DiscoverCoragem pra quê?
Coragem pra quê?

Coragem pra quê?

Author: Julia Tourinho

Subscribed: 5Played: 185
Share

Description

Olá, Eu me chamo @julia.tourinho, sou terapeuta e nômade digital e ajudo pessoas a resgatar todo seu potencial através do desabrochar da coragem!

E Você, precisa de coragem pra que na sua vida agora?

Coragem para transformar a si mesmo?
Coragem para iniciar ou encerrar um relacionamento?
Coragem para ir além no seu trabalho? Para confiar no seu potencial?
Coragem para ver e viver a espiritualidade na sua vida?

Onde quer que você veja o movimento da vida de dar um passo além, você vai ver a coragem atuando.

Coragem é aprender e fluir!

É sobre isso que falamos aqui!
57 Episodes
Reverse
Você que está aí na trilha do autoconhecimento, conhece mito da autossuficiência? Esse mito nos faz acreditar que sucesso é não depender de ninguém e darmos conta de tudo sozinhos. O primeiro passo do autoconhecimento é perceber que tudo que ocorre conosco é de nossa responsabilidade. Estamos onde nos colocamos. Essa pode ser uma verdade difícil de encarar. E quando isto nos é pontuado, podemos criar uma "casca" na tentativa de nos defender e até mesmo a sentir raiva de nós mesmos querendo, a partir daí, fazer tudo sozinho. Nesse áudio eu lhe convido a refletir se você sente dificuldade de receber e de pedir ajuda. Vamos entender a diferença entre dependência e pertencimento e como utilizar a coragem para romper o círculo da autossuficiência. Vamos juntos?
Em um mundo hiperconectado, com muitas informações por minuto estamos todos hiper estimulados e sobrecarregados. As redes sociais estão cada vez mais eficazes em nos prender nos momentos de microtédio e com isso nos perdemos no tempo, por longos minutos ou até mesmo, por várias horas do dia. A partir de um clique, nossa atenção é fisgada e com isto, deixamos de dedicar nosso tempo para realizar aquilo que é realmente importante para nossas vidas, mas que ao mesmo tempo, também é muito desafiador. A coragem está em descobrir exatamente aquilo que é desafiador, mas que deixamos para depois . Ao invés de buscar métodos, planilhas e organogramas, neste áudio lhe convido a investigar o porquê você está procrastinando, o quê de verdade, aí dentro de você clamando por ser realizado?
Estes momentos desafiadores convocam o melhor de nós. Acredito que estamos sendo convocados a ultrapassar barreiras e exercitar a gentileza. Se você acredita no bem, que o mundo pode ser um lugar melhor, está na hora de colocar em prática. Percebo que muitos de nós encontramos justificativas para aguardar e só ser gentil se o movimento, primeiro, vier de fora. Assim  paralisamos movimentos de conciliação e compaixão, nos focando nos aspectos negativos, que chamam muito mais a atenção. Esse áudio é para convidar você a refletir sobre o quanto de coragem existe em agir com gentileza, em ser compassivo e quantas conexões podem ser construídas a partir dessa habilidade.
Trago no áudio de hoje um exercício e uma reflexão sobre o apego. Muitos de nós acreditamos que não podemos desfrutar o presente porque algo de errado aconteceu no passado. Se no passado a gente fez uma coisa que nos causou arrependimento, ou se fomos magoados, ou se perdemos algo que a gente teve, seja materialmente ou um relacionamento, por exemplo, começamos a acreditar que não podemos mais viver plenamente, até mesmo que não podemos mais nos divertir ou ser feliz. Dessas coisas do passado, o que você estaria disposto a soltar? Este áudio é um convite para você se libertar!
Pode parecer simples e óbvio, mas ter a coragem para encerrar ciclos e etapas é um grande desafio. Na verdade, todos nós temos dificuldades em lidar com encerramentos e finitudes. Seja a morte física de alguém ou até mesmo uma morte simbólica, se pararmos para pensar, todos nós também precisamos "morrer" várias vezes ao longo de nossa vida. Já pensou se você ainda tivesse 5 anos, 10 ou 15 anos? Ao contrário do que pensamos, é impossível sermos os mesmos o tempo todo, isto nos causaria sofrimento. Através de um processo de autoconhecimento, é possível perceber, por exemplo, como a opinião das pessoas afeta e limita a nossa capacidade no encerramento dos ciclos. O receio do que as pessoas vão pensar de nós se a gente se transformar é uma das nossas travas. Esse áudio é para lhe trazer conhecimento e autoconhecimento para perceber o que é que está lhe impedindo de fazer os encerramentos necessários na sua vida.
