Claim Ownership

Author:

Subscribed: 0Played: 0
Share

Description

 Episodes
Reverse
Para encerrar a temporada de sopas aqui no podcast Cozinha da Matilde, uma sopinha bem diferentona e deliciosa. Apesar de diferentes, os ingredientes são muito comuns: iogurte natural, arroz, ovo e um cadinho de farinha de trigo. E, para arrematar, um molhinho de hortelã com manteiga. Agora você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Sopa turca de iogurte com arroz :: Ingredientes: - Arroz - Iogurte natural - Ovo - Farinha de trigo - Manteiga - Hortelã Bata meia xícara de arroz bem lavado com 1 xícara de água até ficar uma quirera de arroz, ou seja, não bata demais, só quebre ele. Leve esse batido ao fogo com mais 4 copos de água, uma pitada de sal e cozinhe até o arroz ficar bem macio, se for preciso, acrescente mais água, no fim deve ficar com caldo levemente engrossado e o arroz bem cozido, não pode ficar seco. À parte, bata 2 xícaras de iogurte natural com um ovo e uma colher de sopa de farinha de trigo. Pegue duas conchas do arroz cozido com caldo – a panela dele ainda está no fogo – e despeje na mistura de iogurte com ovo aos poucos, misturando sem parar até ficar tudo homogêneo. Pegue a mistura e junte no restante do arroz de caldo na panela, misture bem para ficar também homogêneo e deixe cozinhar em fogo baixo por uns dez minutos, mexendo de tempos em tempos. Essa operação de vai e volta com o caldo no iogurte é para ele não talhar. Enquanto a sopa cozinha, faça o acompanhamento: aqueça manteiga até ela ficar levemente dourada e soltando o cheiro de castanha, de avelã, pegue essa manteiga bem quente e despeje em um potinho sobre uma porção de folhas de hortelã laminadas bem fininho.
Hoje nós vamos com a tradicional sopa de cebola francesa gratina, mas numa versão vegetariana - que é mais simples de fazer. Vem junto pra aprender! Essa sopa é bem com o que a gente tem em casa e o resultado fica chique demais. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br
O Jorge Ben Jor deu a linha: prudência, dinheiro no bolso e canja de galinha não faz mal a ninguém. Na falta da prudência e do dindin, eu vou hoje de canja, que pelo menos nessa eu me dou bem! Vou te ensinar hoje como não errar nessa sopa maravilhosa. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br
Essa sopinha é oriental e, especialmente na China, ela é muito tradicional e é comida logo cedo, no café da manhã. Ela é servida não só como sopa, mas também para acompanhar vegetais como a berinjela frita à moda chinesa ou mesmo friturinhas de carnes e frutos do mar à moda japonesa. Aqui a receita é com carne moída de porco e pode colocar os vegetais que quiser no meio. Agora você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Quirera de arroz com gengibre e carne moída de porco :: Ingredientes: - Arroz agulhinha - Carne moída de porco - Sal - Açúcar - Ovo - Gengibre - Alho - Cebolinha verde Lave bem um copo de arroz agulhinha, até a água sair branca. Bata no liquidificador com um copo de água na função pulsar, só para quebrar os grãos, ficar uma quirera. Em uma frigideira pequena, doure em um fio de óleo 200 gramas de carne moída de porco, temperada com uma pitada de sal e uma pitada de açúcar, deixe a carne ficar bem soltinha e dourada. Reserve. Cozinhe um ovo em água fervendo por 9 minutos, descasque e regue o ovo com shoyu, para ele ficar tingido e temperado. Reserve. Passe o arroz triturado para uma panela e junte um pouco menos de um litro de água e uma pitada generosa de sal. Deixe cozinhar até o arroz ficar macio, mas íntegro, vai ficar com caldo, mas sem caldo ralo, sem excesso. Junte uma colher de sopa de gengibre picadinho, uma colher de sobremesa de alho picadinho e deixe ferver junto por 2 minutos em fogo baixo. Junte a carne de porco frita e deixe cozinhar por mais um minuto. Experimente o sal e corrija, se for preciso, e finalize com o ovo tingido partido ao meio e cebolinha verde.
