulando escolherão as áreas de conhecimento das perguntas no 2º dia de prova. Mauro Rabelo, secretário do MEC responsável pela atualização do exame, disse que a decisão dos alunos será guiada pelo edital das universidades. “As instituições de educação superior vão indicar nos editais ou dentro da nossa plataforma do SISU qual a nota de qual combinação [dos blocos de questões] vão usar [em cada curso]”, disse Rabelo..
Fechado em março, o mais novo acordo da Argentina com o FMI (Fundo Monetário Internacional) não é uma novidade para o país latino-americano. A relação entre o organismo internacional e o país começou em 1956 e é marcada por críticas de políticos, economistas e de parte da população. As tratativas do governo de Alberto Fernández com o fundo provocou manifestações no país. Frases como “Fora com o FMI” e “A dívida se paga sempre com a fome das pessoas”, utilizadas em protestos contra o acordo, exemplificam o humor dos argentinos com o Fundo.
A guerra entre a Rússia e a Ucrânia completou 1 mês na última 5ª feira (24.mar.2022). No mesmo dia, o presidente americano Joe Biden afirmou que a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) irá reagir à Rússia, caso o país utilize armas químicas no conflito.
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta 4ª feira (30.mar.2022) ter a “caneta BIC” para determinar o fim da pandemia da covid-19, mas que deve usá-la de maneira “apropriada”. “É verdade que eu tenho a caneta BIC, que o presidente Bolsonaro me deu, mas eu tenho que usar essa caneta de maneira apropriada”, disse. A declaração foi dada durante o lançamento do Plano de Integridade para 2022-2023 do ministério.
Habituado a defender algumas das maiores autoridades do país, o advogado e ex-ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Admar Gonzaga teve que se acostumar com a posição de “réu” a partir de 2017, quando foi acusado de agressão por sua então mulher, Élida Souza. De acordo com o início do processo, o episódio teria ocorrido na noite de 23 de junho daquele ano, no banheiro do casal. Os 2 haviam acabado de voltar de uma festa na casa de amigos.Gonzaga foi absolvido em maio de 2021 pela juíza Jorgina de Oliveira, do 1º Juizado de Violência Doméstica do Distrito Federal. Ele sempre negou ter agredido Élida. Em 10 de março de 2022, a 3ª Turma do Tribunal de Justiça do Distrito Federal manteve a absolvição por unanimidade. O Ministério Público informou na 3ª feira (22.mar.2022) que não vai recorrer.
Comments 
Download from Google Play
Download from App Store