Claim Ownership

Author:

Subscribed: 0Played: 0
Share

Description

 Episodes
Reverse
No SeguroCast de hoje, o presidente da CNseg, Dyogo Oliveira, destaca a importância do seguro de vida para a população brasileira.
A semana que passou foi marcada pelas decisões de juros no Brasil e nos EUA. No Brasil, a Selic foi elevada para 13,25%, como previsto. Além disso, o Copom, no comunicado divulgado, afirmou que pretende continuar a elevar a taxa básica de juros nas próximas reuniões. O economista do Comitê de Estudos de Mercado da CNseg, Pedro Simões, analisa essas decisões.
Os seguros para condomínio apresentaram expansão de 4,5% no acumulado de janeiro a abril de 2022. Magda Truvilhano, vice-presidente da Comissão de Riscos Patrimoniais Massificados da Fenseg, fala sobre esse crescimento e sobre a proteção.
As mudanças climáticas podem trazer prejuízos na agricultura, pecuária, geração de energia, e também para o Produto Interno Bruto, que é a soma de todos os valores e bens e serviços produzidos no Brasil. Esse foi um dos temas debatidos em um seminário na sede da Confederação Nacional das Seguradoras, no Rio de Janeiro. O presidente da CNseg, Dyogo Oliveira, destacou a importância de monitorar dos dados relacionados ao clima para ter uma boa gestão de riscos.
A matéria de capa da última edição da Revista de Seguros, publicação da CNseg, a Confederação Nacional das Seguradoras, destaca o crescente número de refugiados do clima no planeta. O texto descreve problemas causados pelos extremos climáticos, como prejuízos econômicos severos, perda de moradias, mortes por acidentes naturais, e, na sequência, os movimentos migratórios intensos e seus graves dilemas sociais. No Fala Presidente de hoje, Dyogo Oliveira vai falar mais sobre o tema.
Nesta segunda-feira foi realizado na Suíça um seminário organizado pela Iniciativa Financeira do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. Em debate, os dez anos do chamado PSI, ou Princípios para Sustentabilidade em Seguros, na tradução da sigla para o português. Presente no evento de forma virtual, o presidente da Confederação Nacional das Seguradoras, Dyogo Oliveira, destacou que o desenvolvimento sustentável sempre foi um dos pilares da CNseg, grande incentivadora da agenda Ambiental, Social e de Governança. Ele pontuou ainda a evolução do mercado de seguros no Brasil após o lançamento do PSI, em 2012, na Rio+20.
O primeiro trimestre de 2022 foi marcado por um vigoroso crescimento do mercado de Títulos de Capitalização – em linha com a previsão feita pela Federação Nacional de Capitalização (FenaCap) no final de 2021. O resultado positivo em todos os estados brasileiros fez o setor atingir R$ 6,7 bilhões em receita, alta de 15,91% sobre igual período de 2021, de acordo com os dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep). As reservas técnicas, que medem a robustez financeira do setor, avançaram 4,1% para o maior patamar da história: R$ 33,8 bilhões.
A última edição da Revista de Seguros, publicação da Confederação Nacional das Seguradoras, a CNseg, traz reportagem destacando o uso crescente das novas tecnologias digitais no campo, que tem contribuído decisivamente para o aumento e a melhoria da produção agropecuária brasileira, uma das mais importantes do mundo. No Fala Presidente de hoje, Dyogo Oliveira destaca a importância do setor para a economia do País e como o mercado de seguros é um grande aliado do segmento.
O mercado global de fusões e aquisições bateu recorde de crescimento histórico em 2021, e o Brasil, alinhado a essa tendência, registrou o maior número de operações realizadas dos últimos dez anos. E no setor segurador, um estudo mapeou mais de 500 investidores interessados no segmento de seguros e benefícios no Brasil. Sobre o tema, vamos conversar com o diretor técnico e de estudos da CNseg, Alexandre Leal; e com José Venâncio, que é sócio da Hand, assessoria independente e especializada na venda, compra e gestão deempresas.
A prática da telemedicina foi liberada no Brasil no fim de 2020, em virtude da emergência pública causada pela pandemia de Covid-19, para facilitar o acesso ao atendimento de saúde, diante do isolamento social imposto pela crise sanitária. Sabemos das inúmeras vantagens e benefícios do atendimento remoto por ampliar o acesso à assistência à saúde no período de isolamento e distanciamento social. Mas, ainda se tem dúvidas sobre a prática da teleodontologia no Brasil, em especial, no setor privado e na odontologia suplementar. E para esclarecer algumas delas, vamos entrevistar Ana Estela Haddad, professora da Faculdade de Odontologia da USP, membro do Comitê Assessor da Rede Universitária de Telemedicina (RUTE) e Pesquisadora em Políticas Públicas, Telessaúde, Teleodontologia e outras linhas de pesquisa.
