DescobrirCoragem pra quê?
Coragem pra quê?

Coragem pra quê?

Autor: Julia Tourinho

Inscrito: 5Reproduzido: 237
compartilhar

Descrição

Olá, Eu me chamo @julia.tourinho, sou terapeuta e nômade digital e ajudo pessoas a resgatar todo seu potencial através do desabrochar da coragem!

E Você, precisa de coragem pra que na sua vida agora?

Coragem para transformar a si mesmo?
Coragem para iniciar ou encerrar um relacionamento?
Coragem para ir além no seu trabalho? Para confiar no seu potencial?
Coragem para ver e viver a espiritualidade na sua vida?

Onde quer que você veja o movimento da vida de dar um passo além, você vai ver a coragem atuando.

Coragem é aprender e fluir!

É sobre isso que falamos aqui!
67 Episodes
Reverse
- Pontos de virada! São momentos chaves em que a vida nos dá sinais de que precisamos nos movimentar e nos posicionar. Você está passando por um neste momento? Como identificá-lo? Pode ser uma demissão, a troca do chefe, uma mudança de endereço, o término de um relacionamento ou o começo de um novo.  Saiba que é possível planejar a virada, mas é preciso cuidado para não desviar dos sinais e se anestesiar no caminho! Neste áudio eu falo sobre os pontos de virada e os insights para você identificá-los em sua vida.
Completamos um ano de podcast e este é um episódio especial, nele eu conto os aprendizados que tive esse ano e também os insights de ouvintes que gravaram  mensagens contando sobre como o 'Coragem Pra Quê?' tem feito diferença na vida delas! Pegue seu fone de ouvido e vem sair do automático.
Você já parou pra pensar o quanto a sua imaginação está te levando a criar para si mesmo realidades que não gostaria de viver? Nos imaginamos cenários a todo momento e essa imaginação nos faz ter sentimentos que geram ações.  Você já sentiu momentos em que mesmo que o externo pareça favorável internamente você não consegue se sentir feliz ou bem? Isso é a sua imaginação atuando e criando cenários na sua mente. Nesse áudio eu falo sobre a capacidade de criar nossa realidade, seja a favor ou contra nós mesmos. Coloque o fone de ouvido e vem.
Pra você Coragem e Angústia são coisas opostas? E se eu te disser que ela  é, muitas vezes, uma mola propulsora de nossos atos de coragem? Ao procrastinar, ao não agir com o nosso coração, isto faz com que nossa angústia aumente. Aquele aperto no peito , aquela sensação de não saber para onde ir, de estar perdido... Essa angústia pode ter começado lá na infância, onde somos muitas vezes pressionados para nos adequar. Aos poucos, nós vamos nos desconectando da nossa coragem. Mas, a notícia boa é que a sua angústia pode lhe estar fazendo um convite (bem desafiador!) a observar de frente os pontos de dor e sustentar o desconforto e passar para a próxima fase da jornada.
A coragem que vem do coração, é esse lugar que está conectado à nossa intuição. Coragem é criar, encontrar alternativas. É a confiança na sua própria capacidade de se reinventar perante a uma crise.  Às vezes somos desestimulados a ousar, mas estimulados a temer. Nesse lugar, acabamos por desacreditar em nosso potencial. Acredito que o nosso apego às nossas formas conhecidas de ser e de viver acabam nos impedindo de tentar coisas novas, nos prendendo no mesmo lugar. Não abrimos espaço para sermos diferentes, de nos reconstruir e de fluir em uma direção diferente. Nesse áudio, eu lhe convido a refletir sobre quais coisas você tem apego. O que é que te impede de tentar coisas novas? Ao que você tá apegado?
O quanto a sua imagem corporal afeta o seu senso de validade? O quanto você sente que as experiências da sua adolescência marcam seu senso de merecimento, pertencimento e validade? Vamos falar sobre imagem corporal! Um tema cheio de tabus de vergonha que convoca a nossa coragem! Esse áudio é para te abrir questionamentos e te levar à um passo a mais  no seu senso de merecimento!
A nossa cultura vincula a coragem ao masculino através atos heróicos de personagens de filme.  A 'coragem' de verdade, é agir com o coração, portanto, é a união do Masculino com  Feminino.  [COR]----->[AGEM] A voz do coração, também poderia ser chamada de a intuição. Poderíamos, então dizer que  coragem, nasce do feminino [COR] e se expressa através do masculino [AGEM]. Ficou curiosa? É só dar play!
Você teria coragem de brilhar e de colocar no mundo o seu melhor? você exerce seu pleno potencial? Acontece que, na maioria das vezes, a resposta para essas perguntas é 'não'. Muitos fatores influenciam, um deles é o medo da responsabilidade. E este medo vem lá da infância, quando as crianças temem assumir as consequências dos próprios atos com medo da punição. Pois então, a partir do momento em que damos o nosso melhor para o mundo, passamos então a sermos notados, pois nossas ações começam a repercutir e isso chama a nossa responsabilidade. Um passo para virar o jogo é arcar com as responsabilidades das próprias escolhas. Mudar a crença de que assumir responsabilidades é algo ruim. No áudio de hoje vamos falar sobre os movimentos que podemos fazer para caminhar rumo à nossa Coragem e Grandeza.