A coragem habita a simplicidade. Muitas vezes acreditamos que a coragem é algo que vamos alcançar, ou um lugar onde a gente chega e ponto final. Porém, a coragem está mais para cultivar. É também como as estrelas lá no céu, que são um guia para nós , aos  nos mostrar o caminho da coragem, num verdadeiro processo que nos faz cada vez mais corajosos. Não falamos aqui do heroísmo, dos filmes de ação, ou então do ato de pular de paraquedas,  onde arrisca-se a própria vida, mas da coragem, que as vezes é arriscar a nossa vulnerabilidade. É a gente aprender a dizer o que a gente pensa e também, as vezes, arriscar a pedir algo que a gente precisa. Sem sermos agressivos ou se exaltar. Sim, a coragem habita a simplicidade. É acordar pela manhã e pensar: 'não importa o que aconteça no meu dia, eu sou o suficiente. E tudo o que me acontecer eu sou capaz de lidar'. Isto é um ato de coragem, bem como se sentir digno de receber amor, de pertencimento. Os atos de coragem podem ser assim, bem pequenos, e praticados de passinho em passinho. Convido a você a praticar o exercício de se perceber, no dia-dia e se perceber a hesitação, se permitir então a dar um passo à mais.
Esta meditação é um presente para você, é um dos exercícios que faço nos meus workshops, que se chama 'transformando lama em ouro'. Agir é um movimento natural da vida, só que muitas vezes é bloqueado pelo medo. Em determinados momentos, temos mesmo limitações e dificuldades. Nesse caso, é a descrença na nossa capacidade que nos faz desistir. Outras vezes é o nosso orgulho que nos impede de admitir que a forma como estamos fazendo não nos trará os resultados que desejamos. Ainda assim, o que estamos tentando pode, de verdade, não dar certo. E isso pode ser tudo o que precisávamos viver naquele momento. Reserve um tempo para você mesmo, pratique o autocuidado.  Prepare caneta e papel, sente em um cantinho confortável, coloca um fone de ouvido e bora aumentar sua autoconfiança?
Há situações em que as coisas realmente não dão certo. Você se empenha, dá o seu melhor, o seu "cem por cento" e ainda assim, as coisas não certo. Isso é totalmente possível porque nós não conseguimos controlar o mundo. Podemos nos dedicar ao máximo e falhar em nossos objetivos, mas isto jamais poderá nos impedir de continuar tentando. Muitas vezes, acreditamos que as falhas são um castigo ou algum tipo de punição ou até mesmo uma comprovação de que os nossos objetivos não deveriam acontecer. Porém, venho te dizer que todos os obstáculos vêm com um aprendizado. Este áudio é para convidar você a olhar para as dificuldades do caminho de uma outra forma. Para transformar a sua visão das coisas que lhe parecem impossíveis, para que passe a observar que tudo o que bloqueia o seu avanço, pode ser, na verdade, a apresentação de novos caminhos.
E quando a vida traz oportunidades? Explorando mais o tema das últimas semanas, onde falamos de duas coragens: a Coragem para Agir e a Coragem para não Agir e os mitos criados em torno desta última.Hoje vamos falar sobre a coragem para as oportunidades, que é um misto dessas duas estratégias. Como você age quando algo sai do seu controle? Este áudio é para lhe convidar a agir! Não por uma ação de impulso, de forma descontrolada, mas usar a energia do momento a seu favor. Perante um obstáculo, aja, surfe na onda, ande três casas, aproveite essa energia da ruptura para te impulsionar para fora, para frente, em direção à sua transformação.
Através da respiração, esse exercício servirá para ativar o centro do nosso corpo. Falamos sobre a coragem de agir quando é necessário e também a coragem para  aguardar e não agir, mas de forma estratégica, sem pensar que estamos abandonando algo ou desistindo. Todos esses movimentos, o de agir ou de aguardar, nascem do seu coração. Então, que tal se dar alguns minutos no meio da rotina? Convido você a dedicar alguns minutos para você mesmo, se dar de presente uma pequena pausa para poder estar com você mesmo, olhando para dentro, longe das distrações. Encontre um lugar em que se sinta confortável e aproveite ❤️