A Conjuntura CNseg nº71 traz uma análise do forte crescimento do setor de seguros no primeiro trimestre de 2022. A comparação é com o mesmo período do ano passado. No Fala Presidente de hoje, Dyogo Oliveira vai abordar o desempenho do setor segurador nacional, que gera 177 mil empregos diretos para o País.
No Brasil, a procura por seguros cibernéticos alcançou, em março de 2022, o maior patamar de arrecadação desde a criação dessa modalidade de seguros – cerca de R$ 13 milhões – avanço de 23,4% em relação ao mesmo mês de 2021. A Confederação Nacional das Seguradoras destaca que no acumulado de 2022, ou seja, de janeiro a março deste ano, esse volume alcança R$ 34,5 milhões. Esse valor é 41,5% superior ao do primeiro trimestre de 2021. E, em 12 meses, de março de 2021 a fevereiro de 2022, o montante de R$ 113 milhões em prêmios é quase 100% maior do que o obtido no mesmo período imediatamente anterior. Vale destacara que os ataques cibernéticos têm sido cada vez mais frequentes e a proteção oferecida pelo seguro é uma tranquilidade a mais para as empresas evitarem maiores prejuízos.
Para falar sobre o tema vamos conversar com Gabriel Escabin, da Comissão de produtos por Sobrevivência da Fenaprevi e da BTG Pactual.
A nova edição da Revista de Seguros, publicação da CNseg, traz reportagens importantes relacionadas à agenda ASG, que trata de temas ambientais, sociais e de governança. Em uma das matérias, a publicação aborda o novo marco regulatório de saneamento básico, que parece desenhar um roteiro para a falta de água potável e esgotos tratados. Os projetos para alcançar as metas do Plano Nacional de Saneamento Básico em 2033, incluindo a universalização desses serviços, demonstram novo vigor e, pelas contas do BNDES, exigem investimentos médios de R$ 26 bilhões por ano. O Presidente da CNseg, Dyogo Oliveira, vai falar mais sobre esse tema conosco.
A aprovação da Lei 14.332 amplia as perspectivas para produtos de Filantropia Premiável ao trazer mais segurança jurídica à modalidade de Capitalização. O amadurecimento e a segurança do mercado contribuíram para que o Legislativo entendesse que a Filantropia Premiável é mais do que um simples produto, ela tem a sustentabilidade em sua essência e representa um propósito social. Sobre este e outros temas, vamos falar com o presidente da Comissão de Produtos e Coordenação, Atuarial e Tecnologia da Informação, da FenaCap, Natanael de Castro.
Um dos temas que tem despertado maior interesse na indústria de seguros atualmente é o open insurance. Segundo a SUSEP, o projeto representa a possibilidade dos consumidores permitirem o compartilhamento de suas informações de forma segura, ágil, precisa e conveniente. O prazo final determinado para a primeira fase foi o dia 30 de junho de 2022. Até lá, haverá o compartilhamento de redes credenciadas, serviços e demais produtos. O Presidente da CNseg, Dyogo Oliveira, vai conversar com a gente sobre o tema.
O seguro de riscos cibernéticos apresentou uma expansão muito forte em 2021, com crescimento de 150%. E a julgar pelo resultado de fevereiro, com expansão de 55%, o ritmo deve se manter este ano. Para falar sobre o tema, vamos conversar com o membro da comissão de Linhas Financeiras, Tiago Lino.
Os resultados apresentados pelo setor segurador em 2021 e nos primeiros meses de 2022 reforçam o seu comprometimento com a população brasileira e a sua importância para a economia do país. A cifra de mais de R$ 397 bilhões paga pelo setor, no ano passado, em benefícios, indenizações, resgates, sorteios, despesas médicas e odontológicas supera o orçamento de pequenas e grandes prefeituras e as dotações de alguns dos principais ministérios. Para falar mais sobre o tema, vamos conversar com o novo Diretor-Presidente da CNseg, Dyogo Oliveira.
Com os números de transmissão da Covid-19 em queda no país, muitos brasileiros agora tentam superar as marcas deixadas pelo longo período de isolamento e pouca atividade física. Quadros de ansiedade e depressão, problemas posturais e até o agravamento de condições causadas por doenças autoimunes estão entre os impactos da pandemia na saúde dos indivíduos. Vamos conversar sobre esse cenário com o médico José Luiz Cunha Carneiro Junior, diretor do Sistema Amil de Saúde.
Nova diretoria da Confederação Nacional das Seguradoras destaca os desafios do mercado em meio à pandemia.
Comments 
Download from Google Play
Download from App Store