DiscoverTerceira Margem da História
Terceira Margem da História

Terceira Margem da História

Author: Cris Paiva | Paloma Franca Amorim | Opera Mundi

Subscribed: 4Played: 11
Share

Description

O Terceira Margem da História é um podcast sobre cultura, arte, política e sociedade.
16 Episodes
Reverse
Esse episódio é dedicado à celebração do Círio de Nazaré, manifestação religiosa e cultural, que ocorre desde o século XVIII na cidade de Belém do Pará.  Nessa celebração não poderiam faltar as memórias e a história da Festa da Chiquita, tradicional evento LGBTQI+ que acontece  simultaneamente à celebração do Círio de Nazaré, o encontro do Sagrado e do Profano.Nesse episódio contamos com depoimento de Luka Franca, jornalista paraense, ativista de direitos humanos. Referências desse episódio:  documentário - As filhas da Chiquita de Priscilla Brasil; Café Filosófico: Profano e Sagrado no mundo do Espetáculo - Fafá de Belém e Leandro Karnal; Dica desse episódio: Pesquisa do Historiador Marcelo Vitale Teodoro da Silva - "Territórios Negros em Transito: Penha de França Sociabilidades e Redes Negras de São Paulo do pós-abolição". Música: Homenagem a nossa senhora de Arraial Pavulagem
Nesse episódio, Cris e Paloma discutem as questões relativas as infâncias e seus imaginários. São abordados temas como as brincadeiras, as diferenças entre as infâncias de Belém e São Paulo, as infâncias periféricas, além das questões raciais e de gênero na formação cultural e subjetiva das crianças. Contamos nesse episódio com a participação de Selma Boaventura, professora e psicanalista; Penélope Martins, escritora de literatura infanto-juvenil; das crianças: Alice Soares de Oliveira, Vitório Soares de Oliveira, Benjamim Mendonça Vieira, Aysha Ribeiro, Rosa Vastuck, Loïc Pintat, Dara Sol e Horus Benjamin Prado. Referências do Programa: "História da Crianças no Brasil "(org.) Mary Del Priore, Ed. Contexto, 2004; Do silêncio do lar ao silêncio escolar: racismo preconceito e discriminação na educação infantil" de Eliane dos Santos Cavalleiro, Ed. Contexto, 2000. "Toda Mafalda" de Quino, Ed. Martins Fontes, 1991. Filmes: Pelo Malo - Direção: Mariana Rondón, 2014 Escola da Bambu - Direção: Vinícius Zanotti, 2011
Ep. 13: Nas Ondas do Rádio

Ep. 13: Nas Ondas do Rádio

2020-09-2301:03:57

Cris e Paloma apresentam a história do Rádio no Brasil desde seus primórdios a sua popularização nos anos 1930, na Era Vargas, como um veículo de propaganda política do Estado e a criação de uma identidade política nacional através da cultura. São também abordados assuntos como Rádio Libertadora de Carlos Marighella, os programas de rádio nos anos 80 e 90 com seus programas de histórias e músicas, além das experiências radiofônicas da escritora Hilda Hilst na Casa do Sol com o objetivo de estabelecer contato com o mundo dos mortos. O episódio também conta com a radionovela "Tempo Revoltoso" de autoria de Paloma Franca Amorim. Contamos nesse programa com a participação de Bebel Chaves, radialista, jornalista, professora e publicitária paraense, e de Vera Motta, radialista, locutora e apresentadora, do estado da Bahia, relatando suas trajetórias como profissionais do rádio e suas considerações sobre o veículo na atualidade. Também contamos com a participação especial de Márcia Totti Silveira, professora, ativista e poeta, interpretando Branca em "Tempo Revoltoso". Referências do programa: Livros: "MPB na Era do Rádio" de Sergio Cabral, Lazuli Editora, 2011. "Marighella: o Guerrilheiro que incendiou o mundo de Mario Magalhães, Cia das Letras, 2011. Filme: Hilda Hist pede contato, documentário de Gabriela Greeb, 2018. Programa: Observatório da imprensa - 90 anos do rádio no Brasil, 2012 Músicas: "Que será de mim ?"(Ismael Silva e Nilton Bastos); "É negocio casa"(Ataulfo Alves e Felisberto Martins); O que é que a baiana tem (Dorival Caymmi); "O Radinho" ( César Nascimento); "Mil Faces de Um Homem leal" (Racionais MC's)
Ep. 12: Humor nas Mídias