Muitas vezes a gente acredita que coragem está só em agir e que a única batalha válida é o enfrentamento. Isso não é uma verdade absoluta. Um bom estrategista, uma pessoa que tem os objetivos claros e deseja alcançá-los sabe que, em alguns momentos, o embate direto é um caminho para o fracasso. Pode ele pode causar muitas perdas. A gente tem muito preconceito com o tempo de pausa. Acreditamos que a espera é uma desistência. Porém, há muita sabedoria por detrás da palavra Coragem, que é tão ampla quanto a nossa essência. Convido a você, através desse áudio, a olhar para a habilidade da não reação, de se conectar com seu centro e montar suas próprias estratégias.
Procrastinação ou preguiça? o que nos impede de agir? Uma das coisas que nos impede de agir é quando temos medo de iniciar algo,  que acreditamos que é grande demais para nós. Ou quando pensamos que o que desejamos não é possível, que não é pra gente, que não merecemos. Então são duas formas diferentes de paralisar nossa ação. Uma evoca o medo, de ser algo grandioso demais para nós e outra, a sabotagem, que nos diz que não vale a pena, que nós não merecemos. Quantas vezes você já sentiu que alguma coisa que você queria era ambiciosa demais? ou que parecia grandiosa demais? Gosto de uma frase que diz: "Se os seus sonhos não te tiram o sono, eles não são grandes o suficiente". Espero que esse áudio contribua com você e que te faça sentir mais confiante nas próprias capacidades, separe um tempo para você e vem comigo.
Esse exercício meditativo é para trabalharmos a nossa perseverança. Para pararmos de resistir e começar a persistir. Mas ao quê resistimos? Quantas vezes estamos no meio dos obstáculos , dos desafios em nossa vida e nos sentimos paralisados, com dificuldades em permanecer caminhando? Isto acontece, em parte, porque desejamos que as coisas aconteçam em nosso ritmo e como a gente imaginou. É daí que surgem nossas resistências, da mente. Que tal se dar um tempo ao invés de ser engolido pelas tarefas do dia-dia? Essa meditação vai te ajudar a fortalecer a sua perseverança para que você continue avançando nos seus desafios!  Encontre seu cantinho e aperte o play ❤️
A persistência é muito associada a coragem. Mas há uma uma confusão muito comum entre persistência e a teimosia. Eu diria que a persistência é a nossa capacidade de estar fluindo na vida, a energia que está associada a valores, objetos e aos desejos que a gente jamais desistiria. Do quê, na sua vida, você jamais desistiria? Quando você conseguir responder a essa pergunta com algo que não seja palpável ou material, então, mais próximo da persistência você estará. Qualquer coisa nova que a gente vá tentar ou aprender, inevitavelmente, vai trazer obstáculos e dificuldades. Perceber aonde persistir e onde mudar de estratégia é o grande segredo que conto nesse áudio! Ouve lá! ❤️
Neste episódio vamos falar sobre grandes obstáculos, sobre situações que mais se parecem com uma cadeia montanhosa. Porque certas situações se apresentam de forma tão gigantesca dessa forma? As vezes hesitamos, acreditamos que esse desafio chegou rápido demais, pensamos que se fizermos alguma coisa pode não dar certo, que é melhor esperar, pois alguma coisa melhor pode surgir. Quando agimos desse jeito, abrimos espaço para dúvida, a dúvida sobre nós mesmo e assim os nossos desafios vão se tornando obstáculos, cada vez maiores e assustadores. O que está por trás desses obstáculos e da hesitação? O que pode ser feito?
Proponho nesse exercício meditativo que possamos olhar para nossas escolhas. Olhar para o que, de verdade, está nos impedindo de realizar as transformações necessárias em nossa vida ou em nossa rotina.  Para isso, vamos olhar a nossa autocrítica, que muito interfere em nossa vida, fazendo a gente adiar planos e buscar alternativas ou fugas. Temos algumas pistas para investigar a presença da autocrítica em nossas vidas, tais como, mudar de assunto, sair do local onde estamos quando algo começa a mexer conosco, chegar atrasado em compromissos, pedir para ir ao banheiro, se recusar a prestar atenção,  até mesmo ficar doente ou adiar coisas, ou então, se ocupar demasiadamente, desperdiçar tempo, enfim, fazer de tudo menos aquilo que deveríamos estar fazendo ou então qualquer outra coisa que distraia (como checar o celular inúmeras vezes), e que mostre nossas resistências e a presença da autocrítica.  Convido você a dedicar alguns minutos na sua rotina para olhar para você mesmo, num momento de autocuidado, para observar o que está impedindo você de tomar as atitudes que realmente importam.
#32 Coragem e escolhas