A sopa de hoje é toda trabalhada na economia que o preço das coisas está nas alturas e pesa, principalmente, no prato da população. A receita econômica deste episódio vai ser na medida pro jantar: abóbora com linguiça. Agora você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Sopa de abóbora com linguiça :: Ingredientes: - Cebola - Talo de salsinha (ou coentro) - Alho - Linguiça calabresa fresca - Abóbora - Cheiro verde - Pimenta Sue cebola, talo de salsinha ou coentro e alho em um fio de óleo. Junte uma ou duas linguiças calabresas frescas desfeitas, ou seja, você corta elas cruas e tira o recheio do invólucro e vai ficar uma carne moída de linguiça. Doure a carne moída de linguiça no refogado, misturando para ficar soltinha. Junte a abóbora cortada em cubinhos, refogue junto, cubra de água e deixe ferver. Tampe a panela e abaixe o fogo até a abóbora estar desmanchando. Pode colocar na pressão para economizar o gás, aí é entre 3 e 5 minutos. Abra a panela e dê uma triturada de leve em parte da abóbora para engrossar bem o caldo, deixe ferver, ajuste o sal e finalize com cheiro verde e pimenta.
Se tem uma dupla que combina é esta: costela de boi com mandioca macia derretendo em um caldo. O resultado é uma sopa aveludada pela mandioca, com sabor único e cheio de nutrientes por conta do colágeno da carne de osso. Agora você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Caldo de costela e mandioca :: Ingredientes: - Costela de boi - Pimenta do reino - Cominho em pó - Açúcar mascavo - Óleo - Cebola - Pimentão - Talos de salsinha - Coentro - Pimenta de cheiro - Folha de louro - Colher de urucum - Açafrão da terra - Tomate - Mandioca - Limão Tempere a costela de boi com pimenta do reino, um tico de cominho em pó, um tico de açúcar mascavo e um fio de óleo. Deixe pegar gosto na geladeira por meia hora. Retire a costela da geladeira, tempere com sal e doure cada um dos pedaços em uma frigideira grossa com um fio de óleo. À medida que for dourando, passe os pedaços de costela para uma panela de pressão. Na borra da frigideira, aproveitando a cor e o sabor das costelas, você vai suar cebola e pimentão picadinhos, talos de salsinha ou de coentro, pimenta de cheiro laminada, uma folha de louro, uma colher de urucum e uma pitada de açafrão da terra. Junte três tomates picadinhos, refogue bem, limpe bem a borra da frigideira e passe tudo para a panela de pressão, em cima da carne. Junte água até cobrir e coloque para cozinhar na pressão por 30 minutos. Passado esse tempo, você abre a panela e verifica se a costela cozinhou. Se for necessário, cozinhe mais 10 minutos. Espere esfriar e, com uma concha, recolha a gordura que ficou na superfície do caldo e depois volte a ferver o caldo com as carnes. Se for o caso, junte mais água para render um litro de caldo e junte 1 xícara de mandioca crua ralada e 1 de mandioca em cubinhos. Deixe pegar pressão de novo, mas, desta vez, basta 3 a 5 minutos para a mandioca derreter. Abra a panela, você vai ver que a mandioca ralada dá uma engrossada no caldo e a cortada em cubinhos ficou pra dar uma textura. Experimente o sal e finalize com muito cheiro verde, mais pimenta de cheiro e ardida. Se for do seu gosto, mande junto um pedaço de limão para acompanhar.
Aqui, no canal do podcast da Cozinha da Matilde, tem sopa pra todo gosto. A de hoje, além de saborosa, agrada o bolso. É uma maneira de aproveitar o feijão que sobrou do almoço ou do dia anterior, aquele pastoso da geladeira e fazer dele uma versão de caldinho cheia de ziriguidum. Agora você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Caldo de feijão, com pão e tomate :: Ingredientes: - Alho em lâminas - Azeite - Tomate - Pimenta dedo de moça - Feijão de ontem - Pão dormido Em uma panela sue as lâminas de alho em um fio de azeite ou óleo. Junte dois ou três tomates bem maduros picados e uma pitada de sal. Se for do seu gosto, junte também uma pimenta dedo de moça picadinha. Refogue até o tomate começar a derreter, junte o feijão que sobrou, misture bem. Deixe aquecer e junte duas xícaras de água, misture. Deixe ferver e bata no liquidificador ou passe o mixer direto na panela até ficar um caldo cremoso, mas sem ser grosso demais. Ajuste o sal. Pegue uma ou duas lâminas de pão dormido e passe na frigideira com um fio de azeite até dourar dos dois lados. Coloque as lâminas de pão em um prato e regue com o caldo de feijão, deixando uma borda da lâmina de pāo pra fora do caldo. Finalize tudo com salsinha.
