DiscoverMamilosA pornografia é vilã?
A pornografia é vilã?

A pornografia é vilã?

Update: 2019-03-1673
Share

Description

68 anos. Este é tempo que você gastaria para assistir todo o conteúdo de um único site pornográfico em 2017 – e este mercado só cresceu desde então. Diante de tanto material, tem opções para todos os gostos. Das fantasias mais discretas aos fetiches mais ousados. Não dá pra fingir que a pornografia não faz parte da vida de muitas pessoas, então agora o Mamilos vai se despir das certezas e chamar para o debate o assunto.


Como que o acesso e o consumo de tanta produção pornográfica pode afetar a mente e os hábitos sexuais dos usuários? Como a indústria se posiciona com a chegada de questionamentos vindos de diversos setores? Como a representação da mulher nessas produções pode influenciar a sociedade?


Na mesa, contamos com a presença da Thais Fabris, co-fundadora da 65|10; Thays Mayume, editora e diretora de uma produtora de pornô alternativo e membro do PopPorn, festival de filme e arte ligado à área; e Mayanna Rodrigues, atriz e diretora de filmes pornô.


Vem com a gente e dá o play neste Mamilos!


BRADESCO TRAZ O CIRQUE DU SOLEIL PARA SUA CASA


O Bradesco continua a apoiar grandes eventos culturais no Brasil é patrocinador do incrível espetáculo “OVO” do Cirque Du Soleil no Brasil e quer propor uma imersão aos usuários através das redes sociais do banco.


“OVO” retrata as mudanças de um ecossistema de insetos e narra a história de amor cheia de desafios entre um inseto desajeitado que se encanta por uma bela joaninha. É uma mistura encantadora de meio ambiente, fantasia, ritmos, movimentos e sons, com muita brasilidade, do samba ao forró, do funk carioca ao baião e ao carimbó.


Uma diversidade que também tem tudo a ver com o Bradesco, que está em todo o Brasil e fala com todos os brasileiros. Fique de olho nas redes sociais do banco que vai ter muita conteúdo bacana sobre o novo espetáculo do Cirque Du Soleil no Brasil!


FALE CONOSCO


. Email: mamilos@b9.com.br

. Facebook: aqui

. Twitter: aqui


CONTRIBUA COM O MAMILOS


Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda recebe toda semana um apanhado das notícias mais quentes do jeito que só o Mamilos sabe fazer. É só R$9,90 por mês! Corre ler, quem assina tá recomendando pra todo mundo.

https://www.catarse.me/mamilos


EQUIPE MAMILOS


Edição – Caio Corraini

Produção – Nayara Cristina e Ricardo Terto

Apoio a pauta – Jaqueline Costa e grande elenco


CAPA


A capa dessa semana é de autoria de Marianna Schmidt.


FAROL ACESO


Mayanna: Filme “Kiki: Os Segredos do Desejo” e site Queer Porn TV;

Mayume: Livro “As Meninas” e documentário “Feministas: O Que Elas Estavam Pensando?”;

Cris: Série “Boneca Russa” e site Hysteria;

Thais: Série “Sex Education” e livro “O Mito da Beleza”.


Link pro post: https://www.b9.com.br/105116/mamilos-188-a-pornografia-e-vila/

Comments (10)

Fabio de Ornelas Pestana

Na minha opinião a melhor contribuição para o tema veio da ouvinte Viviane. De fato, para além do que eu não poderia expor de melhor forma de que ela já expôs, em um projeto de avanço nas relações sociais, o que para mim também envolve uma superação do modo capitalista de produções subjetivas, o saudável no pensamento sobre sexualidade não deveria circular em torno de uma lógica mercadoria e consumo, o que sempre implica em distorções subjetivas do entendimento e reconhecimento dos sujeitos envolvidos. Aquele que consome porno sempre reproduz subjetivamente um conceito alheio de sexualidade, ao mesmo tempo em que experiência esta mercadoria em um ponto de vista particular que substitui seu relacionamento com humanos pelo relacionamento com coisas submissas a sua escolha. Pouco importa se uma produtora tem a finalidade de diversificar corpos e práticas sexuais no porno se a escolha final de consumo será do consumidor, que indiretamente afetará sua forma de enxergar futuras parceiras sexuais. Muda-se padrões, mas não se incentiva uma superação das relações humanas de seu condicionamento mediado por lógicas de consumo. A única ressalva que eu faria ao comentário da Viviane seria minha discordância em relação ao porno homossexual masculino. Há sim uma relação de dominação nestes casos, não só por se tratar de uma relação de trabalho insalubre mediado por relações de classe, não é difícil ver os casos no google de homens da indústria pornô lgbt que sofrem problemas de saúde por comercializar seu corpo, mas há inclusive uma questão de reproduzir padrões patriarcais e heteronormativos que muitas vezes subjulgam principalmente o ator predominantemente passivo, o que reproduz também uma masculinidade tóxica na convivência lgbt de quem consome esse material. Já presenciei muitos casos de homofobia praticada por homossexuais que menosprezam supostos afeminados, e meu palpite é que o porno lgbt tem certo papel influente nessa construção ideológica.

Jun 30th
Reply

Mayane Fabricia

primeiro podcast que ouvi por uma indicação de uma amiga e me apaixonei.

May 10th
Reply

Bruna Raquel

- Primeiro que ouvi e já me apaixonei 🤩🤩🤩

Apr 28th
Reply

Aryan Singh

Bruna Raquel lovely

Apr 28th
Reply

Ingrid Honorio

Amei e não foi pouco

Apr 16th
Reply

Карина Кошкина

Ух

Apr 4th
Reply

Igor Trindade

Silverster Stalone tava assustado nos anos 90 com o que seria o sexo do futuro não era atoa https://youtu.be/67DN3uvwXkE 👻🤔🙄

Mar 28th
Reply

Dragão Heremita

casa 1 não pode fechar

Mar 22nd
Reply

Raio Quiz

Muito legal esse episódio. Gostaria de um programa sobre como falar de sexo com os filhos.

Mar 20th
Reply

Vinícius Pires

6:06

Mar 18th
Reply
loading
Download from Google Play
Download from App Store
00:00
00:00
1.0x

0.5x

0.8x

1.0x

1.25x

1.5x

2.0x

3.0x

A pornografia é vilã?

A pornografia é vilã?

B9