DiscoverHá Um Século no CP
Há Um Século no CP

Há Um Século no CP

Author: Correio do Povo

Subscribed: 4Played: 251
Share

Description

Todos os dias, faça um passeio pela história e analise o que era notícia no século passado nas páginas do jornal Correio do Povo
119 Episodes
Reverse
O jornal Correio do Povo de 20 de março de 1920 noticiava: "Londres, 18 - Annunciam de Berlim que o chefe do governo reaccionario von Kapp, publicou um decreto estabelecendo o governo apreender, em determinadas circumstancias, automoveis, pneumaticos e petroleo para fins militares. O general von Luetwitz publicou um decreto, ameaçando de pena de morte aos culpados de saques e roubos."A tentativa de golpe continuava a agitar a Alemanha, diversos conflitos entre a população e os golpistas deixava o clima social no país ainda mais instável.
O jornal Correio do Povo de 19 de março de 1920 noticiava: "Paris, 17 — O sr. Ebert, presidente da Republica, continua a affirmar que não entrará em negociações com os rebeldes e usurpadores. A tentativa de von Kapp parece, no momento, estar particularmente compromettida. O seu papel politico parece estar terminado, principalmente depois do fracasso que soffreu a tentativa de constituir ministerio."Em ato contra o golpe de Estado a população alemã foi as ruas em grande manifestação para defender a implementação da democracia.
O jornal Correio do Povo de 18 de março de 1920 noticiava: "Nova York, 16 - O novo governo revolucionario da Allemanha não tem tendencias monarchistas, mas, pelo contrario, apegar-se-á tão sómente á fórma democratica, segundo uma declaração hoje feita por von Kapp á United Press. Entrevistado na chancellaria, von Kapp atacou vigorosamente o governo deposto, o qual - assevera elle - era inconstitucional, por que violou a Constituição, como si fosse ella, um farrapo de papel."O General von Kapp se opunha ao governo democrático da Alemanha por considera-la inconstitucional.
O jornal Correio do Povo de 16 de março de 1920 noticiava: "Berlim, 14 - O novo golpe de Estado, occorrido em Berlim, não causou grande sorpresa nos circuitos politicos. A opinião quasi unanimemente compartilhada pelas personalidades que foram entrevistadas a respeito é que se deve continuar o trabalho para a applicação integral do Tratado de Versailles."Renato Bohusch e Alfredo Possas comentam sobre a severa crise que a Alemanha passava com o fim da Primeira Guerra Mundial e ainda da pressão que sofria das grandes nações para a ratificação do Tratado de Versalhes e todos os conflitos internos que deterioravam cada vez mais o país.
O jornal Correio do Povo de 13 de março de 1920 noticiava: "Acaba de ser constituída, nesta capital, a Empreza de Auto-Bondes-Teresópolis. As linhas que essa empresa explorará serão do arrabalde de Teresópolis á Vila Nova, Cristal e Tristeza."O auto-bonde, quando empregado, levava até quinze passageiros.
O jornal Correio do Povo de 12 de março de 1920 noticiava: "A situação da Turquia resultante dos massacres na Armênia e violações dos termos do armistício por parte do governo turco, está sendo objeto de estudo acurado pelos altos representante da Grã-Bretanha, da França e da Itália, na cidade de Constantinopla."Até que uma decisão fosse tomada e informados os respectivos governos, nenhuma providência seria deliberada, seja qual fosse a atitude assumida, a ação dos aliados seria conjunta.
O jornal Correio do Povo de 11 de março de 1920 noticiava: "Em Milão, reuniu-se a Confederação Geral Industrial Italiana para examinar a situação e os interesses da industria no momento atual."Nessa reunião foram condenadas as tendências que procuravam instituir o regime dos conselhos de trabalho nas fábricas, porque a reforma no sentido comunista prejudicaria a indústria.
O jornal Correio do Povo de 10 de março de 1920 noticiava: "A conferência dos ministros discutiu as condições econômicas e territoriais do tratado com a Hungria."Respondendo a uma interpelação do Sr.Asquith, o Sr.Chamberlain adiantou que não estaria de acordo em renovar o empréstimo anglo-francês e que cada governo decidiria sobre o método de pagamento para o qual utilizariam dos recursos disponíveis nos Estados Unidos.
O jornal Correio do Povo de 9 de março de 1920 noticiava: "A Liga Socialista deliberou organizar uma resistência ativa contra as possíveis tentativas agressivas dos sindicalistas e anarquistas. Ao mesmo tempo foi votada uma ordem convidando o governo a apoiar a maioria do país e trabalhar pela reconstrução nacional demonstrando que as classes dirigentes teriam consciência das necessidades do povo e do país."
O jornal Correio do Povo de 6 de março de 1920 noticiava: "A firma Frederico Mentz & C. em ofício que ontem dirigiu ao inspetor da Alfandega comunicou-lhe estar disposta a cumprir a exigência da Superintendência do Abastecimento Público para poder exportar 6.000 caixas de banha.