Além de gostosa, a sopa de hoje fica linda por conta da cor vibrante da beterraba, destacada pelo creme azedo, a cebolinha e a farofinha de pão. É uma ótima ideia para servir de entrada em jantares para receber amigos. Fica juntinho para não perder nenhum detalhe dessa sopa deliciosa. Agora você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Sopa de beterraba e batata doce :: Ingredientes: - Cebola - Alho - Manteiga - Batata doce - Beterraba - Pão dormido - Creme de leite fresco - Raspas e suco de limão - Pimenta do reino Refogue cebola e alho em manteiga até suar e soltar sabor. Junte 4 xícaras de batata doce cortada em cubos e 2 xícaras de beterraba ralada. Refogue bem, cubra de água, deixe ferver, tampe e abaixe o fogo. Quando estiver tudo bem cozido, a batata desmanchando, você passa tudo pelo mixer ou, se você tiver paciência, passe por uma peneira que a textura fica muito melhor. Volte para a panela, ajuste o sal, deixe aquecer, finalize com uma colher de manteiga e misture bem rápido para dar brilho. À parte, você vai pegar pão dormido duro, vai ralar no ralo grosso ou processar rapidinho até ficar uma farinha grossa. Vai tostar de leve na manteiga com sal. Reserve. Bata uma xícara de creme de leite fresco com raspas e suco de meio limão espremido, até obter um creme grosso, finalize com uma pitada de sal e outra de pimenta do reino. Em uma cumbuca bonitona ou um prato fundo, coloque o caldo cremoso, arremate com uma colherada do creme azedo, polvilhe com outra colherada de farinha de pão e um toque de cebolinha verde cortada bem fininha.
O prato do dia vem da Chapada da Diamantina, na Bahia. O icônico godó, um caldo de carne com banana verde que é para raspar o prato e comer suspirando. Vem viajar comigo para a Chapada e aprender a preparar essa perfeição em forma de receita. Agora você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Godó :: Ingredientes: - Cebola - Alho - Pimentão - Carne - Tomate - Banana verde - Cheiro verde - Pimenta Refogue cebola, alho e pimentão em cubinhos em um pouco de óleo com uma pitada de sal. Junte carne cortada em cubinhos, que pode ser fresca ou de sol, e deixe a carne dourar nos temperos. Junte tomate também cortado em cubinhos e refogue. Junte banana verde descascada e cortada em cubinhos, cubra com água e deixe cozinhar na pressão por 15 minutos. Ajuste o sal e sirva com bastante cheiro verde e pimenta.
A sopa de hoje é de missô, uma pasta de soja fermentada muito consumida no Japão, na Coreia, na China e em outros países do Oriente. Pode ser servida como entrada ou acompanhamento e é uma mão na roda pra ter em casa e resolver refeições. A cozinheira Letícia Massula ensina todos os segredos dessa delícia. Agora você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Missoshiro :: Ingredientes: - Caldo de carne (ou vegetais) caseiro (ou um pacotinho de hondashi) - Missô - Acelga laminada - Repolho - Tofu - Cebolinha Ferva meio litro de água, ou caldo de carne, ou vegetais caseiro, ou use um pacotinho de hondashi, que é um caldo japonês em pó. Enquanto o caldo ferve, em um potinho, misture três colheres de missô com um pouquinho da água quente e nela dissolva o missô para não correr risco de ficar empelotado no caldo. Reserve. Volte para o caldo: se você tiver, junte acelga laminada, ou repolho fininho, ou aquela acelga chinesa só partida ao meio, o que tiver. Acrescente também cubinhos de tofu, que é o queijo de soja japonês. Deixe a verdura amolecer, apague o fogo, junte o missô dissolvido e misture bem. Finalize com muita cebolinha verde.
