DiscoverMamilosFuturo do Trabalho
Futuro do Trabalho

Futuro do Trabalho

Update: 2019-05-3175
Share

Description

Uma das fábulas mais conhecidas da Grécia Antiga nos conta a história de um camponês ardiloso chamado Sísifo que tentou fugir de seu destino no Tártaro enganando Perséfone. Só que pego em sua artimanha, ele foi condenado a passar a eternidade rolando uma pedra montanha acima até o topo. Chegando lá, cansado e sem forças, deixaria a pedra rolar para baixo, sendo obrigado a recomeçar tudo no dia seguinte. E no dia seguinte. E no dia seguinte.


Se você já se viu preso a um trabalho sem sentido, você deve ter se identificado com o castigo de Sísifo, um símbolo trágico da vida moderna com pessoas se resignando a trabalhar em empregos fúteis e burocráticos.


Novas tecnologias, novas demandas, portanto novas oportunidades, novos modelos, novas hierarquias, novas jornadas, novas escalas, novos nomes para se decorar, novas tentativas de encontrar sentido e ainda assim o dia continua tendo apenas 24 horas. Onde cabe tudo isso, onde encontrar tempo e mais do que isso quem vai pagar a conta pelas contas que a gente precisa pagar?


Agora imagine que hoje irão nascer pelo menos mais de 200.000 pessoas e provavelmente 85% delas terão profissões que ainda não existem, segundo o Institute for the Future, da Dell.


Sim, dá medo. O que será “fazer acontecer” em 2030? Que carreiras existirão?


Hoje vamos conversar sobre apenas dois aspectos dessa discussão mais ampla, que é o futuro do trabalho: as mudanças na cultura das empresas, e o impacto da flexibilização das relações trabalhistas. Na mesa, contamos com Priscila Gunutzman, Doutora em psicologia social, professora e supervisora de estágios na Anhembi Morumbi; Carolina Quintella, psicóloga e gerente de Cultura e Desenvolvimento no Quinto Andar; e Túlio Custódio, sociólogo e curador de conhecimento na Inesplorato.


Vem com a gente e dá o play neste Mamilos!


========

FUNDAÇÃO BRADESCO APÓIA A EDUCAÇÃO


A Fundação Bradesco foi criada em novembro de 1956 e hoje mantém 40 escolas próprias em todo o Brasil. Em 2019, com um orçamento de mais de 650 milhões de reais, já são mais de 92 mil alunos na Educação Básica, no Ensino Médio, na Educação Profissional, na Educação de Jovens e Adultos e na Formação inicial e continuada voltada à geração de emprego e renda.


No início do mês de maio, a Fundação inaugurou as suas páginas nas redes sociais para ficar cada vez mais perto das pessoas que fizeram e fazem parte dessa história. Acesse lá no Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn.


E aproveita que tá por aí pesquisando e assiste ao vídeo acima, que conta a linda história de uma ex-aluna que se tornou médica.


========

FALE CONOSCO


. Email: mamilos@b9.com.br

. Facebook: aqui

. Twitter: aqui


========

CONTRIBUA COM O MAMILOS


Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda recebe toda semana um apanhado das notícias mais quentes do jeito que só o Mamilos sabe fazer. É só R$9,90 por mês! Corre ler, quem assina tá recomendando pra todo mundo.

https://www.catarse.me/mamilos


========

EQUIPE MAMILOS


Edição – Caio Corraini

Produção – Nayara Cristina, Peu Araújo e Ricardo Terto

Apoio a pauta – Jaqueline Costa e grande elenco

Publicação – Pedro Strazza


========

CAPA


A capa dessa semana é de autoria de Johnny Brito.


========

FAROL ACESO


Carol: Peça “Mississipi”;

Priscila: Show de Milton Nascimento no Espaço das Américas;

Cris: Filme “Eu, Daniel Blake”;

Ju: Filme “Aladdin”.

Comments (9)

Dan Menezes

Programaço! Obrigado por esta edição ❤️

Jun 6th
Reply

Victor Tatagiba

Dan Menezes Muito bom mesmo!

Jun 6th
Reply

Felipe Alcantara

Minha cabeça explodiu, como sempre

Jun 2nd
Reply

Marcia

Esse programa tratou de algo que venho pensando a muito tempo: a desumanização que ocorre em nome de novas oportunidades e o enriquecimento daqueles que promovem tais novas oportunidades (eh assustador). Ainda pior eh perceber que as pessoas sequer percebem que estão inseridas num sistema que não concede o direito ou possibilidade de mudar de vida (pior, normatiza a situação). Cada "fatia" da população vive isso de modo diferente, porém a única certeza eh que todos vamos ter algum impacto (e infelizmente não acredito que será bom, em virtude do distanciamento social entre as pessoas).

Jun 1st
Reply

Augusto Menna Barreto

Um tema que a imprensa não estância dando atenção é o desmonte do programa de prevenção à AIDS/HIV hepatites virais feito pelo governo Bolsonaro. isso em um contexto de aumento de novas infecções por HIV entre jovens de 15 à 25 anos nos últimos 10 anos. Tem gente aposentada por AIDS há 20 anos perdendo a aposentadoria... vocês poderiam, por favor, fazer um programa a respeito? é um tema importante e urgente.

Jun 1st
Reply

Andrea Pasold

escrevi logo porque não queria esquecer. mas deixa falar que está ótimo!!

May 31st
Reply

Cecilia Bastos

segunda vez que tento assistir e trava ..o quê acontece?

May 31st
Reply

Ana Caroline Bispo

Cecilia Bastos O problema era o aplicativo. Tive que atualizar o meu ontem e depois baixei normalmente.

Jun 3rd
Reply

Andrea Pasold

deixa só esclarecer que o SUS independe de contribuição, mas não tem benefício previdenciário para quem não é segurado, e só é segurado quem recolhe contribuição, e ainda existe carência. o autônomo para pedir auxílio doença deve ter 12 meses de contribuição. e a questão grave é que o sujeito virador geralmente não contribuiu como autônomo, não pensa ou não sabe que pode fazer isso. se não estiver no sistema, fica sem renda e sem trabalho. e é por isso que pessoas doentes seguem trabalhando

May 31st
Reply
loading
In Channel
Download from Google Play
Download from App Store
00:00
00:00
1.0x

0.5x

0.8x

1.0x

1.25x

1.5x

2.0x

3.0x

Futuro do Trabalho

Futuro do Trabalho

Carolina Quintella, Priscila Gunutzman, Cris Bartis, B9, Túlio Custódio, Ju Wallauer