#32 Coragem e escolhas

2020-07-0715:08

Escolher é agir. Sair do lugar comum e mover a nossa energia para algum lugar. Agir requer Coragem, mas não uma impetuosidade ou agir com a força bruta. Coragem é a energia da escolha, da ação. Muitos de nós, quando enfrentamos um obstáculo e estamos no momento de agir muitas vezes paralisamos e congelamos. O que faz você optar não se mover? Se você não tem certeza, escute esse audio. Ele vai te ajudar a identificar o que te sabota!
Nos fazer dar certo é aceitar nossas vulnerabilidades, aprender a questionar porque estamos onde estamos mesmo quando não queremos, aprender a traçar objetivos e entender sobre nossos padrões repetitivos. Abrir mão de tentar aperfeiçoar o outro é a mais importante chave para criar conexão nas relações. Se você descobrir como se fazer dar certo, naturalmente a sua relação vai dar certo. Ao olhar para dentro, descobrir os seus padrões e agir com o coração, a coragem já está agindo através de você. O corajoso dificilmente sabe que está sendo corajoso, a não ser que alguém nos diga ou depois que passa. A conexão com a nossa essência e com a nossa autenticidade é a verdadeira CORAGEM PARA SER LIVRE!
Essa Experiencia Meditativa é um presente, uma Oração presente no Livro: "Os quatro compromissos" de Dom Miguel Ruiz. Chama-se Oração à liberdade! E é basicamente entoar palavras positivas à grande liberdade que é sermos nós mesmos!Nesse episódio eu te ajudo a receber esse "mantra" em um lugar mais profundo no seu corpo, para que assim eles penetrem de verdade na sua realidade!  Será que você tem 15 minutinhos para cuidar de você? Se sim, encontre um excelente lugar dentro de ti e aperte o play!
O hábito de esconder a verdade é um padrão de defesa da nossa vulnerabilidade. A autenticidade e espontaneidade da nossa criança vai diminuindo até que esteja em um padrão aceitável segundo os moldes do inevitável processo de educação. Nossos pais receberam de nossos avós lições sobre o jeito certo de ser na vida, o jeito certo de se comportar e o jeito certo de se relacionar. Ao entrar numa relação, perpetuamos o habito de esconder a verdade, perdemos a nossa autenticidade e comecemos a tentar moldar nos jeitos "certos" de se relacionar. Também falo sobre como quando a gente coloca a relação como um objetivo, um fim, ou status, ela se torna um lugar de controle e posse.
loading
Comments 
Download from Google Play
Download from App Store