Hoje é dia de fazer um caldinho bem diferentão e cheio de personalidade. O caldo de cogumelo com café esbanja cremosidade e vai surpreender você no quesito sabor. Não se intimide, porque cozinha também é lugar de experimentar. Vai dar bom! Agora você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Caldo de cogumelo com café :: Ingredientes: - Cebola - Talos de salsinha - Cogumelo paris (ou portobello, ou shitake) - Cogumelo seco - Nozes picadas - Cebolinha verde - Tomilho - Café coado - Nata (ou creme de leite fresco) - Pimenta do reino Sue cebola e talos de salsinha picadinhos em manteiga. Junte cogumelo paris, ou portobello, ou shitake cortado em cubinhos e refogue junto. Se tiver, junte também uma colher de sopa de cogumelo seco picadinho e hidratado em água morna até ficar macio. Depois de tudo refogado, junte a água onde hidratou o cogumelo seco, mais meia xícara de água, deixe ferver e cozinhar tampado em fogo baixo. Enquanto o cogumelo cozinha, toste meia xícara de nozes picadas em uma frigideira antiaderente, deixe esfriar e misture com cebolinha verde laminada e uma pitada de tomilho picadinho. Volte à panela, junte uma xícara pequena de café coado sem açúcar e 300 ml de nata ou creme de leite fresco, deixe aquecer e triture tudo junto até obter um creme. Se for necessário, deixe reduzir mais um pouco. Sirva em cumbucas finalizadas com a misturinha de nozes tostadas e pimenta do reino moída na hora.
Dez em cada dez brasileiros preferem feijão, e o caldinho não está atrás disso. Ah, e como a gente gosta de uma sustança, vai ter pimenta e farofa de bacon para acompanhar. Agora você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Caldinho de feijão :: Ingredientes: - Feijão - Folha de louro - Bacon - Alho - Açafrão - Pimenta dedo de moça Tem duas maneiras de cozinhar feijão: com ou sem panela de pressão. Pra cozinhar sem pressão, você deixa o feijão de molho em água na véspera e cozinha em panela comum com muita água e uma folha de louro. Pra cozinhar na pressão, você coloca o feijão com muita água e uma folha de louro para cozinhar por 40 minutos, depois de pegar pressão. Enquanto o feijão cozinha, você frita cubinhos de bacon até ficarem crocantes e escorre numa peneira para ficarem sequinhos. Reserve. Depois de cozido o feijão, é importante cozinhar bem para ficar cremoso o caldo, você sua no óleo muito alho picadinho ou espremido, uma colher de chá de açafrão da terra, sal e pimenta dedo de moça laminada – com semente, se você gosta de ardido; ou sem, se você não curte picância. Junte esse refogado ao feijão na panela, deixe tudo ferver junto e pegar gosto. Passe tudo pelo mixer ou liquidificador até ficar um caldo homogêneo. Se estiver muito ralo, deixe ferver e engrossar. Se ficar muito grosso, junte um pouco mais de água e deixe ferver até o ponto de caldinho. Por cima do caldinho, você finaliza com muita cebolinha verde e o bacon em cubinhos.
Hoje a receita é daquelas coringas que a gente guarda com carinho. O caldo de temperos com pão e ovos leva pouquíssimos ingredientes e, apesar disso, o sabor é grande e o cheirinho de comida boa perfuma toda a casa. Ela é a carta na manga para aqueles dias de aperreio, seja ele sentimental, financeiro ou de tempo mesmo. Agora você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Caldo de temperos com pão e ovos :: Ingredientes: - Pão dormido - Alho - Talos de salsinha (ou de coentro) -Azeite - Ovos - Salsinha (ou coentro) - Queijo ralado Corte pão dormido em lâminas e torre de leve em uma frigideira (ou no forno, ou na torradeira). Reserve as lâminas em um prato fundo onde vai servir a sopa. Sue alho e talos de salsinha (ou de coentro) em um fio de azeite. É importante não deixar dourar, só soltar o aroma. Junte água, sal e deixe ferver. Quebre os ovos e junte um a um no caldo, deixe cozinhar até o ponto da sua preferência e então resgate cada um deles com uma concha. Disponha os ovos sobre as lâminas de pão no prato. Ajuste o sal do caldo, junte pimenta do reino e um punhado de cheiro verde com salsinha (ou coentro), conforme seu gosto. Regue as lâminas de pão e os ovos com esse caldo quente e finalize com um fio generoso de azeite. Polvilhe com queijo ralado, se quiser.