Ep. 12: Humor nas Mídias

2020-09-1601:06:30

Nesse episódio "Humor nas Mídias", Cris e Paloma discutem a trajetória de programas humorísticos no Brasil desde a mídia impressa com Aparício Torelly, mais conhecido como Barão de Itararé, à passagem para o humor radiofônico com programas inovadores como Programa Casé e PRK-30. São também debatidos o humor na televisão brasileira dos anos 80 e 90 e programas como "A Praça é Nossa", "Sai de Baixo", "Os trapalhões", que depreciavam a figura de personagens negras e incorreram no que hoje chamamos de Racismo Recreativo. A internet e suas novas linguagens também são colocadas em questão com engajamento de participantes com suas visualizações e patrocinadores. Contamos nesse episódio com as participações do comediante e ator Murilo Couto e de Livia La Gatto, atriz, comediante e professora, ambos envolvidos com projetos humorísticos dentro e fora das redes. Nosso agradecimento aos convidados! Referências citadas no programa: "Racismo Recreativo" de Adilson Moreira, Ed. Polén 2019; "Raízes do Riso: a representação humorística na história brasileira: da Belle Époque aos primeiros tempos do rádio", de Elias Thomé Saliva, Ed. Cia das Letras, 2002; "O riso: ensaio sobre significação da comicidade", de Henri Bergson, Ed. Martins Fontes, 2004. Documentários: "O riso dos outros" - direção de Pedro Arantes, 2012./ "Programa Casé" - direção de Estevão Ciavatta, 2010 Instagram: @yyarleyy (Yarley Ara); @mclomaofficial; @livialagatto; @murilocouto.
Notas Sobre Fake News é um episódio sobre o contexto atual e histórico da propagação de notícias falsas para gerar lucro financeiro e resultados eleitorais. A partir de casos como da Escola Base, Grávida de Taubaté e Caixões Falsos da Pandemia, Paloma e Cris debatem o assunto, tomando por base o livro "Máquina do Ódio - Notas de Uma Repórter Sobre Fake News e Violência Digital", da jornalista Patrícia Campos Mello, também entrevistada para este programa. Junto com ela, o repórter e jornalista da TVT, Jô Miyagui, a historiadora, pesquisadora e professora da rede pública, Michele Piacente, e a pesquisadora e jornalista Gabriela de Almeida Pereira que se dedica atualmente à pesquisa sobre Fake News e seus efeitos sociais principalmente sobre a população negra e pobre do país. As referências usadas para este episódio são: "A Máquina do ódio - Notas Sobre de Uma Repórter Sobre Fake News e Violência Digital, livro de Patrícia Campos Mello; "Privacidade Hackeada", documentário de Karim Amer e Jehane Noujaim; "1984", livro de George Orwel; "Não-Lugares", livro de Marc Augé; "Confinada", quadrinhos de Leandro Assis (@leandro_assis_ilustra); "A Caça"; filme de Thomas Vinterberg.
Nesse episódio, Cris e Paloma discutem os efeitos da pornografia e do erotismo na sociedade contemporânea à luz da história, da literatura e das artes visuais. Também discorrem como na cultura ocidental a indústria do sexo dita comportamentos e necessidades visando lucro e propaganda. Com todas as contradições do tema, por fim, a radionovela "Procura-se" baseada no conto da autora uruguaia Crista Peri Rossi põe em questão as relações entre tecnologia, desejo e solidão. O programa conta com a participação especial da professora e artista visual Camila de Paz, o pesquisador e assistente social Alan Loiola da PUC/São Paulo, a artista visual e ilustradora Tainá Maneschy e da videomaker e fotógrafa Isadora Luchtenberg. Não percam! Nesse episódio são anunciadas as regras para o sorteio do livro "Racismo e Sexismo na Cultura Brasileira", da professora Sueli Carneiro. Referências: "As Coisas que Perdemos no Fogo", livro de Mariana Enriquez; "A Teus Pés", livro de Ana Cristina César; "Espaços Íntimos", livro de Cristina Peri Rossi; "Mulheres de Fogo"; zine de Roberta Tavares; "As Filhas do Fogo", filme Albertina Carri; "Histórias que o Nosso Cinema (Não) Contava", documentário de Fernanda Pessoa; "Atrás da Estante (Circus of Books)"; documentário de Rachel Mason; Tainá Maneschy instagram: @tainamaneschy_; Carlos Zéfiro ilustrador; Periódico Rio Nu - Hemeroteca da Biblioteca Nacional.
Neste episódio, Cris e Paloma discutem o direito à saúde das comunidades LGBTTQI+, a partir da experiência do Sistema Único de Saúde, das disputas históricas, políticas e médicas que dizem respeito à pauta de orientação sexual, identidade de gênero e de direitos sexuais e reprodutivos. Participações especiais: Suzanne Serruya, Camila Furchi, Alexandre Valverde e Ângela. Referências citadas: "A Clínica da Melancolia", livro de Ana Cleide Moreira Guedes; "A Doença como Metáfora", escrito por Susan Sontag; "História das Mulheres no Brasil", organizado por Mary Del Priori, "Política Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais - Brasília 2013" - documento oficial; "Você Nunca Fez Nada Errado, livro de Felipe Cruz, "Clube de Compras Dallas", filme dirigido por Jean-Marc Valée; "Fofão da Augusta? Quem me Chama Assim Não me Conhece", reportagem de Chico Felitti para o portal Buzzfeed. Música "Para Quem Vale o Seu Amém?" de Luana Hansen.
Ep.8: Nós, Voz, Todes

