DiscoverPresidente da Semana
Presidente da Semana
Claim Ownership

Presidente da Semana

Author: Folha de S.Paulo

Subscribed: 37,681Played: 290,993
Share

Description

A história de todos os presidentes brasileiros de Deodoro da Fonseca até o eleito ou eleita em 2018, passando por Getúlio, Jango, Médici, FHC, Lula e Temer. Produzido e apresentado pelo jornalista Rodrigo Vizeu, editor-adjunto de Poder na Folha, o podcast é publicado às segundas-feiras.
29 Episodes
Reverse
Capitão reformado e deputado por mais de 27 anos, Jair Bolsonaro disputou a Presidência tendo um histórico de declarações estatistas, autoritárias e preconceituosas. Construiu sua candidatura via redes sociais e fora do sistema partidário tradicional, anunciou conversão ao liberalismo econômico e atraiu assim apoios empresariais. Surfou ainda uma onda eleitoral antipetista e conservadora que lhe garantiu 55% dos votos válidos no segundo turno. O convidado do episódio é o historiador Boris Fausto, professor aposentado da USP, que volta à série após analisar os anos de Getúlio Vargas
Vice-presidente desde 2011, Michel Temer assumiu o poder após o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016, o que rendeu a ele acusações de golpista da parte dos petistas. Com longa trajetória no Congresso e no PMDB, assumiu durante uma recessão e construiu ampla base para aprovar a criação de um teto de gastos e a reforma trabalhista. Gravado por um empresário em 2017, Temer se viu no centro de um escândalo que chegou a pôr sua permanência no poder em risco, comprometendo sua agenda reformista. O cientista político Carlos Pereira, da FGV, é o convidado do episódio
O PT garante seu terceiro mandato no poder federal com a eleição da ex-ministra Dilma Rousseff, a primeira mulher presidente do Brasil. A sucessora de Lula começa com popularidade e bonança econômica e obtém a reeleição em 2014. Mas, em 2016, é tirada do poder por um processo de impeachment em meio a uma profunda crise econômica e política, além das investigações da Operação Lava Jato. O colunista da Folha Celso Rocha de Barros, doutor em sociologia pela Universidade de Oxford, é o convidado do episódio
O Presidente da Semana chega ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010), marcado por um período de alta popularidade, crescimento econômico, redução da pobreza e também por escândalos como o mensalão. O episódio tem as participações dos colunistas da Folha André Singer e Demétrio Magnoli
Eleito em 1994 graças ao sucesso do Plano Real em debelar a hiperinflação, o sociólogo Fernando Henrique Cardoso faz um governo que teve entre suas marcas a manutenção da estabilidade econômica, privatizações de estatais e a polêmica emenda constitucional da reeleição. Aprovada em meio a acusações de compra de votos, a emenda valeu para o próprio presidente, que se reelegeu e governou até 2002. O jornalista Vinicius Torres Freire é o convidado do episódio
O vice Itamar Franco assumiu após o impeachment de Fernando Collor, governando de 1992 a 1994. De histórico nacionalista e estatista, o mineiro avalizou uma equipe econômica que fez um ajuste fiscal e botou em prática o Plano Real, que debelou a hiperinflação. A economista Monica de Bolle é a convidada do episódio.
Fernando Collor de Mello, o primeiro presidente brasileiro eleito pelo voto direto em 29 anos, entrou para a história por sua figura enérgica, seus planos econômicos heterodoxos e suas medidas de liberalização da economia brasileira. Mas, acima de tudo, é lembrado por ter saído do governo em meio a um processo de impeachment. O sociólogo Brasílio Sallum, da USP, é o convidado do episódio
Tancredo Neves, líder oposicionista e primeiro civil eleito presidente do Brasil após 21 anos de ditadura, morre antes de tomar posse. Assume o vice, José Sarney, que até há pouco fora figura destacada do regime militar, embarcando apenas tardiamente no barco da oposição. O episódio 22 do Presidente da Semana conta a história do governo Sarney (1985-1990), que teve crise econômica e uma nova Constituição para o país. O jornalista Clóvis Rossi, colunista da Folha, é o convidado do episódio.
O Presidente da Semana chega ao último presidente da ditadura militar iniciada em 1964. O general João Baptista Figueiredo governou o país de 1979 a 1985, em um período de aprofundamento da crise econômica e crescimento da oposição. Ainda assim, o regime buscou controlar a transição, fazendo a anistia que lhe interessava e derrotando a campanha das Diretas-Já. A historiadora Angela Moreira, do CPDOC/FGV, é a convidada do episódio.
Com Ernesto Geisel, o podcast Presidente da Semana chega a 20 episódios. O quarto general presidente governou de 1974 a 1979 e ficou célebre por iniciar uma abertura política do regime, que ele prometeu que seria "lenta, gradual e segura". O processo foi de solavancos, em um clima de fim do "milagre brasileiro" e começo de crise econômica. O historiador Marcos Napolitano, professor da USP, é o convidado do episódio.
loading
Comments (490)

Welma Reis

Mais um episódio maravilhoso!