A sopa de hoje é rapidex, na medida para quem está sem tempo, irmão. Esse é um creme vegetais no estilo pá-pum é feito na panela de pressão, ideal para aqueles momentos em que você está morto com farofa. Essa receitinha vai salvar sua janta e aliviar o cansaço de tão reconfortante. Agora você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Sopa express de vegetais :: Ingredientes: - Cebola - Batata - Cenoura - Abobrinha - Tomate - Batata doce - Abóbora - Alho - Talos de salsinha - Folha de louro - Pimenta do reino - Sal - Azeite - Salsinha - Cebolinha - Queijo ralado Coloque direto na panela de pressão: uma cebola, duas batatas, uma cenoura, uma abobrinha, dois tomates, meia batata doce, um gomo largo de abóbora com casca - tudo isso cortado em cubos. Mais cinco dentes de alho, talos de salsinha, uma folha de louro, pimenta do reino, sal, um fio generoso de azeite e cubra tudo com água. Tampe a panela, deixe pegar pressão e marque dez minutos. Abra a panela, passe tudo pelo mixer até ficar cremoso. Deixe ferver novamente e encorpar, se você achar muito ralo. Sirva com salsinha, cebolinha, queijo ralado, se for do seu gosto, e pão para acompanhar.
A sopinha de hoje é tailandesa, mas calma que não tem nada exótico, não. Ela é feita com frango, leite de coco e gengibre. Essa delícia consegue ser quente e refrescante ao mesmo tempo, além de ser muito aromática. Outra característica da Tom Kha Gai é que ela faz a gente suar por conta da pimenta. É simples de fazer. Agora você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Tom Kha Gai :: Ingredientes: - Leite de coco - Açúcar mascavo - Peito de frango - Cogumelos frescos - Tomate - Talos de coentro - Cebolinha - Gengibre - Pimenta malagueta - Folhas de limão - Talo de capim de limão - Nampla - Coentro Coloque um litro de leite de coco para ferver com uma colher de açúcar mascavo e uma pitada de sal. Junte um peito de frango cortado em cubos, 1 xícara de cogumelo fresco cortado em lâminas, tomate cortado em gomos, talos de coentro e cebolinha verde laminados, gengibre em lâminas, uma pimenta malagueta picadinha, três folhas de limão, um talo de capim limão. Se não tiver as folhas de limão e o capim limão, substitua por raspas de dois limões que o sabor vai ficar parecido. Deixe ferver tudo por cinco até dez minutos, até o frango estar cozido. Finalize com duas colheres de nampla, que é um molho de peixe fermentado muito usado na cozinha tailandesa. Se não tiver, você pode substituir por shoyu. Ajuste o sal, junte o suco de meio limão e um punhado de folhas de coentro e cebolinha verde laminada.
Essa receita é no estilo “quando piscou já foi”. Tanto por ser prática, quanto por ser deliciosa. É um creme de ervilha com wasabi, aquela pastinha verde picante que acompanha a comida japonesa. O resultado é aveludado e com sabor instigante. Agora, você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino, Laísa Gomes e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Creme de ervilha com wasabi :: Ingredientes: - Cebola - Ervilha - Creme de leite fresco (ou nata) - Pasta de wasabi - Pimenta do reino - Cebolinha verde Sue cebola picadinha em manteiga com uma pitada de sal. Refogue quinhentos gramas de ervilhas congeladas. Junte meia xícara de água e deixe ferver. Passe pelo mixer até obter um creme homogêneo, sem grumos. Junte trezentos ml de creme de leite, de preferência fresco ou nata. Deixe ferver junto, ajuste o sal e junte uma colher de chá de pasta de wasabi, apague o fogo e misture bem. Sirva no prato fundo polvilhado de pimenta do reino e cebolinha verde.