Ep.8: Nós, Voz, Todes

2020-08-1958:30

O debate sobre a ocupação de espaços públicos por mulheres lésbicas e bissexuais, homens trans e corpos não-binários surge a partir da análise histórica sobre o periódico lésbica "ChanacomChana", o levante do "Ferro's Bar", nos anos 80 em São Paulo, o carnaval e seus blocos de luta e a cinematografia a partir de narrativa transgênero encontrada em "Vera", filme de 1987, a propósito da história de Anderson Herzer, autor transsexual do livro "A Queda Para o Alto", publicado pela editora vozes também nos anos 80. Paloma e Cris se enveredam por esses e outros assuntos a respeito da existência lésbica no Brasil. Com a participação de Mara Minassian, Bárbara Falcão, Fab Canne, militantes LGBTTQI+ em São Paulo, e da colaboração com locuções de Maria Fernanda de Barros Batalha e Julia Moretti. Referências: Livro "A Queda para o Alto", de Anderson Herzer. Ed. Vozes; livro "Segunda Queda" de Ave Terrena Alves, Ed. Kazuá; Filme "Vera" de Sérgio Toledo. 1986; filme queniano "Rafiki" de Wanuri Kahiu. 2018; Reportagem: "Homossexuais, o Direito de Envelhecer", por Bianca Vasconcellos para a TV Brasil em 2016. ERRATA: O dia do Orgulho Lésbico é 19 de agosto. Em certo momento do programa é dito que a data é 18.
No episódio 7, Paloma e Cris dialogam com as correntes históricas e contemporâneas da construção do movimento LGBTTQI+ e suas interfaces com teatro e literatura. Participam desse programa o advogado LGBTTQI+, professor de direito da Unifesp, Renan Quinalha, a parlamentar trans ativista Érika Hilton e o ator Raphael Garcia. Na canção Beradêro de Chico César, a voz da atriz e cantora Maria Fernanda de Barros Batalha. Referências: "Navalha na Carne Negra", espetáculo teatral; "Eu Resisto", documentário sobre mulheres lésbicas, direção de Clarissa Fortes; "SP em Hi-Fi", documentário sobre a noite LGBT paulistana, direção de Lufe Steffen; "História do Movimento LGBT no Brasil", livro organizado por Renan Quinalha, James N. Green, Marcio Caetano, Marisa Fernandes; "Histórias Íntimas", escrito por Mary Del Priori; "História da Sexualidade - volume I/ Vontade de Saber", Michael Foucault; "Problemas de Gênero: Feminismo e Subversão da Identidade", escrito por Judith Butler; "Grande Sertão: Veredas", livro de João Guimarães Rosa.
Ep.6: Escritos Urbanos