Você sente que fazer o seu melhor não é o suficiente? Você se sente aprisionado em tentativas de perfeição ou na buscar a aprovação das pessoas.  Parece que fazer o seu melhor é ser menos. Você já passou por isso? A questão é que ao tentarmos ser perfeitos e nos enquadrar, estamos abrindo mão de nós mesmos. Esse é um sentimento tão profundo que vem basicamente do medo de assumirmos quem somos. Fazer o nosso melhor é ter coragem de sermos honestos. Neste áudio, convido a você a refletir que o nosso melhor tem a ver com olhar para a nossa história e assumir quem genuinamente somos, que merecemos amor e pertencimento.
Vamos falar sobre amor-próprio, que é muitas vezes confundido com o egoísmo. Nossa cultura acaba estimulando a dualidade de que, ou amamos a nós mesmos, ou amamos o outro. De verdade, existem momentos em que precisamos cuidar de nós, quando estamos muito feridos, seja porque encerramos ciclos ou porque vivemos coisas importantes, onde é perfeitamente compreensível ter uma pausa para fazer uma verdadeira faxina interna e organizar a vida, isto não é egoísmo. Existe também a fala que diz que, para amar verdadeiramente, é preciso dizer sim para tudo. Ou então aquela crença de que é possível amar independente do outro. E o que você acha? Será que é possível amar aos outros sem nos amar primeiro? Neste áudio, convido a você a refletir sobre o cultivo do amor-próprio e como, através do outro, podemos despertar nossas melhores características e qualidades, que não estariam acessíveis para nós de outro modo.
Você que está aí na trilha do autoconhecimento, conhece mito da autossuficiência? Esse mito nos faz acreditar que sucesso é não depender de ninguém e darmos conta de tudo sozinhos. O primeiro passo do autoconhecimento é perceber que tudo que ocorre conosco é de nossa responsabilidade. Estamos onde nos colocamos. Essa pode ser uma verdade difícil de encarar. E quando isto nos é pontuado, podemos criar uma "casca" na tentativa de nos defender e até mesmo a sentir raiva de nós mesmos querendo, a partir daí, fazer tudo sozinho. Nesse áudio eu lhe convido a refletir se você sente dificuldade de receber e de pedir ajuda. Vamos entender a diferença entre dependência e pertencimento e como utilizar a coragem para romper o círculo da autossuficiência. Vamos juntos?
Em um mundo hiperconectado, com muitas informações por minuto estamos todos hiper estimulados e sobrecarregados. As redes sociais estão cada vez mais eficazes em nos prender nos momentos de microtédio e com isso nos perdemos no tempo, por longos minutos ou até mesmo, por várias horas do dia. A partir de um clique, nossa atenção é fisgada e com isto, deixamos de dedicar nosso tempo para realizar aquilo que é realmente importante para nossas vidas, mas que ao mesmo tempo, também é muito desafiador. A coragem está em descobrir exatamente aquilo que é desafiador, mas que deixamos para depois . Ao invés de buscar métodos, planilhas e organogramas, neste áudio lhe convido a investigar o porquê você está procrastinando, o quê de verdade, aí dentro de você clamando por ser realizado?
Estes momentos desafiadores convocam o melhor de nós. Acredito que estamos sendo convocados a ultrapassar barreiras e exercitar a gentileza. Se você acredita no bem, que o mundo pode ser um lugar melhor, está na hora de colocar em prática. Percebo que muitos de nós encontramos justificativas para aguardar e só ser gentil se o movimento, primeiro, vier de fora. Assim  paralisamos movimentos de conciliação e compaixão, nos focando nos aspectos negativos, que chamam muito mais a atenção. Esse áudio é para convidar você a refletir sobre o quanto de coragem existe em agir com gentileza, em ser compassivo e quantas conexões podem ser construídas a partir dessa habilidade.
Trago no áudio de hoje um exercício e uma reflexão sobre o apego. Muitos de nós acreditamos que não podemos desfrutar o presente porque algo de errado aconteceu no passado. Se no passado a gente fez uma coisa que nos causou arrependimento, ou se fomos magoados, ou se perdemos algo que a gente teve, seja materialmente ou um relacionamento, por exemplo, começamos a acreditar que não podemos mais viver plenamente, até mesmo que não podemos mais nos divertir ou ser feliz. Dessas coisas do passado, o que você estaria disposto a soltar? Este áudio é um convite para você se libertar!