O jornal Correio do Povo de 5 de março de 1920 noticiava: "A nova fase de desordens ocorridas em Milão tomou um caráter de conflitos entre os socialistas e os anarquistas que guiados pelo líder Errico Malatesta. Após conflitos entre uns e outros, os operários para evitar cenas sangrentas resolveram abandonar o trabalho.Durante um comício anarquista, Malatesta acusa deputados socialistas de serem aliados à burguesia e traírem a revolução. O ato provocou a invasão e o assalto a Camara do Trabalho travando conflito com os socialistas.
O jornal Correio do Povo de 4 de março de 1920 noticiava: "A guerra interrompeu a emigração e determinou a repatriação de numerosos emigrantes. Devido á terminação da desmobilização e a paralisação industrial, o número de desocupados aumentava sensivelmente."Em 1919, o governo providenciou 150 milhões de subsídios aos desocupados, o que poderia estimular o encorajamento da ociosidade.
O jornal Correio do Povo de 3 de março de 1920 noticiava: "Informações de fonte bolchevista, vindas de Moscou, dão o general do exército vermelho Soboleff como tendo sido morto."Os ataques bolchevistas na frente do Crimea foram repelidos com muitas perdas.
O jornal Correio do Povo de 2 de março de 1920 noticiava: "Os burgo-mestres das cidades vizinhas de Praga resolveram convidar o governo a entrar imediatamente em relações com a Rússia dos Soviéticos afim de remediar a falta de viveres na Tchecoslováquia."Telegrama de Copenhage dizia que fronteiras fechadas tornam difícil o restabelecimento das relações comerciais com a Rússia dos Soviéticos.
O jornal Correio do Povo de 28 de fevereiro de 1920 noticiava: "A falta de organização dos horários dos trens estava trazendo prejuízos, e fazendo prolongar-se a desorganização em todo o percurso, pois afinal, refletiria na rede Sorocabana."Quanto aos passageiros, a vantagem que a viagem ferroviária trazia sobre as comunicações marítimas com Santos e o Rio de Janeiro, residia exclusivamente na sua menor duração.
O jornal Correio do Povo de 27 de fevereiro de 1920 noticiava: "Pouco depois da saída do Vapor Porto Alegre em viagem para Santo Amaro, caiu sobre a capital uma forte cerração. Foi, então, que se deu o desastre, pois, devido á cerração reinante o vapor foi de encontro ás pedras existentes na volta da Casa de Correção."Em vista disso, o comandante do vapor, o Sr. Borges Fortes, suspendeu a viagem e efetuou o desembarque dos passageiros , conduzindo-os para as oficinas dos Srs. Alcaraz e Cia, a fim de sofrer os necessários reparos.
O jornal Correio do Povo de 26 de fevereiro de 1920 noticiava: "Boatos correm de que a Romênia deseja fazer a paz com o governo dos Soviéticos. A missão britânica que se acha no sul da Rússia anuncia que o exército voluntário retomou Rustoff, a 20 do corrente."A crença geral foi de que a Conferência da Paz tenha resolvido em princípio o restabelecimento das relações comerciais com a Rússia dos Soviéticos com a condição de cessar a propaganda maximalista e reconhecer os empréstimos contraídos pelo governo.
O jornal Correio do Povo de 25 de fevereiro de 1920 noticiava: "Ontem, ás 17 horas, a agencia da Companhia de Navegação Costeira recebeu ordem da respectiva diretoria para que pusesse á disposição do comandante da 3ª Região Militar, o vapor Itaquera. O navio foi requisitado pelo Governo Federal, afim de transportar para a Bahia, a 11ª Companhia de Metralhadoras aqui aquartelada."Essa força juntou-se na Bahia com outras que para lá seguiram, visto o Governo Federal ter resolvido intervir naquele Estado.
O jornal Correio do Povo de 24 de fevereiro de 1920 noticiava: "Nos primeiros dias do mez de março deverão ter inicio as obras da nova Cathedral Metropolitana. O edificio, que terá a altura de cincoenta metros, abrangerá toda a area de terrenos occupado pela actual egreja da matriz, do Imperio e os arredores, que foram outrora o cemiterio de Porto Alegre."Em fevereiro de 1920, se iniciava as obras da Catedral Metropolitana do Rio Grande do Sul.
O jornal Correio do Povo de 21 de fevereiro de 1920 noticiava: "Paris, 20 — “Le Matin’’ recebeu um despacho de Varsovia dizendo que o general Pilsudski, entrevistado, declarou: “O momento de fazer a paz com a Russia é chegado para a Polonia e toda a Entente. É imposivel fazer reviver o antigo regimen russo por meio de homens: é preciso procurar uma nova formula".A expansão do bolshevismo russo era vista com maus olhos por toda a Europa e até nos Estados Unidos. Na Polônia a propaganda comunista começava a querer ganhar força.
loading
Comments 
Download from Google Play
Download from App Store