Oct 25th
Reply

Daniel Gomes

Estou estou estudando para os vestibulares e com certeza e esses podcast tem ajudado muito! Parabéns pelo excelente trabalho.

Oct 22nd
Reply

Fabiano

Bolsonaro 22

Oct 21st
Reply

João Paulo Pereira

Uma correção: na descrição do canal, consta Temer como Presidente eleito ao invés da Dilma.

Oct 17th
Reply

Gabriel Biazon

Queria que mais gente tivesse escutado esse podcast antes da eleição de 2019. Quem sabe assim o Biroliro não teria sido eleito.

Oct 15th
Reply (1)

André Silva

Michel Temer Foi um Bom presidente, Fez Algumas reformas importante, Mas era Corrupto não muito diferente dos últimos presidentes Brasileiros.

Oct 3rd
Reply

Hans Schneider

.

Sep 26th
Reply

Hans Schneider

Bolsonaro é um homem que tentaram injustiçar, foi provocado tantas vezes e impulsivo do jeito que é reagindo veementemente, de maneira até absurda, mas é um grande homem e será o melhor presidente do Brasil.

Sep 26th
Reply

Gabriel Biazon

Sensacional esse episódio. Impossível não comparar com os dias atuais. Os protestos da classe média insatisfeita, o poder dos militares e o golpe. Se o Brasil realmente conhecesse sua história não teríamos este presidente.

Sep 6th
Reply

Júlio César Costa

PERFECT... perfect... perfect!!! Excelente dissertação Viseu. Informação é... tudo na vida de um ser humano, conheceres a verdade e a verdade vos libertarás!!!!!

Sep 2nd
Reply

Ellem Todão

Maravilha de Podcast! Gostei muito do material. Rodrigo Vizeu e toda equipe meus parabéns pelo primor e por compartilhar material de qualidade ímpar a nós ouvintes. Já estou esperando o próximo storytelling!!!

Aug 31st
Reply (1)

Marquinho kito

muito bom 👍👍

Aug 30th
Reply

Aranx

muito bom!!

Aug 25th
Reply

Matheus Lara

acho interessante o historiador falando mal do Floriano Peixoto por ser pobre, simples, direto e... Caboclo. Preconceituoso pra burro.

Aug 24th
Reply

Ellem Todão

Parabéns Vizeu e toda a equipe! Excelente podcast, um material de qualidade ímpar.

Aug 22nd
Reply

João Hellinger

Dispensável a participação da Mar. Lógico que Nilo se parecia com a maioria da população, mas não se identificava com o perfil dos grandes líderes políticos do Brasil (Brancos). Tanto é que ainda não tivemos nenhum presidente negro.

Aug 16th
Reply

Vitor Nunes

Dá para ver como é safado, corrupto e louco desde cedo!

Aug 15th
Reply

Francielle Dias

Gostei especialmente desse episódio porque ele coincide com minhas primeiras memórias de um presidente. Lembro de assistir no jornal sobre as privatizações e medidas da economia e não entender nada...rs Muito bom saber mais sobre esse período! Parabéns!

Jul 20th
Reply

Fabio de Ornelas Pestana

Acho maravilhoso como de certa forma desde o episódio anterior, sobre o FHC, se trata de fatos muito interligados com minha infância e adolescência. Fatos que eu não entendia como os atos fora FHC e fora FMI que eu via em pichações e cartazes na rua, outros que eu apenas não lembrava como o movimento Cansei. O clima fica muito diferente do que os presidentes anteriores, em que ou eu não havia nascido ou ainda era bebê.

Jul 1st
Reply

Fabio de Ornelas Pestana

Curiosamente o racionamento do consumo de recursos básicos é algo permanente em governos PSDB. Aqui no estado de São Paulo o Alckmin se reelege com 70% em meio a uma crise hídrica, e ainda se perpétua o racionamento de água aqui na periferia mesmo no governo de seu sucessor Doria.

Jul 1st
Reply
loading
Download from Google Play
Download from App Store