Pode parecer simples e óbvio, mas ter a coragem para encerrar ciclos e etapas é um grande desafio. Na verdade, todos nós temos dificuldades em lidar com encerramentos e finitudes. Seja a morte física de alguém ou até mesmo uma morte simbólica, se pararmos para pensar, todos nós também precisamos "morrer" várias vezes ao longo de nossa vida. Já pensou se você ainda tivesse 5 anos, 10 ou 15 anos? Ao contrário do que pensamos, é impossível sermos os mesmos o tempo todo, isto nos causaria sofrimento. Através de um processo de autoconhecimento, é possível perceber, por exemplo, como a opinião das pessoas afeta e limita a nossa capacidade no encerramento dos ciclos. O receio do que as pessoas vão pensar de nós se a gente se transformar é uma das nossas travas. Esse áudio é para lhe trazer conhecimento e autoconhecimento para perceber o que é que está lhe impedindo de fazer os encerramentos necessários na sua vida.
A coragem habita a simplicidade. Muitas vezes acreditamos que a coragem é algo que vamos alcançar, ou um lugar onde a gente chega e ponto final. Porém, a coragem está mais para cultivar. É também como as estrelas lá no céu, que são um guia para nós , aos  nos mostrar o caminho da coragem, num verdadeiro processo que nos faz cada vez mais corajosos. Não falamos aqui do heroísmo, dos filmes de ação, ou então do ato de pular de paraquedas,  onde arrisca-se a própria vida, mas da coragem, que as vezes é arriscar a nossa vulnerabilidade. É a gente aprender a dizer o que a gente pensa e também, as vezes, arriscar a pedir algo que a gente precisa. Sem sermos agressivos ou se exaltar. Sim, a coragem habita a simplicidade. É acordar pela manhã e pensar: 'não importa o que aconteça no meu dia, eu sou o suficiente. E tudo o que me acontecer eu sou capaz de lidar'. Isto é um ato de coragem, bem como se sentir digno de receber amor, de pertencimento. Os atos de coragem podem ser assim, bem pequenos, e praticados de passinho em passinho. Convido a você a praticar o exercício de se perceber, no dia-dia e se perceber a hesitação, se permitir então a dar um passo à mais.
Esta meditação é um presente para você, é um dos exercícios que faço nos meus workshops, que se chama 'transformando lama em ouro'. Agir é um movimento natural da vida, só que muitas vezes é bloqueado pelo medo. Em determinados momentos, temos mesmo limitações e dificuldades. Nesse caso, é a descrença na nossa capacidade que nos faz desistir. Outras vezes é o nosso orgulho que nos impede de admitir que a forma como estamos fazendo não nos trará os resultados que desejamos. Ainda assim, o que estamos tentando pode, de verdade, não dar certo. E isso pode ser tudo o que precisávamos viver naquele momento. Reserve um tempo para você mesmo, pratique o autocuidado.  Prepare caneta e papel, sente em um cantinho confortável, coloca um fone de ouvido e bora aumentar sua autoconfiança?
Há situações em que as coisas realmente não dão certo. Você se empenha, dá o seu melhor, o seu "cem por cento" e ainda assim, as coisas não certo. Isso é totalmente possível porque nós não conseguimos controlar o mundo. Podemos nos dedicar ao máximo e falhar em nossos objetivos, mas isto jamais poderá nos impedir de continuar tentando. Muitas vezes, acreditamos que as falhas são um castigo ou algum tipo de punição ou até mesmo uma comprovação de que os nossos objetivos não deveriam acontecer. Porém, venho te dizer que todos os obstáculos vêm com um aprendizado. Este áudio é para convidar você a olhar para as dificuldades do caminho de uma outra forma. Para transformar a sua visão das coisas que lhe parecem impossíveis, para que passe a observar que tudo o que bloqueia o seu avanço, pode ser, na verdade, a apresentação de novos caminhos.
E quando a vida traz oportunidades? Explorando mais o tema das últimas semanas, onde falamos de duas coragens: a Coragem para Agir e a Coragem para não Agir e os mitos criados em torno desta última.Hoje vamos falar sobre a coragem para as oportunidades, que é um misto dessas duas estratégias. Como você age quando algo sai do seu controle? Este áudio é para lhe convidar a agir! Não por uma ação de impulso, de forma descontrolada, mas usar a energia do momento a seu favor. Perante um obstáculo, aja, surfe na onda, ande três casas, aproveite essa energia da ruptura para te impulsionar para fora, para frente, em direção à sua transformação.
Através da respiração, esse exercício servirá para ativar o centro do nosso corpo. Falamos sobre a coragem de agir quando é necessário e também a coragem para  aguardar e não agir, mas de forma estratégica, sem pensar que estamos abandonando algo ou desistindo. Todos esses movimentos, o de agir ou de aguardar, nascem do seu coração. Então, que tal se dar alguns minutos no meio da rotina? Convido você a dedicar alguns minutos para você mesmo, se dar de presente uma pequena pausa para poder estar com você mesmo, olhando para dentro, longe das distrações. Encontre um lugar em que se sinta confortável e aproveite ❤️
loading
Comentários 
Baixar da Google Play
Baixar da App Store