É com o famoso caldo verde que a Letícia Massula vai hoje. Essa delícia leva batatas, embutidos e couve. Faça frio ou faça sol, não tem como essa mistura não dar samba. Cola o ouvido para mais uma receitinha prática e infalível. Agora, você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino, Laísa Gomes e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Caldo verde:: Ingredientes: - Cebola - Talos de salsinha - Alho - Batata - Paio - Linguiça calabresa - Couve - Pimenta do reino - Cheiro verde - Pimenta malagueta Refogue cebola e talos de salsinha em azeite até suar e soltar sabor. Junte alho picadinho. Junte batatas cortadas em cubos, refogue, cubra de água, deixe ferver, tampe a panela, abaixe o fogo e deixe cozinhar até as batatas começarem a desmanchar. Enquanto as batatas cozinham, tire a pele dos embutidos e corte o paio em rodelas e a linguiça calabresa na transversal, de esgueio. Reserve. Corta também a couve bem fininha e sem o talo. E uma dica: não deixe fios muito longos que ficam complicados na hora de servir, corte a couve pros fios ficarem de um tamanho médio. Depois que a batata estiver desmanchando, amasse com uma colher de pau e vá misturando até ficar um caldo. Se for necessário, junte mais água e lembre que é um caldo, não um purê, então tem que ser mais diluído, mas sem perder a cremosidade. Junte a calabresa e o paio cortados e deixe cozinhar no caldo por dez minutos em fogo baixo. Finalize com a couve cortada, pimenta do reino moída na hora, de preferência, e muito cheiro verde, se for do seu gosto. Ainda pode acrescentar pimenta malagueta.
Vem que o prato do dia é um creme de abobrinha daqueles. A textura impressiona de tão aveludada e o sabor conforta como um abraço. Fino e elegante, né? Se quiser incrementar, a Letícia Massula ensina uma forma, mas é sem perder a elegância e o sabor. Vem ouvir mais essa receitinha fácil de fazer. Agora, você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino, Laísa Gomes e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Creme aveludado de abobrinha :: Ingredientes: - Abobrinha - Cebola - Alho - Azeite - Cebolinha verde - Pimenta do reino Com a ajuda de um descascador de legumes, faça tiras da casca de uma abobrinha. É como se você estivesse mesmo descascando a abobrinha, mas você vai usar essa casca. Aqueça uma frigideira antiaderente e toste de leve as fitas de abobrinha dos dois lados, deixando as bordas levemente queimadas. Reserve. Corte o restante da abobrinha em cubos e junte mais três abobrinhas cortadas igualmente em cubos. Sue cebola e alho em azeite com uma pitada generosa de sal. Junte a abobrinha em cubos e refogue até os cubos mudarem de cor. Junte uma xícara de água e deixe cozinhar até a abobrinha ficar bem mole e o caldo secar quase todo, isso que vai garantir que ele fique cremoso. Bata com o mixer até ficar um creme e volte a aquecer, deixe ferver e, se for necessário, reduzir mais um pouco até ficar uma sopa encorpada e aveludada. Experimente e ajuste o sal. Em um prato fundo, coloque a sopa, no centro, dois ou três rolinhos feitos das fitas de abobrinha, salpique tudo com o chancliche, cebolinha verde laminada bem fina, pimenta do reino e gotas de azeite.