Ep.6: Escritos Urbanos

2020-08-0501:02:45

Sexto episódio de respiro e reflexões na pandemia. Agora Cris Paiva e Palo refletem sobre as narrativas e proposições literárias a partir das cidades e suas escrituras. Participações especiais de Geovani Martins, José Falero e Evanilton Gonçalves. Interpretações de Ícaro Rodrigues e Bruno Caetano. Referências: "O Sol na Cabeça"; "Pensamentos Supérfluos: Coisas que Desaprendi com o Mundo"; "Quarto de Despejo: Diário de Uma Favelada"; "Outros Cortes"; "Literatura Como Missão: Tensões Sociais e Criação Cultural na Nova República; " Curta-metragem "O Papel e o Mar".
Nesse episódio, Cris e Paloma conversam sobre os significados da alimentação e da cultura gastronômica, sua relação com nossa sociedade e as contradições que envolvem o debate da industrialização da comida, da gordofobia e dos ritos culturais. Participação especial de Joana Monteleone, Maria COnceição Oliveira, Esther Serruya Weyl, Niti Merhej e Rony Cácio. Referências: "A Vegetariana", livro de Hang Kang; "Como Água para Chocolate", livro de Laura Esquivel; "Muito Além do Pesdo", filme dirigido por Estela Renner (2012); "A Comida e a Sociedade: História da Alimentação", livro de Henrique Carneiro; "Toda Comida Tem Uma História e Outros Ensaios da Gastronomia", livro de Joana Monteleone; "Comida de Comer com a Mão", música de Paquera e Nino Miau interpretada por André da Mata;
Ep. 4: Luto e Memória

Ep. 4: Luto e Memória

2020-07-2252:46

Nesse episódio, Cris e Paloma conversam sobre os ritos de luto e como sua realização pode estabelecer espaços de memória íntima e coletiva fundamentais para a compreensão da História. Participação especial de Claudineia Sartori, Maria Fernanda Batalha e Paula Cassimiro. Referências: Andréia Beltrão no Canal Curta! encenando texto do espetáculo "Antígona", dirigido por Amir Hadad ; Cristina Orlando no documentário "A Questão Racial da Ditadura à Democracia"; Ana Dias no programa "Memória e Contexto", rede TVT; "Auto de Resistência" (2018), dirigido por Natasha Neri e Lula Carvalho "Nostalgia da Luz" (2010), dirigido por Patrício Guzmán "O Pato, a Morte e a Tulipa", escrito por Wolf Erlbruch "Meu Amigo Pintor", escrito por Lygia Bojunga Nunes "Quadros de Guerra: Quando a Vida é Passível de Luto?", escrito por Judith Butler
Que corpos integram a realização cinematográfica no Brasil? Quais são as dificuldades e desafios na prática desta linguagem artística para as mulheres? Nesse episódio, Cris Paiva e Paloma Franca Amorim conversam sobre a história do cinema e a sua realização do set de filmagem à sala de projeção. Contamos com a participação especial de nossas convidadas: Nina Kopko, Nina Maria e Day Rodrigues. Referências do episódio: "O Olhar Estrangeiro", Lúcia Murat; "A Vida Invisível de Eurídice Gusmão", Nina Kopko e Karin Aïnouz; "O Homem Cordial", Iberê Carvalho, figurinos: Nina Maria; "Mulheres Negras: Projetos de Mundo", Day Rodrigues; "O Pacto de Adriana", Lissette Orozco; "Democracia em Vertigem", Petra Costa; "Fascinante Fascínio" em "Sob o Signo de Saturno", Susan Sontag; "Racismo e Resistência" - episódio/ série Quebrando o Tabu/ GNT, Day Rodrigues
Nesse episódio, Cris e Paloma debatem a polêmica dos monumentos racistas na cidade e a dança como ato político de subversão da história e da memória. Participação especial de Priscila Carbone, Ícaro Gaya, Vanessa Garcia e Dina Maia. Referências: "O pensamento Nagô" (Muniz Sodré), "Negros em Guaianazes" (Sheila Gomes da Silva) e "Jonas e o Circo sem Lona" (Paula Gomes).
A literatura afro-americana dos anos 80 e dos anos 2000 em debate neste primeiro episódio. A partir da leitura de “Amada”, romance de Toni Morrison, e de “Americanah”, romance de Chimamanda Ngozi Adichie, questões como racismo, indústria editorial e cultura tornam-se os temas urgentes desse bate papo entre Cris e Paloma.
O podcast Terceira Margem da História com Cris Paiva e Paloma Amorim visa discutir temas contemporâneos de cultura, arte, política e sociedade. Aguardem !
Comments 
Download from Google Play
Download from App Store