A receita de hoje é nada mais nada menos do que um dos pratos mais consumidos no México: o Pozole. Uma sopa mexicana com milho de canjica, o famoso mungunzá salgado. Uma delícia de receita, perfumada, leve e cheia de sabor. É de lamber os beiços! Agora, você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino, Laísa Gomes e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Pozole :: Ingredientes: - Milho de canjica - Sobrecoxa de frango - Cebola - Alho - Cravo - Folha de louro - Grãos de pimenta - Talos de coentro - Cominho - Pimenta de cheiro - Tomates verdes - Pimentão - Pimenta ardida - Folhas de coentro - Salsinha - Alho - Cebola - Repolho - Cebola roxa - Rabanete - Cebolinha verde - Abacate - Limão Cozinhe duas xícaras de milho de canjica na pressão até ficar macio, cerca de 25 minutos. Passe para uma tigela e reserve no caldo do cozimento para não ressecar. Na mesma panela, junte duas sobrecoxas de frango e uns dois litros de água. Não precisa muita carne não, é mais pra dar gosto. Junte uma cebola, alho, três cravos, uma folha de louro, grãos de pimenta, semente e talos de coentro, um cadinho de cominho, pimenta de cheiro ou ardida, se for do seu gosto, uma pitada de sal e deixe cozinhar na pressão até a carne soltar dos ossos, cerca de 15 minutos são suficientes. Coe o caldo, escume a gordura da superfície e reserve. Desfie a carne e reserve também, junto com o caldo. Na mesma panela, junte água e, quando ferver, cozinhe por cinco minutos dois tomates verdes, um pimentão, seis pimentas de cheiro e pimentas ardidas verdes, se for do seu gosto. Escorra os vegetais, coloque tudo no liquidificador, junte uma xícara de folhas de coentro, meia xícara de folhas de salsinha, dois dentes de alho, uma cebola pequena, sal e um pouco de cominho – bata tudo até ficar uma pasta verde. Pegue de novo a panela e coloque o caldo e as carnes do frango que você reservou, mais a canjica escorrida e deixe ferver. Junte o molho verde batido, misture bem, deixe ferver e experimente o sal. Sirva em um prato fundo e finalize com repolho, cebola roxa e rabanete cortados fininhos, mais cebolinha verde, abacate em cubinhos e, antes de comer, esprema um limão.
Esta aqui é uma das receitas mais queridinhas da Letícia Massula, por ser prática e ao mesmo tempo deliciosa. Ela tem como base três variações de sopa de grãos - ervilha, lentilha ou grão de bico - e pode ser preparada de acordo com os ingredientes que você tem em casa. Entendeu o pulo do gato? Santa praticidade! É para salvar qualquer janta. Agora, você confere a receita em texto aqui mesmo na descrição do episódio. E você também pode receber diretamente no seu celular pelo grupo de whatsapp (bit.ly/368exFx)  ou pelo canal do Telegram (t.me/cozinhadamatilde). Os episódios são publicados duas vezes na semana, às quartas-feiras e sextas-feiras. FICHA TÉCNICA - Roteiro e apresentação: Letícia Massula. Coordenação e edição: Camila Maciel. Produção executiva: Beatriz Pasqualino, Laísa Gomes e Raquel Júnia. Sonoplastia: Lua Gatinoni. Artes: Cláudia Regina. Contato: atendimento@radiotertulia.com.br :: Base de sopa de grãos :: Ingredientes: - Grão de preferência (grão de bico, ervilha ou lentilha) - Cebola - Alho - Azeite - Cebolinha verde - Requeijão cremoso (mussarela de búfala ou queijo de bolor azul) - Manjericão - Linguiça - Pimenta fresca Cozinhe o grão que você escolher na pressão até ficar bem macio, a lentilha e a ervilha são bem rápidos e nem precisam de pressão. Já o grão de bico precisa de pressão, a não ser que você deixe ele de molho na véspera. Bata o grão cozido no mixer ou liquidificador com um pouco do caldo até virar um purê. Congele as porções desse purê para uma ou duas pessoas, dependendo de quantos são na sua casa. A dica é já fazer meio ou um quilo pra ter um tanto bom de porções à mão, principalmente no inverno. Na hora de usar a base, você pode fazer algumas variações de sopas. Seguem as três que mais gosto pra te inspirar. Refogue a cebola e o alho no azeite, junte a base da sopa descongelada, um pouquinho de água, deixe ferver, ajuste o sal e sirva polvilhada de cebolinha verde. A segunda versão você faz exatamente como a primeira, mas aí finaliza com uma colherada de requeijão cremoso, ou uma mussarela de búfala ou uma porção de queijo de bolor azul e depois umas folhinhas de manjericão e um fio de azeite. A última é pra quem come carne. Frite em azeite linguiça em rodelas ou solta do invólucro, que nem carne moída. Quando dourar, junte cebola laminada fina e deixe fritar com a linguiça. Junte tomate em cubinhos miúdos e refogue. Junte então a base da sopa descongelada e um pouco de água e deixe tudo ferver e incorporar os sabores. Sirva com salsinha laminada e muita pimenta fresca. Se quiser variar, use bacon em cubinhos no lugar da linguiça.
Comments 
Download from Google Play
Download from App Store